Old Firm: o ‘ex-maior’ clássico do mundo

  • por Doentes por Futebol
  • 4 Anos atrás

Por Gabriel Albuquerque

old_firm

”Old Firm”, traduzindo ao português, significa ”Velha Firma”. Esse é o nome popular daquela que já foi uma das maiores rivalidades do futebol do mundo, senão a maior: Celtic e Rangers, ambos da cidade escocesa de Glasgow. A história do apelido é bastante curiosa: em 1909, os times eram finalistas da Copa da Escócia, e, durante o jogo de volta, no estádio Hampden Park, torcedores de ambos os clubes começaram uma briga generalizada. O motivo era o fato da primeira partida da final ter terminado empatada. Todos queriam que a segunda também terminasse com resultado igual, o que provocaria um terceiro jogo. Assim, a venda de ingressos renderia mais lucros, o que seria bom para ambos os times. Ou seja, mais jogos entre os times, mais dinheiro. A rivalidade seria uma “fábrica”, ou “firma”, de lucro.

A rivalidade teve início em 28 de maio de 1888, com uma vitória em casa do Celtic por 5 a 2. O maior público foi registrado no estádio do Rangers: 118 mil pessoas, em 1939. A dupla domina amplamente o campeonato escocês, com 44 títulos para o alviverde e 54 para o clube azul. Ambos detêm o recorde de conquistas consecutivas: nove. O Celtic conquistou o feito entre 1966 e 1974, enquanto o Rangers conquistou o eneacampeonato entre 1989 e 1997.

O clássico vai além do esporte, envolvendo também questões religiosas. Os adeptos do Rangers são devotos do Anglicanismo, simbolizado pelo monarca do Reino Unido. Hoje, a rainha Elizabeth II é homenageada por bandeiras dos torcedores do time. Já os torcedores dos Hoops são de ordem católica, e frequentemente levam aos estádios bandeiras do falecido Papa João Paulo II.

Apesar de toda a discussão que envolve religião, o Celtic nunca deixou de contratar jogadores por seu credo (inclusive anglicanos). Já os Bluesnoses, por muitos anos, só aceitaram protestantes em sua equipe. Mas essa escrita mudou de forma inusitada. Em 1989, o treinador Graeme Souness trouxe o primeiro católico para o clube: Maurice “Mo” Johnston, que tinha passagem pelo Celtic. O resultado da transferência? Os dois clubes da Velha Firma ficaram com ódio de Jonhston, o alviverde por ele ter assinado com o rival por dinheiro, e o azul por um católico defender o clube, quebrando a tradição secular de somente jogadores protestantes defendendo as cores do time.

O clássico também já foi palco de tragédias. A pior delas foi em 1971. Em duelo pelo Campeonato Escocês, o Celtic abriu o placar faltando poucos minutos para o fim do jogo. Porém, nos acréscimos, o Rangers empatou. Uma festa imensa da torcida azul fez a arquibancada ceder. 66 torcedores dos Bluesnoses morreram e mais de cem ficaram feridos. Em 1999, o Rangers comemorava sua centésima vitória em jogos do campeonato: uma bela vitória de 3 a 0 em pleno Celtic Park, o que desencadeou uma pancadaria generalizada. Em 2011, torcedores do clube azul enviaram uma bomba caseira dentro de uma bolsa ao centro de treinamento do Celtic, que tinha como alvo o treinador Neil Lennon e dois de seus assistentes. A bomba estava programada para explodir depois que a bolsa fosse aberta. Felizmente, tudo não passou de um susto, e os torcedores foram julgados. Já houve caso de jogador se envolvendo em confusão, como aconteceu com o goleiro ex-Celtic Artur Boruc: ele fez o sinal da cruz em um clássico, o que a torcida achou ser uma provocação. Boruc recebeu ameaças, e também teve de pagar uma multa.

Uma cena lamentável da rivalidade: 66 mortos em jogo ocorrido em 1971 (Fonte: Dailyrecord.co.uk)

Uma cena lamentável da rivalidade: 66 mortos em jogo ocorrido em 1971 (Fonte: Dailyrecord.co.uk)

Hoje em dia, o Celtic é o único da dupla na divisão principal e domina facilmente o futebol no país, sendo o atual bicampeão. O Rangers, com dívidas em torno de 21 milhões de libras, decretou falência em 2012 e foi comprado por 5 milhões de libras pelo empresário Charles Green. Nesse contexto, o time mudou de nome, de “Glasgow Rangers” para “The Rangers”. O clube ainda poderia permanecer na elite do futebol escocês, o que seria decidido em votação entre as demais equipes da primeira divisão. No entanto, a maioria optou pela outra alternativa: relegar os Bluesnoses à última divisão (a quarta). Na última temporada, o time azul conseguiu o acesso à terceira divisão e segue buscando voltar à divisão principal.

O goleiro do Celtic, Boruc, já se envolveu em diversas polêmicas (Fonte: Telegraph.co.uk)

O goleiro do Celtic, Boruc, já se envolveu em diversas polêmicas (Fonte: Telegraph.co.uk)

O título escocês dá vaga aos playoffs da Liga dos Campeões. O Celtic, que vem vencendo o campeonato nacional, fez boa competição, dentro de suas possibilidades, na temporada passada, chegando às oitavas de final. Na atual época, está em um grupo com Barcelona, Ajax e Milan. O alviverde é o único clube da Escócia, e o primeiro do Reino Unido, a ganhar uma Liga dos Campeões, a maior glória para um clube europeu. A conquista foi na temporada 1966/67, definida com vitória sobre a Inter de Milão por 2 a 1 em Lisboa.

O Celtic ganhou a Champions League em 1967 (Fonte: Reprodução)

O Celtic ganhou a Champions League em 1967, vencendo a Inter de Milão (Fonte: Reprodução)

Os Hoops, ainda, têm um vice-campeonato da Copa da UEFA, da temporada 2002/03. Esse pequeno feito foi igualado pelo Rangers na temporada 2007/08. Os Bluesnoses têm, ainda, a Recopa Européia de 1972 como sua única conquista em âmbito continental.

O histórico do confronto é bem equilibrado. São 301 jogos, com 152 vitórias do Rangers, 138 do Celtic, e 11 empates. A maior goleada é do alviverde, em 1957, em partida em que o rival, que buscava o bicampeonato da Copa da Escócia, era amplamente favorito. Os Hoops provaram que clássicos nunca são decididos antes da bola rolar e anotaram um impiedoso 7 a 1.

O Campeonato da Escócia nunca rendeu muito dinheiro, e a Velha Firma, soberana no país, sempre quis se juntar a Premier League da Inglaterra. Em 2009, a UEFA até aceitou que eles mudassem de liga, mas nada saiu do papel.

Por que “ex-maior” clássico do mundo? Porque os times não se enfrentam mais. O Rangers tem que continuar subindo de divisão para voltarem a ocorrer jogos do maior confronto do planeta.

Comentários