Guia Mundial Interclubes: Guangzhou Evergrande

  • por Rogério Bibiano
  • 4 Anos atrás

Guangzhou_11

O Guangzhou Evergrande tem duas datas de fundação: a primeira em junho de 1954 (na era do semi-profissionalismo do futebol chinês) e a segunda em janeiro de 1993, já no período profissional. Popular clube da cidade de Guangzhou, desde 2009 é dirigido pelo Evergrande Real Estate Group, que a partir de então investe de maneira considerável no clube, tornando-o um dos mais ricos do mundo.

Como chegou ao Mundial

O Guangzhou Evergrande disputa seu primeiro Mundial Interclubes na condição de campeão da Liga dos Campeões da Ásia 2013. Foram 14 jogos, nove vitórias, quatro empates e uma derrota, com 36 gols marcados e 11 gols sofridos.

A campanha do Guangzhou Evergrande na Liga dos Campeões da Ásia:

Guangzhou Evergrande 3 x 0 Japan Urawa Red Diamonds 
Jeonbuk Hyundai Motors (KOR) 1 x 1 Guangzhou Evergrande 
Guangzhou Evergrande China 4 x 0 Muangthong United (THA) 
Muangthong United (THA) 1 x 4 Guangzhou Evergrande 
Urawa Red Diamonds (JAP) 3 x 2 Guangzhou Evergrande 
Guangzhou Evergrande 0 x 0 Jeonbuk Hyundai Motors (KOR)
Central Coast Mariners (AUS) 1 x 2 Guangzhou Evergrande 
Guangzhou Evergrande 3 x 0 Central Coast Mariners (AUS)
Guangzhou Evergrande 2 x 0 Lekhwiya (QAT) 
Lekhwiya (QAT) 1 x 4 Guangzhou Evergrande
Kashiwa Reysol (JAP) 1 x 4 Guangzhou Evergrande 
Guangzhou Evergrande 4 x 0 Kashiwa Reysol (JAP)
F.C. Seoul (KOR) 2 x 2 Guangzhou Evergrande
Guangzhou Evergrande 1 x 1 F.C. Seoul (KOR)

O atual momento do Guangzhou Evergrande

Após sagrar-se campeão chinês e da Liga dos Campeões da Ásia, a equipe tropeçou ao perder a FA Cup na semana passada para o Guizhou Moutai (derrota no jogo de ida, 2×0 e vitória no jogo de volta, 2×1).

Dario Conca é o grande destaque da equipe chinesa em sua primeira participação num Mundial Interclubes - foto: reprodução

Dario Conca é o grande destaque da equipe chinesa em sua primeira participação num Mundial Interclubes – foto: reprodução

O clube volta as atenções para o Mundial Interclubes e o discurso segue a linha do objetivo inicial – que é chegar à semifinal da competição.

A provável formação tática

O treinador italiano Marcello Lippi costuma escalar a equipe no 4-2-3-1, dando total liberdade para o trio Conca-Elkeson-Muriqui realizar todas as ações ofensivas com muita velocidade e criatividade. 

O principal jogador da equipe é o argentino Dario Conca, que tem sua volta ao Brasil já acertada com o Fluminense. O argentino é o responsável pela armação do jogo da equipe chinesa. Recebe a companhia destacada de Elkeson (principal goleador da equipe na temporada) e de Muriqui, que comanda o ataque do clube chinês com muita movimentação.


Guangzhou_formacao

Opinião Doentes por Futebol

Calouro do Mundial Interclubes, enfrentando os egípcios do Al-Ahly, acostumados com a competição, os chineses podem sentir a responsabilidade. Por outro lado, a equipe é muito entrosada e conta com um treinador muito experiente e já vencedor de inúmeros títulos importantes.

Se a inexperiência em competições fora da Ásia pode ser um fator de desvantagem, o bom momento vivido pela equipe ao longo da temporada e a velocidade de seus contra-ataques (surpreendendo as equipes na campanha da Liga) são fatores positivos para os planos de chegar à semifinal. Passando dos africanos, o Bayern de Munique é o favorito e os próprios chineses sabem disso.

Comentários

Natural de Telêmaco Borba-PR e criado em meio à "boemia futebolística", com horas de papo sobre futebol, samba e cervejas na pauta. Influência do pai, que também adorava futebol, e da mãe, que sempre apoiou a iniciativa. Técnico em Eletrônica, formado desde 1999, e fanático por futebol, futsal, futebol de praia, society e todo esporte que tenha no futebol a sua essência.