Dodô, a nova aposta de Levir

OLHO NELE

Arte: Doentes por Futebol

Conhecido por gostar de trabalhar com jogadores jovens, o treinador Levir Culpi tem um extenso currículo tanto no lançamento de atletas de categorias de base quanto no aproveitamento de garotos profissionalizados mas com poucas oportunidades.

Em 2001, sua segunda passagem pelo Atlético Mineiro, o comandante lançou o atacante Kim e deu oportunidades aos laterais Cicinho e Michel; em 2006, foi a vez do goleiro Diego Alves, do zagueiro Lima, do volante Rafael Miranda e do atacante Éder Luís, dentre outros, se firmarem no elenco alvinegro principal. Até mesmo em seu longo trabalho no Japão, Levir lapidou promessas, casos dos selecionáveis Shinji Kagawa e Hiroshi Kiyotake.

Em seu retorno ao Galo, Levir novamente tem se notabilizado pelo uso de jogadores jovens, destacando-se principalmente o zagueiro Jemerson e o atacante Carlos – sendo também importante ressaltar as participações do lateral Alex Silva e do volante Eduardo. Além deles, outro garoto ganhou muito destaque na fase final do ano e tem tudo para ganhar ainda mais espaço em 2015: Raphael. Quem? O Dodô.

O apelido, recebido aos 11 anos, remete à semelhança física com o ex-atacante de São Paulo, Botafogo, Fluminense e Seleção Brasileira, dentre outros grandes clubes. Curiosamente, o ex-jogador ficou notabilizado pelos gols bonitos, algo que o garoto do Galo também passou a viver no final do último ano e que o tem agradado.

“(O apelido) Veio quando eu tinha 11 anos. O Everton, supervisor, que colocou. Até então não tinha feito gol ainda. Ele falou que tinha semelhança. Agora estão falando pelos gols bonitos. Estou gostando do apelido,” disse em entrevista ao portal Terra.

Sua estreia no profissional aconteceu em 2013, em partida contra a Ponte Preta, mas foram poucos minutos de uma partida em que o clube colocou os reservas em campo. Na sequência, participou de uma vitória contra o Flamengo. Em 2014, seu primeiro ato foi na partida contra o Boa Esporte, pelo Campeonato Mineiro. Apesar disso, o garoto ficou quase seis meses escanteado, sem motivo aparente. Todavia, com a chegada de Levir Culpi ganhou espaço e fez valer a confiança depositada em si.

No mês de setembro foram três jogos, contra Palmeiras, pela Copa do Brasil, Botafogo e Vitória, pelo Brasileirão, todos jogos vitoriosos. Entretanto, foi em novembro, no derradeiro e decisivo mês do ano, que Dodô mostrou seu potencial. Após jogar poucos minutos na emocionante partida contra o Flamengo, pela Copa do Brasil, desfrutou de uma sequência de jogos e de gols. Suas participações contra Palmeiras, Figueirense, Flamengo e Internacional, em sequência, ficaram marcadas não só pela sua presença, mas por gols, seus quatro primeiros tentos da carreira profissional.

https://www.youtube.com/watch?v=aLpSjNlcvGk

Depois de marcar contra o Verdão, o jovem de 20 anos falou sobre a sensação de marcar seu primeiro gol como profissional:

“Feliz demais pelo gol, são nove anos no Atlético. Esperava tanto por esse momento, poder ter oportunidade, começar uma partida e fazer um gol. Eu dedico muito à minha família, ao meu pai, minha mãe, sempre me acompanharam, me ajudaram, principalmente meu pai, só eu sei o tanto que ele se esforçou. Então primeiramente a Deus, depois para meu pai,” disse ao portal UOL.

Decisivo e dono de ótima qualidade técnica, tem encantado não só os torcedores, mas também seu treinador. Após o empate contra o Figueirense, Levir elogiou seu novo talento:

“É interessante. O Dodô está crescendo. O Atlético é um descobridor de talentos. Ele tem uma bola parada muito boa e uma técnica que será melhorada. Ele sabe o que fazer com a bola. Os números dele são bons. Antes, tinha dado duas assistências. Nos dois últimos jogos, fez dois gols,” disse ao Superesportes.

https://www.youtube.com/watch?v=4WRaScKp4zc

Com a saída do ídolo Diego Tardelli e sem grandes evidências de que será contratado um substituto à altura do craque, Dodô deve ganhar ainda mais oportunidades em 2015. E, mantendo sua forma, tem tudo para se tornar um jogador muito importante para o elenco e traçar uma bela trajetória, como a de outros jovens revelados no clube – dos quais Bernard é o exemplo mais recente.

quase 10 anos no clube, Dodô compreende como poucos do elenco atual o funcionamento do clube, em todas as suas esferas. O garoto tem mostrado entender o espírito do clube, algo que explica a empatia da torcida com ele e pode ajudar, para o futuro, na sua afirmação no time. Para já, uma coisa é certa: depois de Carlos, Jemerson e Eduardo, que já conquistaram mais espaço no time, Dodô é nova aposta de Levir para 2015.

[youtube id=”hpRXdPeJ2zg” width=”620″ height=”360″]

Comentários

Advogado graduado pela PUC Minas, pós-graduando em Direito Desportivo e Negócios do Esporte, 24 anos. Admito minha preferência pelo futebol bretão, mas aprecio o esférico rolado qualquer terra. Desde a infância, tenho no atacante Marques e no argentino Pablo Aimar referências; o melhor jogador que vi jogar foi o lúdico Ronaldinho Gaúcho, na temporada 2004/05. Estou também no "O Futebólogo", meu blog, e no "Bundesliga Brasil".