O mini-chefe merengue

Varane em sua apresentação no Real Madrid: indicação de Zidane. Foto: Site Oficial do Real Madrid

Imagine essa situação: um jovem zagueiro de 19 anos que vem recebendo poucas chances no maior clube do mundo. Após a lesão dos principais defensores da equipe, o treinador tem que forçar seu uso. O adversário é o maior rival, considerado por muitos o melhor time do mundo e que conta com o melhor jogador do planeta em estado de graça.

A história de Raphaël Varane no Real Madrid começou bem antes. No dia 27 de julho de 2011, o clube blanco confirmou a contratação do promissor zagueiro francês por 10 milhões de euros, em negociação surpresa. A indicação veio através de Zinedine Zidane, que sempre mostrou confiança em Varane. Ele já vinha dando mostras de que poderia ser o grande zagueiro merengue no futuro. Em sua estreia, perante os aficionados madridistas, anotou um belo gol de calcanhar (http://www.youtube.com/watch?v=Gqbv0FtOGUo) que selou a goleada ante o Rayo Vallecano por 6×2. Mas somente no dia 30 de janeiro de 2013 que ele veio ter máximo destaque.

Em jogo válido pela Copa do Rei, José Mourinho não contou com Pepe (lesionado) e Sergio Ramos (suspenso). O jeito foi apostar suas fichas no francês, que iniciou de titular e saiu de campo ovacionado. Era a sua afirmação no Santiago Bernabéu. Em campo, ele não sentiu, em momento algum, o peso de um superclássico. Fez uma marcação positiva em Messi, que passou em branco, além de ter evitado um gol de Xavi praticamente embaixo da trave. Para completar, anotou o gol de empate, importantíssimo para o jogo da volta.

O vigor físico de Varane impressiona. Sua capacidade para recuperar bolas é louvável. Nesse duelo contra o Barcelona, por exemplo, desarmou Fàbregas de maneira limpa (https://www.youtube.com/watch?v=EA3k4d8nc_Y), em uma jogada que provavelmente morreria no fundo das redes de Diego López. Perguntado sobre sua atuação, Varane foi claro: “Não tenho medo de jogar contra os melhores. O Barcelona é uma grande equipe, mas se você entrar em campo desanimado para enfrentá-los, certamente terá uma fraca atuação”. A boa partida valeu uma convocação para o duelo da França contra a Alemanha.

Varane levou a melhor contra Messi em dois duelos. Foto: Getty Images

A partir daí, a confiança de Mourinho nele foi alta. Tanto que no duelo da volta contra o Barcelona, o gajo já tinha Pepe à disposição, mas preferiu manter Varane no time titular. E o zagueiro ratificou a boa fase ao sentenciar os blaugranas marcando de cabeça o terceiro gol, além de novamente ter atuado perfeitamente na retaguarda, anulando Messi outra vez. Hoje, já podemos dizer que o promissor Varane, aos 19 anos, é titular do Real Madrid. E tanto o clube blanco como a seleção francesa sabem que possui um talento raro para defender seus sistemas defensivos por muito tempo.

Comentários

Jornalista, carioca e apaixonado pela Liga Espanhola desde a época em que Rivaldo, Zidane, Figo e Raúl foram seus professores. Colaborou para o programa [email protected] da Rádio Globo São Paulo falando sobre o futebol do país das touradas. Repórter da Super Rádio Tupi.