DOENTES POR FUTEBOL

O primeiro cartão vermelho de Seedorf

VERDADEIRA-SEEDORF

 

Hoje, após a expulsão de Seedorf contra o Madureira, noticiou-se (inclusive nós) que teria sido o primeiro cartão vermelho que o jogador teria levado, depois de mais de 800 jogos, e 20 anos de carreira. O que muitos não sabiam é que ele já havia sido expulso jogando pelo Milan.

A expulsão no Campeonato Carioca

Na partida contra o Madureira, aos 47 minutos do segundo tempo, Seedorf sairia da partida para dar lugar a André Bahia*. O juiz então pediu para que o jogador saísse pela lateral, mas o meia queria sair pelo local tradicional das substituições. O árbitro Philip Georg Bennett aplicou cartão amarelo pela recusa do jogador. Já amarelado, o holandês insistiu então em sair pelo meio-de-campo. Pressionado, o árbitro mostrou o segundo amarelo, seguido de vermelho.

Seedorf se pronunciou antes de descer ao vestiário, chamando de ridícula a atitude do árbitro.

Criou-se então a lenda de que seria a primeira expulsão do disciplinado Seedorf.

ODD Shark




A verdadeira primeira expulsão

Em 23 de abril de 2006, Seedorf havia sido expulso no jogo Messina x Milan, pela Serie A 2005/06. O elenco do Milan contava com os brasileiros Dida, Serginho, Cafu e Kaká.

Num jogo de várias expulsões, nos acréscimos da segunda etapa da partida, Seedorf , após discutir com o jogador adversário, levou o primeiro cartão vermelho de sua carreira. A partida terminou em 3×1 para o Milan.

Para que se comprove, os sites Soccer Way e Transfer Markt têm os registros da partida.

E, para que não haja dúvidas, o vídeo abaixo mostra a expulsão, nos minutos finais:





É o fim do mito. O site da FIFA ainda não reconhece o primeiro vermelho:
http://pt.fifa.com/worldfootball/clubfootball/news/newsid=1626641.html

* A substituição na partida do Botafogo é confusa, visto que Cidinho havia dado o lugar para André Bahia minutos antes do acontecido. Não havia mais ninguém para entrar no lugar de Seedorf. Este post poderá ser editado após averiguação.

O conteúdo acima é de responsabilidade expressa de seu autor. O Doentes por Futebol respeita todas as opiniões discordantes e tem por missão promover o debate saudável entre ideias.

Publicitário apaixonado por esporte. Fundador do projeto Doentes por Futebol.