Liga Futsal: após 2013, o que esperar em 2014?

A temporada 2013 da Liga Futsal consagrou o bicampeonato da A.D.C. Intelli/Orlândia, que na final venceu a equipe do Passarela/Águia Seguros/IACC/Unimed/Concórdia/Umbro, da cidade de Concórdia (SC), grande surpresa da competição. Mas o que esperar do futsal nacional em 2014? O Doentes por Futebol responde.

Maratona de jogos x Calendário: um dilema também do futsal

Com 19 participantes, a Liga Futsal 2013 teve uma maratona de jogos na primeira fase, com todas as equipes enfrentando-se em turno único. Além dos jogos pela Liga Futsal, equipes, como as do Paraná e de São Paulo, tinham compromissos pelos campeonatos estaduais. Com muitos jogos pelo interior dos seus estados, estas equipes viveram verdadeiras maratonas no primeiro semestre.

Dentro destas questões, é importante pontuar que, na temporada 2013, tivemos quatro grandes investimentos: Krona Futsal, de Joinville (SC), Intelli/Orlândia, da cidade de Orlândia (SP), Carlos Barbosa Futsal, de Carlos Barbosa (RS), e o tradicional S.C. Corinthians Paulista. Com jogadores selecionáveis, de qualidade e em grande quantidade, estas equipes eram apontadas como as principais favoritas.

Em compensação, tivemos outros bons times com orçamento bastante reduzido na comparação com os já citados, casos da Associação Esportiva Jaraguá, de Jaraguá do Sul (SC), do Cascavel Futsal, da cidade de Cascavel (PR), da ASSOEVA, de Venâncio Aires (RS), e principalmente do vice-campeão da Liga Futsal 2013, Concórdia Futsal, da homônima cidade da região oeste de Santa Catarina.

No entanto, como já dito, com estaduais paralelamente disputados à Liga, até mesmo a Intelli/Orlândia sofreu com lesões em série. As demais equipes paulistas, com exceção daquelas com grandes investimentos, sofreram para classificar-se para a segunda fase. Entre os paranaenses, a história não foi diferente, porém o segundo estado com maior número de clubes na Liga Futsal 2013, conseguiu classificar suas equipes, ainda que estas também tenham sofrido com inúmeras lesões em função da maratona de jogos.

A situação do calendário, que possui datas não somente para os clubes, mas também para a Seleção Brasileira, que teve em suas convocações mais de 90% dos atletas que atuam na Liga Futsal, foi um ponto questionado pela Intelli/Orlândia e principalmente pelos seus atletas. Jogadores experientes, como Vinícius, Ciço e Falcão, reclamaram desta maratona, questionando também as condições das quadras onde jogam-se partidas importantes do futsal nacional.

Para 2014, cogita-se dividir as equipes em dois grupos, o que poderá ser uma alternativa para diminuir a quantidade de datas. Além disso, muitas equipes têm buscado investir na melhoria das suas estruturas, no mesmo patamar dos grandes investimentos, justamente pelo fato de melhorarem o rendimento dos seus atletas.

Em quadra, surpresas, grandes jogos, velhos craques e revelações

De uma das maiores ligas do mundo sempre espera-se grandes jogos. A Liga Futsal 2013 não foi diferente, especialmente a partir das quartas-de-final. Os jogos das semifinais, sem exceções, foram verdadeiras aulas de futsal, em todos os seus elementos.

Velhos craques do futsal brilhando em quadra, como Vander Carioca sendo mais uma vez artilheiro da competição, Vinicius liderando a Intelli/Orlândia e Falcão sendo decisivo na final. Além disso, tivemos uma Liga Futsal com boas revelações. Na primeira fase, a jovialidade corintiana impressionou, especialmente pela intensidade com que jogaram em inúmeras partidas, literalmente atropelando seus adversários. Outros nomes que impressionaram foram: Valtinho, pivô do estreante Clube Atlético Deportivo, de Guarapuava (PR), Bruno, do Ciagym, de Maringá (PR), o jovem ala Dian, de Jaraguá do Sul (SC), enfim, um desfile de novos e promissores valores.

Pito, observado por Marinho (7), marcou gols decisivos nos jogos que a equipe de Concórdia fez fora de casa. Pivô é uma das esperanças para reverter a vantagem paulista na decisão deste domingo - foto: reprodução - futsaldobrasil.com

Pito, observado por Marinho (7), também foi um dos destaques da Liga Futsal 2013. – foto: reprodução – futsaldobrasil.com

Nas fases mais decisivas, o Cascavel Futsal fez frente à Intelli/Orlândia mesmo sem um dos seus principais jogadores, o jovem ala Caça, que acidentou-se no jogo de ida das quartas-de-final causando comoção em todo o Brasil entre os esportistas e torcedores. A equipe de Concórdia com um elenco bastante jovem, com destaque para o ala Felipe e o pivô Pito, está entre os grandes destaques da Liga Futsal 2013.

Em 2014, certamente teremos outras revelações, pois a cada ano, mais jovens atletas sobem da base para o profissional, em especial as equipes com médio para baixo investimento, pois precisam apostar em suas bases ou em jovens talentos para incrementar seus elencos, que, devido às questões financeiras, não podem contar somente com jogadores consagrados.

A Liga Futsal 2014

Ao contrário do que muita gente pensa, a Liga Futsal não possui rebaixamento, acesso de divisão inferior, nem tampouco distribui vagas baseadas em qualquer tipo de mérito. Ela funciona como um clube privado, com as chamadas franquias, o que acaba não garantindo, por exemplo, a presença de uma equipe que não tenha a franquia na próxima competição. Em 2014, por exemplo, teremos duas novidades em relação a 2013: o retorno do Rio de Janeiro ao futsal nacional, com o Cabo Frio Futsal, e a equipe do Sesi Futsal, de Brasília (DF).

Assim, os 20 clubes da Liga Futsal 2014, serão:

1) Associação Carlos Barbosa de Futsal – CARLOS BARBOSA – RS
2) ADC Intelli/Orlândia – ORLÂNDIA – SP
3) Ass. A. C. Copagril – MARECHAL CÂNDIDO RONDON – PR
4) Assoeva/Unisc/ALM/Venax – VENÂNCIO AIRES – RS
5) Florianópolis Futsal – FLORIANÓPOLIS – SC
6) Minas Tênis Clube – BELO HORIZONTE – MG
7) Ass. Desp São Bernardo Futsal – SÃO BERNARDO DO CAMPO – SP
Oi/Oppnus/PenaltyUmuarama – UMUARAMA – PR
9) Clube Atlético Deportivo – GUARAPUAVA – PR
10) São Caetano Futsal – SÃO CAETANO DO SUL – SP
11) São Paulo Futebol Clube – SÃO PAULO – SP
12) Brasil Kirin Futsal/Umbro – SOROCABA – SP
13) Concórdia/Umbro – CONCÓRDIA – SC
14) Oppnus Maringá – MARINGÁ – PR
15) Associação Desportiva Jaraguá – JARAGUÁ DO SUL – SC
16) Sport Club Corinthians Paulista – SÃO PAULO – SP
17) Clube Esportivo e Recreativo Atlântico – ERECHIM – RS
18) Associação Desportiva e Recreativa Krona – JOINVILLE – SC
19) ADDP/Cabo Frio – CABO FRIO – RJ
20) Instituto Green Team/Sesi Futsal – BRASÍLIA – DF

O Cabo Frio representará o Rio de Janeiro herdando a vaga do Macaé Futsal, que estava na temporada 2013, havia pedido licença e emprestará a vaga para o atual campeão carioca.

O São Paulo Futebol Clube ainda negocia a sua vaga com quem tenha interesse em tocar o projeto de futsal do tricolor paulista. Segundo informações há negociações com duas equipes que não tiveram seus nomes revelados.

ADDP Cabo Frio, campeão carioca, representará o futsal do estado, após um 2013 sem representantes na Liga Futsal - foto: Leo Borges

ADDP Cabo Frio, campeão carioca, representará o futsal do estado, após um 2013 sem representantes na Liga Futsal – foto: Leo Borges

A grande ausência no ano de 2014 será a equipe do Cascavel Futsal, que alugava a vaga da Unisul. Após polêmicas em 2013, com o questionamento judicial dos critérios de desempate no mata-mata contra a Intelli/Orlândia, os paranaenses estavam negociando a compra da franquia pertencente à Cortiana, de Farroupilha (RS). No entanto, dentre as regras para compra de uma franquia, é necessário a aprovação de 1/3 dos donos das 20 franquias da Liga Futsal. Segundo informações de um dos presentes em uma das reuniões, apenas 2 equipes aprovaram a compra da vaga. Com o impasse, a história arrastou-se até o surgimento do interesse da equipe de Brasília, que teve aprovada a sua participação na competição em 2014.

Falcão, observado por Schumacher (8), o camisa 12 está trocando a Intelli/Orlândia pelo Brasil Kirin Futsal - foto: Márcio Damião

Falcão, observado por Schumacher (8), o camisa 12 está trocando a Intelli/Orlândia pelo Brasil Kirin Futsal – foto: Márcio Damião

Ainda com os estaduais de Santa Catarina e Rio Grande do Sul em suas fases decisivas, muitas equipes já se movimentam para a temporada 2014. A grande novidade é mais um alto investimento que soma-se aos demais: o Brasil Kirin Futsal/Umbro, da cidade de Sorocaba, é um estreante que chega com pompa, com jogadores como Falcão, Rodrigo Hardy, entre outros. Equipes com investimentos menores, mas com muito planejamento e inspiradas na façanha do Concórdia na temporada 2013, também movimentam-se e prometem fazer da temporada 2014 uma das mais fortes da história da Liga Futsal.

Comentários

Natural de Telêmaco Borba-PR e criado em meio à "boemia futebolística", com horas de papo sobre futebol, samba e cervejas na pauta. Influência do pai, que também adorava futebol, e da mãe, que sempre apoiou a iniciativa. Técnico em Eletrônica, formado desde 1999, e fanático por futebol, futsal, futebol de praia, society e todo esporte que tenha no futebol a sua essência.