Dele Alli, a boa notícia do Tottenham


OLHO NELE ALLI

Apesar de outro início de temporada aquém do esperado, o que inclui um mau momento de Harry Kane, grande esperança de gols, o Tottenham tem uma razão para alegrar-se. Trata-se da ascensão de um jovem que vem mostrando enorme personalidade e tranquilidade no meio-campo dos Spurs: Dele Alli, de 19 anos, recém-chegado do modesto MK Dons e com passagem pelas equipes de base da Seleção Inglesa.

Foto: TottenhamHotspur.com

Foto: TottenhamHotspur.com

Jogador elegante, que joga com a cabeça erguida e passadas largas, Alli chama atenção pelo futebol e porte físico. Apesar de seu 1,88m, o jogador consegue ter velocidade e mostra grande qualidade na distribuição de bola. De desconhecido, contratado por apenas £5 milhões, à peça importante do time em questão de dois meses, o jogador tem desfrutado de muitos minutos em campo. Ficou fora de apenas uma partida neste início de temporada, contra o Stoke City, na 2ª rodada da Premier League.

A ascensão meteórica de Dele Alli ficou evidenciada no início do presente mês de outubro, ocasião em que o jogador recebeu uma notícia inesperada. Membro da seleção sub-21 da Inglaterra, Alli foi chamado por Roy Hodgson para integrar o grupo de jogadores da equipe principal do English Team que jogou contra Estônia e Lituânia, pelas eliminatórias da Euro 2016 e estreou, ganhando alguns minutos em ambos os jogos.

 

Eu fiquei sem palavras. Tem sido um início muito bom de temporada para mim. Talvez eu não esperasse que fosse tão bom assim. No início da temporada eu defini a meta de tentar me tornar uma opção regular no sub-21 e ganhar alguns inícios na Premier League. Obviamente, já consegui alguns inícios, então tem sido um ótimo começo e não consigo agradecer o suficiente os jogadores e o staff, que têm me ajudado a me adaptar e a jogar tão bem quanto eu vinha jogando”, disse o jogador após saber da convocação.

No clube, o jogador se aproveitou de lesões sofridas por Nabil Bentaleb, Moussa Dembelé e Ryan Mason e se afirmou no meio-campo ao lado de outra figura surpreendente: o versátil Eric Dier, opção para a lateral-direita e a zaga na temporada passada e que aparece agora como possibilidade para o meio-campo.

Foto: Ian Walton/Getty Images/ The FA

Foto: Ian Walton/Getty Images/ The FA

Quem perdeu espaço no time, com a chegada de Alli, foi Tom Carroll, promessa de 23 anos criada no próprio clube e que retornou a White Hart Lane nesta temporada, após um ano emprestado ao Swansea City.

Com Alli, Kane, Dier, Mason e outros jogadores, Mauricio Pochettino reafirma sua qualidade no comando de jogadores jovens, algo que já havia sido verificado em seu período no Southampton, clube que o projetou no cenário inglês.

Segundo informações do Transfermarkt, o jovem pode atuar como meia central, volante e meia aberto pela esquerda.

Segundo informações do Transfermarkt, o jovem pode atuar como meia central, volante e meia aberto pela esquerda.

Dele Alli atua principalmente como meia central, mas pode desempenhar papel mais defensivo ou ofensivo na meia cancha. Já conseguiu balançar as redes na temporada, em partida contra o Leicester City.

Apesar de tudo isso, o que mais chama a atenção no futebol do garoto é a forma como fez a transição do MK Dons, clube que disputa a Championship (mas que esteve na League One na temporada passada), para o Tottenham e a Premier League. Alli começou sua carreira no modesto clube aos 11 anos e lá permaneceu até o último verão – embora tenha sido comprado pelo Tottenham em fevereiro deste ano, seguindo nos Dons até o final da temporada.

Foto: Paul Currie/Pinnacle/The FA

Foto: Paul Currie/Pinnacle/The FA

“Dele Alli é o mais fora do padrão (dentre os convocados) porque ele é muito jovem, mas estamos impressionados. Temos muitos meio-campistas fora (lesionados), mas quem sabe onde ele terminará? Ele é um talento sensacional, disse Roy Hodgson, justificando a convocação do garoto.

Tudo em sua carreira tem sido muito precoce. Estreou como profissional aos 16 anos, durante a temporada 2012-2013, e rapidamente se tornou titular dos Dons. Embora hoje tenha apenas 19 anos, o jovem chegou a disputar 88 jogos pelo clube que o criou. Marcou 24 gols e mostrou uma impressionante capacidade de aproximação ao gol adversário.

Foto: MKDons.com

Foto: MKDons.com

Curiosamente, Alli foi comparado a Fernandinho por Harry Winks, seu companheiro na seleção sub-19 e atualmente no Tottenham. Alli não concordou e afirmou ter estilo mais semelhante ao de Yaya Touré e de Steven Gerrard, seu grande ídolo de infância.

“Harry Winks e eu estávamos conversando sobre o jogador com o qual meu futebol se parece e ele estava tentando me dizer que eu era como Fernandinho, mas eu não concordei com isso. Eu prefiro pensar que sou um cruzamento entre Gerrard e Yaya Touré (…) Eu sou torcedor do Liverpool e o Gerrard é alguém que observo massivamente”, revelou o garoto em setembro de 2014 ao site oficial da Federação Inglesa.

Foto: TottenhamHotspur.com

Foto: TottenhamHotspur.com

Seja como for, o fato é que Alli, eleito na última temporada o melhor jogador jovem dentre as três divisões que integram a Football League (Championship, League One e League Two), vem conquistando grande espaço no cenário inglês. Tanto com a titularidade de sua equipe quanto nos escalões sub-21 e principal da Seleção Inglesa. Se o Tottenham segue inconstante, apesar de aparentar ter-se recuperado de seu início ruim no campeonato, a presença e o futebol do camisa 20 é um grande alento para o torcedor, de qualquer forma.

Comentários

Advogado graduado pela PUC Minas, mestrando em Ciências da Comunicação (Universidade do Minho), 24 anos. Admito minha preferência pelo futebol bretão, mas aprecio o esférico rolado qualquer terra. Desde a infância, tenho no atacante Marques e no argentino Pablo Aimar referências; o melhor jogador que vi jogar foi o lúdico Ronaldinho Gaúcho, na temporada 2004/05. Estou também no O Futebólogo, no Chelsea Brasil e na Corner.