O verdadeiro Roberto Firmino

  • por Raniery Medeiros
  • 2 Anos atrás

Melhor jogador do mês de janeiro 2016:

Demorou, mas parece que finalmente Firmino começa a engrenar vestindo a camisa do Liverpool. Após início sofrível, muito em parte ao período de adaptação ao novo clube e também ao péssimo final da passagem de Brendan Rodgers no comando da equipe, o meia-atacante vem sendo importante para os Reds e suas ótimas atuações foram premiadas com o reconhecimento do público.

Roberto foi eleito o melhor jogador do mês de janeiro, através da tradicional votação popular organizada pela Associação de Jogadores Profissionais ingleses (PFA). Os 40.3% dos votos não foram recebidos à toa, foram 04 gols marcados e 01 assistência em 05 jogos no mês de janeiro:

https://www.youtube.com/watch?v=m2Dz4yD9CNE

https://www.youtube.com/watch?v=coM9E6kQSLc

“Roberto é um atacante. Ele é um jogador muito ofensivo”.

Dadas as palavras de Jurgën Klopp, somadas a constante ausência de Sturridge (vive mais lesionado do que em forma) e com a má fase de Benteke, parece que veremos cada vez mais Roberto Firmino no comando de ataque do Liverpool. Mas não vamos confundir a função que ele exerce nos Reds com a que lhe foi dada na Copa América 2015.

Firmino3

Movimentação de Firmino no jogo contra o Norwich. O atacante dos Reds marcou 02 gols e proveu uma assistência nesta partida.

No time do treinador alemão, o brasileiro tem total liberdade para sair da área, dialogar com seus companheiros e se movimentar pelos flancos do ataque.

Sigamos acompanhando a trajetória deste ótimo jogador brasileiro.


Não faz muito tempo que Roberto Firmino era um mero desconhecido por grande parte dos torcedores brasileiros. Atuando no Hoffenheim, time de porte médio do futebol alemão, o atleta ganhou notoriedade ao ser convocado para a Seleção Brasileira de Futebol. Após boas temporadas em seu clube, tornou-se objeto de desejo dos grandes europeus. O alagoano foi o centroavante do Brasil na Copa América.

Mas ele realmente é um simples empurrador de bolas?

Centroavante fixo? Não! Armador no Figueirense

FIRMINO FIGUEIRA

A carência de um verdadeiro camisa 9 na seleção é lamentável, fazendo com que olhemos cada vez mais para um passado não tão distante, em que  tínhamos inúmeras opções. Mas voltemos aos dias atuais. Firmino vem atuando na seleção como centroavante, contudo, desde seus melhores momentos no Figueirense, o atleta rendia melhor jogando vindo de trás, entre os zagueiros e nas costas dos volantes, já que tem muita facilidade no ato do drible. Destacava-se por sua movimentação, habilidade, velocidade e chutes de fora da área. Era o camisa 10 da equipe catarinense, organizava as jogadas, caía pelas pontas e se apresentava com muita audácia dentro da área.

Flagrante 1:

Firmino puxa o contra-ataque pelo meio, ergue a cabeça, acelera e dá o passe para seu companheiro fazer o gol.

firmino 1

Flagrante 2:

firmino 2

Buscando o jogo pelo meio e, marcado por três, encontrou o atacante mais à frente. Omissão? Não!

Flagrante 3:

firmino 3

Firmino inverte posição com Willian, que o deixa na cara do gol. Puro entrosamento.

Flagrante 4:

firmino 4

O garoto sai da ponta, cai pelo meio e dá a assistência precisa para Jr. Negão fazer o gol.

Detalhamos apenas 4 momentos diferentes – taticamente falando – do atleta. Veja os gols, movimentações e posicionamentos de um cara extremamente elétrico em campo. Repare como ele sempre tentou se desvencilhar do oponente utilizando o drible para quebrar as linhas de marcação.

Hoffenheim – talento, liberdade, gols e assistências

FIRMINO HOFF

A boa campanha com o Figueira rendeu um contrato com o modesto time do Hoffenheim. As duas primeiras temporadas foram de total amadurecimento, entendimento do futebol europeu, aprendizado técnico e tático e adaptação às diferentes funções que exerceria em campo.

Sua temporada de afirmação veio em 2013/2014, quando foi o jogador que mais finalizou na Bundesliga, um dos artilheiros da competição (16 gols), goleador do time na temporada, rei das assistências (11) em seu time, dribles, jogadas incríveis. É preciso deixar algo bem claro, leitor: ele não é um Neymar, mas passa muito longe de ser apenas um botinudo que apanha da bola. Como bem destacado no texto que elaboramos em 2014:

“No 4-2-3-1 do técnico Markus Gisdol, o brasuca atua como armador e, quando necessário, centroavante. Esta questão é muito relativa, já que, dentro das várias situações de jogo, não é incomum vê-lo em constante movimentação, adentrando a área adversária e tentando, através dos seus dribles, furar o bloqueio imposto pelos zagueiros.”

Posicionamento e função

Sua grande partida aconteceu na vitória de 5×1, fora de casa, contra o Hamburgo. Fez 2 gols e distribuiu 3 assistências. No 4-4-2 (variando para o 4-4-1-1), atuou com liberdade. Perceba como Markus Gisdol (treinador) não o deixou como um simples refém, à espera de uma bola.

firmino 5

firmino 6

Firmino troca de posição com Volland, cai na ponta e dá o passe preciso, nas costas do lateral. Fixo? Paradão? No Hoffenheim, ele tinha total liberdade para se movimentar pela direita, esquerda e centro, atuando como meia-atacante. Atuação memorável do trio formado por Firmino, Volland e Modeste.

Há quem defenda a ideia injusta de que nosso homenageado não tem tanta desenvoltura dentro de campo, que não tem tanta habilidade e não conhece do riscado. Sério? Olha a bicicleta que o cidadão deu contra o Eintracht Frankfurt. Que audácia!!!

Realmente, o garoto não tem tanta habilidade assim. Conseguiu provocar a expulsão do pobre mascote, que ficou empolgado com o golaço que o brasileiro fez contra o Eintracht Braunschweig.

O verdadeiro Roberto Firmino é o cara que parte sem medo para o mano a mano, desloca-se em profundidade pela laterais do campo, recebe a bola pelo meio de cabeça erguida e chuta com frequência de fora da área. Foi assim contra o Stuttgart, ao fazer um gol, emplacando uma assistência para o gol de Schipplock e sendo eleito o melhor da partida.

https://www.youtube.com/watch?v=R2wNQ-wgItc

No 4-2-3-1 de Gisdol, atuou como um legítimo armador.

firmino 7
Como foi salientado outrora, seu aprendizado tático fez com que atuasse em várias posições. O camisa 10 também jogou como centroavante, porém, diferente do que ocorre na seleção, Firmino teve total liberdade para inverter seu posicionamento com Volland. Foi sua temporada de ascensão, afirmação e de bom futebol. É preciso deixá-lo à vontade, não preso dentro da área, desempenhando sua função em prol da seleção através das suas qualidades. Sua melhores atuações aconteceram quando jogou na “meiuca”, como um autêntico camisa 10.

firmino 8

Veja seu desempenho em 2013/2014 no vídeo a seguir, repare nos flagrantes quanto ao seu posicionamento e, após isso, não ouse dizer que ele é um reles caneludo, totalmente paradão lá na frente.

https://www.youtube.com/watch?v=er-GdWLW5F4

2014/2015 – pequena queda

Neste período, não obteve os mesmos números da temporada anterior, mas, mesmo sem ser tão brilhante, dividiu a artilharia da equipe com Kevin Volland, ambos com 10 gols, e ainda contabilizou 12 assistências. Sua participação tática foi de grande importância para o 8º lugar alcançado pelo Hoffenheim ao término da temporada. Gisdol (treinador) também o colocou como Winger, pois seus dribles poderiam ser a arma para romper as linhas de marcação.

firmino 9

Por mais que o atleta tenha sofrido com a forte marcação, sobrou talento e frieza contra o Borussia Dortmund.

https://www.youtube.com/watch?v=zwrNODQ-6nI

Brasil – compromisso tático

É bem verdade que na seleção brasileira o atleta precisa, em tese, contar com o apoio dos grandes jogadores de seu país, mas, infelizmente, não é o que vem acontecendo durante a Copa América. Sim, ele não é um grande craque do futebol mundial, mas o técnico Dunga parece não estar sabendo como utilizá-lo corretamente.

O golaço anotado contra a Áustria, partida na qual atuou como centroavante, mostra o aspecto que deve ser levado em consideração: Neymar tabelou e puxou a marcação consigo, Firmino teve a colaboração de Filipe Luís e o auxílio de Douglas Costa pelo lado direito. O verdadeiro Firmino precisa do seu K. Volland na seleção.

Após a suspensão de Neymar, seria interessante uma tabelinha entre Firmino e Tardelli – adaptado a fazer essa troca de posição, com rápida movimentação da ponta para dentro da área. Outra opção, mais viável, seria uma parceria com Robinho. Deixem o menino à vontade!

Opiniões de quem observou Firmino de perto

Andreas Hoffmann, setorista que acompanha o Hoffenheim para o jornal Bild se derrete em elogios ao jogador:

“Para ser honesto, devo dizer que estou triste pela partida de Firmino, pois ele é um jogador extraordinário cujo futebol é um deleite em se assistir. Sua criatividade em achar jogadas e seu repertório de passes me tornaram um fã de seu futebol”.

Sobre o estilo de Firmino, Hoffmann o descreve da seguinte maneira:

“No campo, penso que Roberto não tem um estilo tipicamente brasileiro. Vejo-o como um meia mais de estilo alemão. Para mim, Firmino é uma combinação da técnica de Carlos Eduardo com a disciplina e entrega tática de Luiz Gustavo – compatriotas com passagem pelo mesmo time alemão. Firmino possui técnica fantástica e passes geniais. Chamamos esse tipo de qualidade característica de ‘Kreatives Genie'”.

Em relação ao melhor momento vivido por Roberto Firmino na Bundesliga, em sua temporada 13/14, o jornalista alemão afirma:

“Firmino cria gols e pode marcá-los também. Na temporada 13/14 ele atingiu 39 ‘pontos de gol’, que o fizeram o número 01 no futebol alemão em termos de produtividade ofensiva. Ele ficou à frente de Lewandowski e Reus neste quesito”.

FIRMINO BABBEL

Outro alemão que viu de perto o desenvolvimento do futebol de Firmino foi Markus Babbel, ex-zagueiro do Liverpool que treinou o Hoffenheim por 06 meses no ano de 2012. Sobre a transferência de Firmino para o futebol inglês, Babbel foi categórico:

“O alto valor da transferência pode ser um grande peso nas costas do brasileiro, porém, de resto ele tem o perfil da Premier League: sofre faltas e não reclama, ele apenas levanta e segue o jogo. Firmino tem um estilo explosivo e possui mentalidade vencedora, é brigador e não desiste facilmente das jogadas, os fãs ingleses vão se identificar com seu estilo em campo”.

Transferência polêmica para o Liverpool:

valor de mercado

Fonte: http://www.transfermarkt.com/roberto-firmino/marktwertverlauf/spieler/131789

O valor da transação de Firmino para o Liverpool é o grande ponto que pode pesar fortemente contra a passagem do brasileiro pelo futebol inglês. Foi realmente cara, principalmente tendo em conta que se trata do primeiro clube realmente grande em que o jogador irá desembarcar. Mas há de se ter em conta que o mercado  do futebol está inflacionado e as cifras tendem a ser enormes, ainda mais se tratando de um jogador jovem, talentoso e cuja margem de evolução ainda é possível. Some isso ao fato dele estar saindo de um clube com as finanças em dia e se dirigir a um clube rico da Premier League inglesa e fatalmente teríamos uma quantia de transferência altíssima.

Veja a matéria sensacional da ESPN Brasil, em que o autor relata a prolífica estratégia de Dietmar Hopp (proprietário do clube alemão) para ganhar muito dinheiro com a venda de jogadores brasileiros. Firmino não sairia barato de jeito algum do Hoffenheim para outro clube.

Comentários