DOENTES POR FUTEBOL

Sofiane Boufal, o novo alvo do PSG

DESTACADA OLHO NELE 2016

O milionário Paris Saint-Germain não se cansa. Entra ano, sai ano e a equipe da capital francesa busca fortes investimentos para quebrar a barreira doméstica e se tornar, de forma efetiva, uma das potências do continente europeu. Em meio a isso, há o desejo da Qatar Sports Investiments (QSI), empresa que administra o clube, de criar uma relação mais estreita entre o PSG e a comunidade francesa em geral.

ODD Shark

Para chegar a esse contato mais íntimo, a QSI vem apostando em contratações caseiras – além, é claro, das negociações milionárias. Foi em função disso que o PSG contratou nomes como Lucas Digne, Laywin Kurzawa, Serge Aurier, Benjamin Stambouli e Yohan Cabaye, jogadores que não eram estrelas, mas que possuíam carreiras estabelecidas em solo francês.

Um ponto em comum nestes nomes é que nenhum deles possuía idade elevada, muito pelo contrário. O mais velho era Cabaye, contratado com 27 anos. Os demais estavam abaixo dos 25.

Seguindo esta linha, a equipe parisiense já tem o próximo alvo: Sofiane Boufal, meia do Lille.

Foto: Divulgação/Lille

Foto: Divulgação/Lille

Nascido em Paris, o franco-marroquino, de 22 anos, vem tendo ascensão meteórica. Revelado pelo Angers, em 2012, ele não tardou a se tornar um dos destaques da equipe na segunda divisão francesa. Na temporada 2013/2014, a segunda como profissional, participou de 28 jogos, a maioria como titular. Na seguinte, sua importância para o Angers ficou mais nítida quando foi considerado o melhor jogador do primeiro turno da segunda divisão francesa.

Não demorou muito e Boufal pintou na Ligue 1. O Lille desembolsou 4 milhões de euros para contratá-lo em janeiro de 2015. Em menos de um ano no clube do norte, chamou a atenção, além do PSG, de equipes como Tottenham, Manchester City e United, interessadas no futebol do atleta. Com o assédio grande, seu valor já subiu e, atualmente, o LOSC não aceita vendê-lo por menos de 30 milhões de euros.

Paris?

O interesse do PSG em contratar Boufal já é concreto. O principal indício é a provável saída do argentino Ezequiel Lavezzi. O atacante de 30 anos tem contrato com os franceses até junho de 2016 e dificilmente renovará seu vínculo.

O próprio Paris Saint-Germain demonstra abertamente este interesse no atleta franco-marroquino. O técnico Laurent Blanc, por exemplo, já foi questionado sobre o assunto. Apesar de despistar sobre o interesse, o comandante parisiense teceu vários elogios ao atleta, dizendo que deve chegar em alto nível em pouco tempo. Já Olivier Létang, diretor esportivo do clube, explicou que o acerto com Boufal pode acontecer ainda na janela de transferências de janeiro, apesar de a chance dele terminar a temporada no Lille seja de “99,9%”, como o próprio dirigente afirmou.

Até mesmo o atleta já falou deste interesse parisiense:

“O PSG é um sonho. É a única equipe francesa capaz de ganhar a Champions League. Existe este objetivo de atrair grandes jogadores, mas também de trazer atletas promissores. É um projeto que me interessa, é claro”, disse à Telefoot.

Características

Boufal é meia ofensivo e pode atuar tanto pela faixa central quanto pelos lados do campo. Na atual temporada, por exemplo, o franco-marroquino tem sido presença mais constante no flanco esquerdo do gramado. É justamente pelos lados do campo em que ele consegue fazer o que mais sabe: driblar.

Com 4.2, Boufal tem, segundo o site WhoScored, a maior média de dribles do Campeonato Francês. As fintas e a impressionante habilidade fazem com que seja capaz de quebrar as linhas defensivas e provocar suspiros dos fãs do futebol bem jogado. Já são cinco gols na temporada; é o artilheiro do Lille.

Apesar do fraco desempenho dos Dogues na primeira metade da temporada – no momento, ocupam a modesta 11ª colocação, depois de terem ficado três rodadas dentro da zona de rebaixamento – Boufal vem se destacando. Esteve na seleção do primeiro turno do campeonato pelo site WhoScored e também da conceituada revista L’Equipe.

Onde entra?

Não é segredo para ninguém que times do calibre financeiro do PSG gastam sem muito pudor e calma, antes de analisar onde o jogador poderia se encaixar melhor. É fato que, caso contratado, Boufal chegue para ser opção no banco de reservas, até porque Lavezzi, teoricamente seu antecessor, também vem sendo suplente. Em contrapartida, o franco-marroquino se torna mais uma opção para que Laurent Blanc varie ainda mais o jogo parisiense.

Atualmente, quem ocupa a faixa esquerda no 4-3-3 do PSG é o uruguaio Edinson Cavani. Com o sueco Zlatan Ibrahimovic já com idade elevada – já são 34 anos – a tendência é que o Pistolero possa atuar com maior frequência pelo centro nos próximos anos, fazendo com que Boufal ocupe a faixa esquerda do ataque parisiense.

A vinda do franco-marroquino também pode possibilitar o recuo de Dí Maria para o meio-campo, fazendo com que o argentino exerça função semelhante a que fez no Real Madrid, com Carlo Ancelotti. Além disso, tendo Boufal, Blanc também pode organizar o PSG no 4-2-3-1, com uma dupla bastante móvel.

Confira nas imagens abaixo algumas das possibilidades de desenho tático do PSG com o franco-marroquino:

Foto: Football User

Foto: Football User

E aí? Será que dá liga com Boufal em Paris? Tem bola. Falta saber se há espaço no estrelado PSG.

O conteúdo acima é de responsabilidade expressa de seu autor. O Doentes por Futebol respeita todas as opiniões discordantes e tem por missão promover o debate saudável entre ideias.

Uma mistura maluca de pessoa. Academico de jornalismo, catarinense de origens italianas e espanholas, mas apaixonado pela bola que rola na terra da Torre Eiffel e pela gorduchinha que pinta os gramados cheios de chucrute da Alemanha. Não escondo minha preferência por times que tem uniformes nas cores amarelas e pretas, mas sempre com análises bem embasadas... ou não. Mas acima de tudo, sou um Doente Por Futebol.