Anthony Yeboah: o artilheiro ganês

  • por Rogério Bibiano
  • 19 Visualizações

YEBOAH_principal

O futebol africano é historicamente um celeiro de grandes atacantes. Goleadores que, ao longo de anos, encantam mundo afora. No começo da década de 90, um destes nomes surgiu e marcou época no futebol alemão e depois no futebol inglês: Anthony Yeboah, ou Tony Yeboah.

Nascido no dia 6 de junho de 1966 em Kumasi, Gana, Yeboah ainda hoje é considerado o melhor atacante que já vestiu a camisa das Estrelas Negras. Juntamente com Abedi Pele, era um dos principais nomes dessa seleção.

Começou sua carreira no tradicional Asante Kotoko em 1982. No ano seguinte foi jogar no Cornerstones, onde ficou até 1985. Em 1986 e 1987, jogou no Okwawu United, sagrando-se artilheiro da Premier League de Gana nas duas temporadas.

Jovem destaque em seu país, foi contratado pelo F.C. Saarbrucken, na época na Bundesliga 2, em 1988. No clube, Yeboah jogou entre 1988 e 1990, 65 jogos e marcou 26 gols, com destaque para sua segunda temporada, quando marcou 17 vezes.

Tony Yeboah é considerado um dos maiores atacantes que já vestiu a camisa do Eintracht Frankfurt - foto: reprodução

Tony Yeboah é considerado um dos maiores atacantes que já vestiu a camisa do Eintracht Frankfurt – foto: reprodução

Em 1990, transferiu-se para o Eintracht Frankfurt, tornando-se o primeiro negro a vestir a camisa rubro-negra do clube da capital financeira da Alemanha. Entretanto, seus primeiros jogos pelo Eintracht foram precedidos de atos racistas por uma parte da torcida.

Determinado, Tony Yeboah rapidamente conquistou a imensa maioria dos torcedores de Frankfurt com seus gols, tornando-se um dos destaques da equipe. O sucesso era tanto que Yeboah tinha um grupo de torcedores que sempre compareciam ao estádio com a faixa “Zeugen Yeboah’s” (testemunhas de Yeboah).

Artilheiro da Bundesliga nas temporadas 1992/1993 (com 20 gols) e 1993/1994 (com 18 gols), jogou 123 partidas pelo clube rubro-negro, marcando um total de 68 gols. Em 1995, desentendeu-se com Jupp Heynckes, então treinador da equipe, e acabou negociado com o Leeds United (ING) por 3,4 milhões de euros.

Na Inglaterra, Yeboah conquistou uma legião de fãs do Leeds United. Na sua segunda temporada no clube, tornou-se o primeiro atleta não britânico a ser eleito jogador do ano pelo clube. Além desta marca pessoal, Yeboah marcou contra o Wimbledon na temporada 1995/1996 o gol que seria considerado o mais bonito da Premier League naquela temporada (veja no vídeo abaixo, os 32 gols de Yeboah pelo Leeds United)
[youtube id=”hF3UzRxd3a0″ width=”620″ height=”360″]
Entre 1995 e 1997, Foram 32 gols em 66 jogos, ano em que retornou para o futebol alemão, indo atuar pelo Hamburgo. Já sofrendo com constantes lesões, teve temporadas irregulares pelo clube, atuando, até 2001, em 100 jogos e marcando 28 gols. Transferiu-se para o Al-Ittihad, ajudando a equipe na conquista da Qatar Stars League da temporada 2001/2002 e da Copa do Emir na mesma temporada, para então aposentar-se.

Ao lado de Abedi Pele, Yeboah formou uma das duplas mais conhecidas do futebol africano, sendo considerado até hoje o maior atacante de Gana - foto: reprodução

Ao lado de Abedi Pele, Yeboah formou uma das duplas mais conhecidas do futebol africano, sendo considerado até hoje o maior atacante de Gana – foto: Getty Images

Com um ótimo porte físico – Yeboah tem 1,80m de altura -, sabia conciliar a força física com a técnica mais apurada, além de ser um exímio definidor ambi-destro com ótima presença na área. Yeboah atuou pela seleção ganesa em 59 jogos, marcando 29 gols. Hoje em dia, possui uma agência esportiva que se dedica a gerenciar a carreira de jogadores africanos, em especial ganeses. Anthony Yeboah é o africano pioneiro por onde passou, conquistando o respeito com profissionalismo e gols de todos os tipos.

Natural de Telêmaco Borba-PR e criado em meio à "boemia futebolística", com horas de papo sobre futebol, samba e cervejas na pauta. Influência do pai, que também adorava futebol, e da mãe, que sempre apoiou a iniciativa. Técnico em Eletrônica, formado desde 1999, e fanático por futebol, futsal, futebol de praia, society e todo esporte que tenha no futebol a sua essência.

  • facebook