Sofiane Boufal, o novo alvo do PSG

DESTACADA OLHO NELE 2016

O milionário Paris Saint-Germain não se cansa. Entra ano, sai ano e a equipe da capital francesa busca fortes investimentos para quebrar a barreira doméstica e se tornar, de forma efetiva, uma das potências do continente europeu. Em meio a isso, há o desejo da Qatar Sports Investiments (QSI), empresa que administra o clube, de criar uma relação mais estreita entre o PSG e a comunidade francesa em geral.

Para chegar a esse contato mais íntimo, a QSI vem apostando em contratações caseiras – além, é claro, das negociações milionárias. Foi em função disso que o PSG contratou nomes como Lucas Digne, Laywin Kurzawa, Serge Aurier, Benjamin Stambouli e Yohan Cabaye, jogadores que não eram estrelas, mas que possuíam carreiras estabelecidas em solo francês.

Um ponto em comum nestes nomes é que nenhum deles possuía idade elevada, muito pelo contrário. O mais velho era Cabaye, contratado com 27 anos. Os demais estavam abaixo dos 25.

Seguindo esta linha, a equipe parisiense já tem o próximo alvo: Sofiane Boufal, meia do Lille.

Foto: Divulgação/Lille

Foto: Divulgação/Lille

Nascido em Paris, o franco-marroquino, de 22 anos, vem tendo ascensão meteórica. Revelado pelo Angers, em 2012, ele não tardou a se tornar um dos destaques da equipe na segunda divisão francesa. Na temporada 2013/2014, a segunda como profissional, participou de 28 jogos, a maioria como titular. Na seguinte, sua importância para o Angers ficou mais nítida quando foi considerado o melhor jogador do primeiro turno da segunda divisão francesa.

Não demorou muito e Boufal pintou na Ligue 1. O Lille desembolsou 4 milhões de euros para contratá-lo em janeiro de 2015. Em menos de um ano no clube do norte, chamou a atenção, além do PSG, de equipes como Tottenham, Manchester City e United, interessadas no futebol do atleta. Com o assédio grande, seu valor já subiu e, atualmente, o LOSC não aceita vendê-lo por menos de 30 milhões de euros.

Paris?

O interesse do PSG em contratar Boufal já é concreto. O principal indício é a provável saída do argentino Ezequiel Lavezzi. O atacante de 30 anos tem contrato com os franceses até junho de 2016 e dificilmente renovará seu vínculo.

O próprio Paris Saint-Germain demonstra abertamente este interesse no atleta franco-marroquino. O técnico Laurent Blanc, por exemplo, já foi questionado sobre o assunto. Apesar de despistar sobre o interesse, o comandante parisiense teceu vários elogios ao atleta, dizendo que deve chegar em alto nível em pouco tempo. Já Olivier Létang, diretor esportivo do clube, explicou que o acerto com Boufal pode acontecer ainda na janela de transferências de janeiro, apesar de a chance dele terminar a temporada no Lille seja de “99,9%”, como o próprio dirigente afirmou.

Até mesmo o atleta já falou deste interesse parisiense:

“O PSG é um sonho. É a única equipe francesa capaz de ganhar a Champions League. Existe este objetivo de atrair grandes jogadores, mas também de trazer atletas promissores. É um projeto que me interessa, é claro”, disse à Telefoot.

Características

Boufal é meia ofensivo e pode atuar tanto pela faixa central quanto pelos lados do campo. Na atual temporada, por exemplo, o franco-marroquino tem sido presença mais constante no flanco esquerdo do gramado. É justamente pelos lados do campo em que ele consegue fazer o que mais sabe: driblar.

Com 4.2, Boufal tem, segundo o site WhoScored, a maior média de dribles do Campeonato Francês. As fintas e a impressionante habilidade fazem com que seja capaz de quebrar as linhas defensivas e provocar suspiros dos fãs do futebol bem jogado. Já são cinco gols na temporada; é o artilheiro do Lille.

Apesar do fraco desempenho dos Dogues na primeira metade da temporada – no momento, ocupam a modesta 11ª colocação, depois de terem ficado três rodadas dentro da zona de rebaixamento – Boufal vem se destacando. Esteve na seleção do primeiro turno do campeonato pelo site WhoScored e também da conceituada revista L’Equipe.

Onde entra?

Não é segredo para ninguém que times do calibre financeiro do PSG gastam sem muito pudor e calma, antes de analisar onde o jogador poderia se encaixar melhor. É fato que, caso contratado, Boufal chegue para ser opção no banco de reservas, até porque Lavezzi, teoricamente seu antecessor, também vem sendo suplente. Em contrapartida, o franco-marroquino se torna mais uma opção para que Laurent Blanc varie ainda mais o jogo parisiense.

Atualmente, quem ocupa a faixa esquerda no 4-3-3 do PSG é o uruguaio Edinson Cavani. Com o sueco Zlatan Ibrahimovic já com idade elevada – já são 34 anos – a tendência é que o Pistolero possa atuar com maior frequência pelo centro nos próximos anos, fazendo com que Boufal ocupe a faixa esquerda do ataque parisiense.

A vinda do franco-marroquino também pode possibilitar o recuo de Dí Maria para o meio-campo, fazendo com que o argentino exerça função semelhante a que fez no Real Madrid, com Carlo Ancelotti. Além disso, tendo Boufal, Blanc também pode organizar o PSG no 4-2-3-1, com uma dupla bastante móvel.

Confira nas imagens abaixo algumas das possibilidades de desenho tático do PSG com o franco-marroquino:

Foto: Football User

Foto: Football User

E aí? Será que dá liga com Boufal em Paris? Tem bola. Falta saber se há espaço no estrelado PSG.

Facebook Comentários

Uma mistura maluca de pessoa. Academico de jornalismo, catarinense de origens italianas e espanholas, mas apaixonado pela bola que rola na terra da Torre Eiffel e pela gorduchinha que pinta os gramados cheios de chucrute da Alemanha. Não escondo minha preferência por times que tem uniformes nas cores amarelas e pretas, mas sempre com análises bem embasadas... ou não. Mas acima de tudo, sou um Doente Por Futebol.

  • facebook
  • twitter