Olho Nele: Matías Kranevitter

  • por Doentes por Futebol
  • 35 Visualizações

OLHO NELE

Por Victor Limeira

Em 2012, o River Plate vinha de uma fase conturbada de sua história, que foi a disputa da segunda divisão na Argentina. Os torcedores, ainda com um pé atrás com a equipe, viram um jovem volante surgir e, aos poucos, mostrar que a tradição millonaria de revelar grandes jogadores ainda estava muito viva. Matías Kranevitter, hoje com 21 anos e lutando contra uma séria contusão, é o volante mais técnico em terras portenhas, e quem ainda não o conhece certamente o verá na Seleção Argentina ou até mesmo no futebol europeu.

>> Leia mais: A nova máquina Millonaria <<

El Tucumano, como é conhecido entre os torcedores, ganhou o apelido por ter nascido justamente na província de Tucumán. Foi no Noroeste Argentino que o volante aprendeu a jogar futebol, antes de chegar na categoria de base do River Plate, onde teve maior destaque com a conquista da Copa Libertadores Sub-20, em 2012. No mesmo ano, Kranevitter estreou na equipe profissional, no jogo contra o Lanús, vencido por 1×0 pelo River.

Foto: taringa.net

Foto: taringa.net

Com a chegada do treinador Ramón Díaz em 2013, Matías Kranevitter começou a ter mais oportunidades na equipe titular e mostrar suas qualidades. Se você está esperando por um volante moderno, que chegue como elemento surpresa no campo de ataque e marque gols, dificilmente verá isso no Tucumano. Jogando sempre na frente dos defensores, o volante tem como característica a grande facilidade de roubar bolas, sempre limpo e com muita técnica. Além disso, surpreende como consegue tocar bem com as duas pernas, mesmo sendo destro, e deixar seus companheiros mais próximos do gol, fazendo a bola correr como manda o figurino. O título do Campeonato Argentino, no primeiro semestre deste ano, mostrou muito de como Kranevitter foi importante para o River Plate. A chegada do ídolo Marcelo Gallardo para o comando técnico confirmou que o jogador está pronto para ser a sombra de Javier Mascherano na Seleção Argentina. Em todas as jogadas do River, a bola passou pelos pés de Kranevitter, sendo com um bom passe ou com uma roubada de bola, como é possível notar no vídeo:

[youtube id=”-PmtgoH_zK0″ width=”620″ height=”360″]

Na oitava rodada do Campeonato Argentino, em um jogo contra o Independiente no Estádio Monumental de Nuñez, Kranevitter foi tentar roubar a bola de Mancuello e acabou quebrando o quinto osso do pé direito, uma séria contusão que o tirou dos gramados até dezembro deste ano, adiando a sonhada convocação para a seleção. O volante ficará de fora de mais uma possível conquista nacional do River, mas isso não atrapalhará a carreira do melhor volante do futebol argentino atualmente, que tem tudo para ser uma grande surpresa na próxima Copa Libertadores. Olho nele!

 [youtube id=”ZloWE5Xh7fM” width=”620″ height=”360″]

Facebook Comentários