DOENTES POR FUTEBOL

O Estrela Vermelha Campeão da UCL.

Na primeira parada do nosso especial sobre finais de Liga dos Campeões, falaremos sobre a final da temporada 1990/91 e o título do Estrela Vermelha.

No começo da temporada, o grande favorito ao título era o Milan, então bicampeão da competição européia e com jogadores como Baresi, Maldini, Gullit e Van Basten.

Na primeira rodada, o Milan ficou de ”bye”, esperando adversário para a segunda fase. Na primeira fase da competição não tivemos nenhuma surpresa, com equipes como Real Madrid, Napoli, Bayer e Porto avançando com tranquilidade. O Estrela Vermelha e o Olympique de Marselha também passaram com tranquilidade, eliminando Grasshopper – SUI e Dínamo Tirana – ALB, respectivamente.

ODD Shark


Na segunda fase, o Milan fez sua estreia na competição contra o Brugge – BEL. Após empate em 0x0 na Itália, o time de Berlusconi venceu fora por 1×0, gol de Carbone. Real Madrid, Porto e Bayern também avançaram, enquanto o Napoli de Maradona caiu nas penalidades, após empatar em 0x0 os dois jogos contra o Spartak Moscou. Estrela Vermelha e OM passaram com tranquilidade por Rangers (4×1 no agregado) e Lech Poznán (8×4 no agregado).



Nas quartas de final, os confrontos ficaram definidos da seguinte forma:



Bayern x Porto
Estrela Vermelha x Dínamo Dresden – RDA
Spartak Moscou x Real Madrid
Milan x OM

Nos jogos de Ida, Bayern e Spartak empataram em casa, o Estrela Vermelha venceu por 3×0, enquanto Milan e OM terminaram empatados em 1×1. Na volta, o Bayern fez 2×0 no Porto, o Spartak surpreendeu o Real Madrid em pleno Santiago Bernabéu e venceu por 3×1 (após começar perdendo por 1×0) e o Estrela Vermelha fez novo 2×1 no Dresden. No jogo OM x Milan, disputado em Marselha, o OM vencia por 1×0 e a partida já estava nos acréscimos quando dois dos quatro refletores do estádio apagaram. Quinze minutos depois a energia estava de volta, mas o Milan não quis voltar a campo. A UEFA decretou o placar de 3×0 para o OM e baniu o Milan.

 

Dynamo Dresden 1×2 Estrela Vermelha

 

Olympique de Marselha 1×0 Milan 


Na semifinal, esses foram os confrontos:


Bayern x Estrela Vermelha
Spartak Moscou x OM

Nos jogos de ida, o Estrela Vermelha fez 2×1 no Bayern na Alemanha e colocou a mão na vaga. No outro confronto, o OM fez 3×1 no Spartak. Na volta, o OM fez 2×1 no Spartak e garantiu o lugar na decisão. No outro jogo, o Estrela Vermelha abriu o placar, mas tomou a virada no segundo tempo com gols de Aughentaler e Bender. O jogo caminhava para a prorrogação, mas o mesmo Aughentaler fez contra aos 90′. Dessa forma, o Estrela Vermelha conquistou a vaga para a decisão.

Olympique de Marselha 2×1 Spartak Moscou

Estrela Vermelha 2×2 Bayern de Munique

Todos os gols do Olympique de Marselha

Todos os gols do Estrela Vermelha


A grande decisão

Cartaz da final da Liga dos Campeões.

Cartaz da final da Liga dos Campeões

Papin, estrela do OM para a final.

Papin, artilheiro da Liga dos Campeões 1990/91.

Abedi Pele

Abedi Pelé, estrela africana do OM

Prosinecki e Savicevic, a dupla infernal do Estrela Vermelha.

Prosinecki e Savicevic, a dupla infernal do Estrela Vermelha



Marcada para o pequeno Estádio San Nicola, em Bari, a decisão contou com duas equipes que nunca haviam chegado à final da Liga dos Campeões. De um lado, o Estrela Vermelha, equipe de Jugovic, Savicevic, Pancev, Prosinecki e Mihajlovic. Do outro, o OM, com Mozer, Abedi Pelé, Waddle e Papin. 

No primeiro tempo, o OM tem as duas chances de gol mais claras da partida, mas o Estrela Vermelha também assustou, chegando à área do time francês com mais frequência. O jogo continuou na mesma toada no segundo tempo e na prorrogação, mas o 0x0 persistiu no placar e a partida foi para a disputa de penalidades.



As penalidades



Na primeira cobrança, Prosinecki bateu no meio do gol e Olmeta caiu para o lado direito. 1×0 Estrela. Em seguida, Amoros cobrou mal pelo OM e Stojanovic fez a defesa. As equipes não cometeram mais erros, até que Pancev foi para a última cobrança. O iugoslavo bateu forte, no alto, sem chance para Olmeta. Resultado: Estrela Vermelha Campeão da Liga dos Campeões.

Pancev comemora a cobrança de pênalti que deu o título ao Estrela Vermelha.

Pancev comemora a cobrança de pênalti que deu o título ao Estrela Vermelha

 

A equipe campeã da Liga dos Campeões.

A equipe campeã da Liga dos Campeões

 

Melhores momentos da final e disputa de penalidades


A equipe iugoslava ainda bateria o Colo Colo na disputa do Mundial de Clubes, mas isso é assunto para outra coluna.

Até semana que vem!

O conteúdo acima é de responsabilidade expressa de seu autor. O Doentes por Futebol respeita todas as opiniões discordantes e tem por missão promover o debate saudável entre ideias.

33 anos, morador do Rio de Janeiro. Rubro Negro de coração, apaixonado pelo Maracanã, tem no Barcelona o exemplo de clube para o que entende como futebol perfeito, dentro e fora do campo. Estudioso da memória do futebol, tem nessa sua área de maior atuação no site, para preservar a memória do esporte. Dedica especial atenção aos times mais alternativos, equipes que tiveram grandes feitos, mas que não são tão lembradas quanto as maiores do mundo. Curte também futebol do centro e do leste da Europa, com uma coluna semanal dedicada ao assunto. Um Doente muito antes de fazer parte desse manicômio, sua primeira memória acadêmica é uma redação sobre o Zico, na qual tirou 10 e a mesma foi para o mural da escola. Nunca trabalhou com futebol dessa forma, mas adora o que faz junto com o restante do pessoal e se pergunta o porquê de não ter começado com isso antes. Espera recuperar o ''tempo perdido''. Acha Lionel Messi o melhor que viu jogar e tem em Zico, Petkovic e Ronaldo Angelim como heróis.