Doentes por Copa – Holanda

Holanda

COMO SE CLASSIFICOU:

A seleção holandesa vem para a Copa do Mundo após, novamente, ter feito uma excelente campanha nas eliminatórias europeias. Tendo pertencido ao Grupo D, a Holanda precisou enfrentar a Romênia, Hungria, Estônia, Andorra e a Turquia, que há dez anos ficava com o terceiro lugar da Copa do Mundo da Coréia do Sul e do Japão.

Os comandados do experiente Louis van Gaal não tiveram problemas para vencer neste grupo, assim como nas eliminatórias de 2010. Dos dez jogos disputados, venceu nove e empatou apenas um, contra a Estônia, fora de casa. Na ocasião, os holandeses ainda não estavam classificados de forma direta para a Copa e este empate, mesmo conquistado fora do território holandês, foi considerado um grande tropeço.

TÉCNICO:

Holanda

ESTATÍSTICAS:

– Três finais, três vices (1974, 1978, 2010);
– Tem apenas nove participações em Copas (1934, 1938, 1974, 1978, 1990, 1994, 1998, 2006 e 2010), esta no Brasil será sua 10ª;
– Até 2010 foram 43 jogos em Mundiais, com 22 vitórias, 10 empates e 11 derrotas;
– Marcou, em toda a história das Copas, 71 gols. Sofreu 44;
– Maior artilheiro: Robin van Persie, com 41 seguido de Patrick Kluivert (40) e Dennis Bergkamp (37);
– Quem mais vestiu a camisa: Edwin van der Sar, em 130 oportunidades, seguido de Frank de Boer (112) e Rafael van der Vaart (109);
– Terminou as eliminatórias invicta, com 10 jogos disputados, nove vitórias e um empate;
– Ainda nas eliminatórias, marcou 34 gols (média de 3,4 por jogo) e sofreu apenas cinco (0,5 por jogo). Terminou com +29 de saldo, o melhor entre todas as seleções que disputaram esta fase classificatória.

Camisa titular

Camisa titular

PONTO FORTE:

Os pontos fortes da seleção holandesa são algumas peças individuais do elenco, como Robin van Persie e Arjen Robben. Praticamente todas as jogadas de efeito do time de van Gaal passam pelos pés destes dois craques, do Manchester United e do Bayern de Munique, respectivamente. Huntelaar e Sneijder – grande destaque da Holanda na Copa de 2010 – às vezes dão lampejos do que já fizeram pela Laranja no passado, especialmente este último.

PRINCIPAIS JOGADORES:

Holanda Van Persie Holanda Sneijder Holanda Robben

PONTO FRACO:

O ponto fraco da seleção da Holanda é sua jovem defesa, composta basicamente por jogadores do Ajax e Feyenoord. Blind (24), Bruma (22) e Janmaat (24) são os donos das posições defensivas, com Vlaar – este não tão jovem – também jogando atrás. Bruno Martins Indi (22) é um dos homens de confiança de van Gaal e foi frequentemente escalado nas eliminatórias. A escassez de um grande nome defensivo, que agregue experiência e guie os defensores holandeses nesta Copa do Mundo pode fazer com que eles sintam a pressão de jogar um Mundial.

Outro ponto fraco é a volância. Com a lesão no joelho que tirou Strootman da Copa do Mundo, provavelmente Nigel de Jong (aquele) será o dono da posição do homem que, junto com Robben e van Persie, era uma das principais peças holandesas para o Mundial.

CONFIRA TAMBÉM: Conteúdo exclusivo da Copa do Mundo 2014 – Doentes por Copa.

EQUIPE:

Com o pesado desfalque de Kevin Strootman, Nigel de Jong entra de volante neste time que deverá ter sua disposição tática no 4-3-3, esquema tão apreciado por Louis van Gaal. Vlaar será o comandante desta jovem defesa holandesa, enquanto lá na frente o peso de marcar gols cairá sobre as costas de van Persie, Robben – que poderá ter a chance de se redimir – e Lens. Van der Vaart e Sneijder serão os responsáveis pela criação das jogadas neerlandesas. Cogita-se também um 5-3-2, inspirado no Feyenoord de Ronald Koeman. Um estilo que não é apelativo à retranca e que funcionou muito bem – o Feyenoord foi vice-campeão holandês da temporada 2013/2014.

Holland

OPINIÃO:

Diferentemente de 2010, quando surpreendeu a todos e chegou à finalíssima da Copa do Mundo (e quase venceu, se não fosse aquela bola perdida por Robben), a Holanda não deverá surpreender neste Mundial por ter um elenco muito jovem e que tem grandes chances de sentir a pressão. Se os prognósticos se concretizarem, cairá nas oitavas de final, quando provavelmente enfrentará o Brasil.

CONVOCADOS:

Goleiros: Jasper Cillessen (Ajax), Tim Krul (Newcastle/ING), Michel Vorm (Swansea/GAL); Laterais: Daryl Janmaat (Feyenoord), hPaul Verhaegh (Augsburg/ALE), Daley Blind (Ajax); Defensores: Stefan de Vrij (Feyenoord), Bruno Martins Indi (Feyenoord), Ron Vlaar (Aston Villa/ING), Joel Veltman (Ajax), Terence Kongolo (Feyenoord); Meio-campo: Nigel de Jong (Milan/ITA), Leroy Fer (Norwich City/ING), Jordy Clasie (Feyenoord), Georginio Wijnaldum (PSV), Jonathan de Guzman (Swansea/GAL), Wesley Sneijder (Galatasaray/TUR); Atacantes: Dirk Kuyt (Fenerbahçe/TUR), Arjen Robben (Bayern de Munique/ALE), Jeremain Lens (Dínamo de Kiev/UCR), Klass Jan Huntelaar (Schalke 04/ALE), Robin Van Persie (Manchester United/ING) e Memphis Depay (PSV).

.

Leia também: Jordy Clasie: o Xavi holandês

Holanda (2)

Comentários

Estudante de Jornalismo. Foi editor de futebol alemão e holandês na VAVEL Brasil e cofundador da VAVEL Portugal. É blogueiro do Bayern no ESPN FC (projeto da ESPN Brasil) e completamente Doente por Futebol.