Os “incaíveis”

  • por Bráulio Silva
  • 4 Anos atrás

OS INCAÍVEIS DO BRASILEIRÃO

Temos vinte times disputando o Brasileirão. Dentre todas as equipes, cinco tem um motivo especial para se orgulhar:

Cruzeiro, Flamengo, Internacional, Santos e São Paulo nunca foram rebaixados no campeonato nacional.

O rebaixamento, da forma como estamos acostumados, foi instituído no campeonato de 1988. De lá para cá, várias equipes já sofreram desse mal. O último time a cair foi o Palmeiras. Campeão em 1972, 1973, 1993, 1994. O clube paulista já havia sido rebaixado em 2002 e repetiu a dose em 2012. Por isso disputa a Série B esse ano. (Em 2013, Fluminense, Vasco, Ponte Preta e Náutico foram as equipes rebaixadas)

Arte: Doentes por Futebol | Luan foi um dos símbolos da queda palmeirense ano passado.

Arte: Doentes por Futebol | Luan foi um dos símbolos da queda palmeirense ano passado.

Com o começo de campanha fraquíssimo de Santos e Flamengo, as torcidas já ficam preocupadas com o futuro na competição. Será que os dois jogarão às terças e sábados em 2014?

Veja quais dos grandes já foram rebaixados, e confira também as piores campanhas realizadas pelos até então “incaíveis“:

Arte: Doentes por Futebol | Presidente do Flu em 97, Álvaro Barcelos e seu gesto eternizado de comemorar a virada de mesa.

Arte: Doentes por Futebol | Presidente do Flu em 97, Álvaro Barcelos e seu gesto eternizado de comemorar a virada de mesa.

Atlético-MG – Campeão em 1971, rebaixado em 2005
Atlético-PR – Campeão em 2001, rebaixado em 1989, 1993 e 2011
Bahia – Campeão em 1988, rebaixado em 1997 e em 2003. Caiu pra Série C em 2005.
Botafogo – Campeão em 1995, rebaixado em 2002 e 2014
Corinthians – Campeão em 1990, 1998, 1999, 2005 e 2011. Rebaixado em 2007.
Coritiba – Campeão em 1985, rebaixado em 1989, 1993, 2005 e 2009.
Criciúma – Nunca foi campeão. Rebaixado em 1988, 1997 e 2004. Caiu para a Série C em 2005 e 2008. 
Fluminense – Campeão em 1984, 2010 e 2012. Rebaixado em 1996 quando foi um dos protagonistas da virada de mesa. Rebaixado novamente em 1997. Caiu para a Série C em 1998. Virou a mesa de novo, para ficar na elite em 2001. Rebaixado em 2013.
Goiás – Nunca foi campeão. Rebaixado em 1993, 1998 e 2010.
Grêmio – Campeão em 1981 e em 1996. Rebaixado em 1991 e 2004.
Náutico – Nunca foi campeão. Rebaixado em 1992, 1994 e 2009. Caiu para a Série C em 1998. Rebaixado em 2013.
Ponte Preta – Nunca foi campeão. Rebaixado em 2006. Rebaixada em 2013.
Portuguesa – Nunca foi campeã. Rebaixada em 2002 e 2008.
Vasco – Campeão em 1974, 1989, 1997 e 2000. Rebaixado em 2008. Rebaixado em 2013. [Adendo: Rebaixado em 2015]
Vitória – Nunca foi campeão. Rebaixado em 1991, 2004 e 2010. Em 2005 caiu para a Série C.

Os cinco times que nunca foram rebaixados já fizeram campanhas péssimas, dignas de rebaixamento. Confira:

Cruzeiro:

Arte: Doentes por Futebol | Fabrício comemora gol contra o Atlético-MG. Goleada por 6x1 garantiu a Raposa na primeira divisão

Arte: Doentes por Futebol | Fabrício comemora gol contra o Atlético-MG. Goleada por 6×1 garantiu a Raposa na primeira divisão

O Cruzeiro disputou todas as edições do Brasileirão e foi campeão nos anos de 2003 e 2013. As piores campanhas vieram nas temporadas de 2001, quando o time ficou em 21º de 28 times, e em 2011, quando flertou com o rebaixamento durante todo o campeonato, mas se livrou com uma goleada diante do maior rival, na última rodada.

Flamengo:

JULIO CESAR FLAMENGO

Arte: Doentes por Futebol | Em seus tempos de Flamengo, o goleiro Julio Cesar passou por algumas temporadas difíceis e riscos de rebaixamento.

O Flamengo tem seis conquistas do Brasileirão, 1980, 1982, 1983, 1987, 1992 e 2009. Embora nunca tenha sido rebaixado, namorou a queda em diversas oportunidades. Em 1995, quando tinha o ataque formado por Sávio, Romário e Edmundo, terminou apenas na 21ª posição, de um torneio com 24 times. Em 2001, o time terminou em 24º, ficando apenas dois pontos à frente do primeiro rebaixado, o Santa Cruz. Outros campeonatos recheados de sustos para os rubro-negros foram os de 2004 e 2005. A equipe ficou o tempo todo na parte de baixo da tabela, livrando-se do risco de queda, apenas na parte final da competição.

Internacional:

Arte: Doentes por Futebol | Mahicon Librelato foi o herói colorado em 2002. O atacante faleceu um mês depois em acidente de carro.

Arte: Doentes por Futebol | Mahicon Librelato foi o herói colorado em 2002. O atacante faleceu um mês depois em acidente de carro.

Time grande com maior jejum de conquistas quando falamos de Brasileirão, o Colorado não ganha o campeonato desde 1979. O time, que é tri-campeão (1975, 1976 e 1979), passou a década de 90 sofrendo aos montes. Por um ponto, ficou de fora da próxima fase nos campeonatos de 95, 96 e 2001. Em 99, escapou da queda ao vencer o Palmeiras em casa com um gol de Dunga. Em 2002, estava virtualmente rebaixado, quando, sabe-se lá como, venceu o Paysandu em Belém do Pará por 2×0. O herói da não queda foi o atacante Mahicon Librelato, autor de um dos gols da vitória do Inter. Herói que, pouco tempo depois, veio a falecer em acidente automobilístico.

Santos:

Arte: Doentes por Futebol | Rebaixado com o Corinthians em 2007, Betão fez parte do elenco santista de pior campanha no século em 2008.

Arte: Doentes por Futebol | Rebaixado com o Corinthians em 2007, Betão fez parte do elenco santista de pior campanha no século em 2008.

Campeão em 2002 e 2004, o Santos já realizou campanhas dignas de rebaixamento. Em 1987, o time da Vila Belmiro ocupou a penúltima posição da Copa União, mas o regulamento não previa rebaixamento. No ano seguinte, já com rebaixamento, o Santos fez uma campanha medíocre, ficando apenas em 18º. Outra campanha ruim foi no ano de 1996, quando os praianos ficaram apenas na 20ª posição no campeonato que ficou marcado pela virada de mesa. Nos pontos corridos, a pior campanha do Peixe foi em 2008, quando o time terminou em 15º, um ponto apenas à frente do Figueirense, que terminou rebaixado.

São Paulo:

Seis vezes campeão (1977, 1986, 1991, 2006, 2007 e 2008), o Tricolor foi verdadeiramente ameaçado pelo rebaixamento em 1998. Com direito a uma derrota por 7×2 para a Lusa, o São Paulo acabou a competição na 15ª colocação, apenas quatro pontos à frente do América-MG, o primeiro entre os rebaixados naquele ano. Nos pontos corridos, a pior campanha foi em 2005, quando terminou em 11º, após passar três rodadas na zona de degola. Uma campanha controversa é a do Paulistão de 90, mas, na época, o regulamento não previa o rebaixamento, embora o São Paulo tenha realizado uma campanha tenebrosa.

No vídeo abaixo, o comentarista Paulo Vinícius Coelho explica o não rebaixamento do São Paulo no Paulistão:

* Vale lembrar que São Paulo e Santos não jogaram o Brasileirão de 1979, por divergências entre a Federação Paulista e a CBD.

Comentários

Paulistano, casado e com 33 anos. Apaixonado por futebol e pelo São Paulo FC. De memória privilegiada, adora relatar e debater fatos futebolísticos de outrora. Ex-estudante de jornalismo, hoje gerencia uma drogaria no município de Barueri, além de escrever para a Doentes por Futebol.