DOENTES POR FUTEBOL

Mikel Oyarzabal: esperança no Anoeta

Os clubes de futebol do País Basco, sobretudo os fortes Athletic Bilbao e Real Sociedad, sempre foram reconhecidos pela capacidade impressionante para produzir jovens de grande talento. No que toca ao time azul e branco, o último expoente que confirma essa regra é ninguém menos que Antoine Griezmann. Agora o clube acompanha a ascensão de mais um atleta de futuro promissor: Mikel Oyarzabal.

olho-nele-oyarzabal

ODD Shark

Os primeiros passos

Natural de Eibar, o atleta deu seus primeiros passos no futebol justamente no clube homônimo, mas aos 14 anos firmou com a Real Sociedad, começando a trilhar o caminho que o levaria ao ótimo momento vivido atualmente. Precoce, aos 17 já representava a equipe B Txuriurdin. No entanto, pouco durou sua passagem pelo time, pois rapidamente provou estar preparado para atuar no mais alto nível, o que convergiu também com o momento ruim vivido pelo clube basco, à época treinado por David Moyes.

O treinador escocês deixou Anoeta, chegou o atual comandante – Eusebio Sacristán –, e o jovem ganhou ainda mais espaço, mostrando enorme potencial.

Habitualmente meia pelo lado esquerdo (mas eventualmente pelo centro e, em outros turnos pela direita), Oyarzabal tem se mostrado extremamente apto às exigências físicas, técnicas e táticas do futebol hodierno. Curiosamente, é um ponta canhoto que de fato tem preferência pelo lado esquerdo.

Foto: RealSociedad.com

Foto: RealSociedad.com

Evolução rápida na equipe e jogo marcante

Com ótima leitura do jogo, vai à frente com qualidade, tendo os recursos do passe, da finalização e da velocidade apurados. Mas, também apresenta o entendimento de que precisa reforçar a marcação quanto sua agremiação é atacada. Outro ponto a ser considerado é o trabalho que faz para dificultar a marcação adversária, explorando ao máximo os espaços concedidos pelos laterais rivais.

Diante disso, velozmente, ganhou o espaço que, esperava-se, seria entregue ao português Bruma e conquistou público e crítica. Isso tudo com apenas 18 anos de muita personalidade.

O ápice de seu desempenho talvez tenha sido visto quando a Real Sociedad recebeu o Barcelona no temido Estádio Anoeta.

Na ocasião, além de uma entrega assombrosa, mostrou o algo mais que falta a muitos atletas: poder de decisão. Foi dele o gol solitário que garantiu a vitória da esquadra basca. Bem posicionado na pequena área catalã, o garoto desferiu cabeceio com muita acuidade e seu nome encheu as linhas dos mais diversos jornais de todo o mundo.

“Foi muito bonito, sobretudo porque o marquei com a Real, a equipe com que sonhei toda a minha vida, e porque valeu a vitória. Desde sempre vejo os jogadores de Barcelona e Real Madrid na televisão como os melhores do mundo. Consegui marcar e ganhar deles”, disse o jovem sobre o gol contra o Barcelona, em entrevista ao Mundo Deportivo.

Esse tento pode ter sido o de maior destaque anotado por Oyarzabal na temporada 2015-16, a de sua estreia profissional. Mas isso é nada que nos impeça de valorizar igualmente os outros cinco que marcou. Sem mencionar as importantes 20 oportunidades de gol que criou para seus companheiros.

Aliás, é sua veia como assistente que mais tem aparecido no início da campanha de 2016-17. Ainda não marcou, mas já ofertou quatro assistências (em 10 jogos de La Liga).

Um futuro furioso

A qualidade do jovem tem estado em evidência e isso, por óbvio, não passou despercebido aos olhares da Seleção Espanhola. Aos 19 anos, já estreou pela Fúria, tendo se tornado o jogador mais jovem de toda a história a fazê-lo, ainda sob a batuta de Vicente Del Bosque. Tal acontecimento ocorreu contra a Seleção Bósnia, em maio deste ano, ocasião em que substituiu Nolito.

Assim, como não poderia ser diferente, vem atraindo o interesse de Barcelona e Real Madrid. Sua saída foi especulada já na última janela de transferências europeia. Todavia, as negociações não avançaram, em parte em razão das peculiaridades que rondam a vida do atleta.

Incomum personalidade

Sem possuir uma agente, Oyarzabal deixa nas mãos de sua família os rumos de sua carreira. Foram eles os grandes responsáveis pela escolha pela Real Sociedad, quando se tornou inevitável a saída do Eibar.

Outra curiosidade em sua trajetória foi o pedido, ainda em tempos de categorias de base, formulado à diretoria azul e branca para voltar por empréstimo a seu clube originário que passava dificuldades, com o risco iminente de rebaixamento. Pedido feito e concedido.

Hoje com o contrato renovado até 2022 e cláusula de rescisão contratual no valor de €40 milhões, o jogador não mostra pressa para deixar Anoeta:

“(…) só penso em fazer um segundo ano bom. Aqui estou em casa, estou agradecido a todo mundo por tudo o que fizeram por mim. Quero ficar aqui e dar alegrias à torcida”.

Todavia, a não ser que a Real Sociedad consiga subir vários degraus na hierarquia do futebol europeu, será inevitável ver, brevemente, Oyarzabal mostrando suas qualidades em outra praça. Enquanto isso não ocorre, os torcedores azuis e brancos mantêm muita esperança, pois tem em quem depositá-la.

Olho Nele!

O conteúdo acima é de responsabilidade expressa de seu autor. O Doentes por Futebol respeita todas as opiniões discordantes e tem por missão promover o debate saudável entre ideias.

Advogado graduado pela PUC Minas, pós-graduando em Direito Desportivo e Negócios do Esporte, 24 anos. Admito minha preferência pelo futebol bretão, mas aprecio o esférico rolado qualquer terra. Desde a infância, tenho no atacante Marques e no argentino Pablo Aimar referências; o melhor jogador que vi jogar foi o lúdico Ronaldinho Gaúcho, na temporada 2004/05. Estou também no "O Futebólogo", meu blog.