Tabelando com Bernardo, do RasenBallsport Leipzig

  • por Doentes por Futebol
  • 11 Meses atrás
(por Leonardo Missio, do Tabelando)

Bernardo é a cara do “futebol moderno”. O típico caso do jogador que sai cedo do Brasil para jogar em um time-empresa na Europa. Outro fato que o caracteriza sua modernidade é seu estilo de jogo. Na maioria dos jogos atua como zagueiro, mas também pode jogar de volante e na lateral do campo. Além do desarme o jogador distribui o jogo como ninguém, é canhoto, dá passes rápidos e lançamentos precisos para o campo de ataque.

Bernardo Júnior nasceu em São Paulo. E como quase toda criança brasileira, tinha o sonho de ser jogador de futebol. Iniciou a carreira na base do Audax. Lá aprendeu a passar, lançar e a jogar um futebol técnico. Depois do Audax passou pela base do Coritiba. E do Coxa para finalmente ser profissional na Ponte Preta.

Sem espaço na Ponte Preta, Bernardo não pensou duas vezes em sair do país visando buscar seu espaço.

Sem espaço na Ponte Preta, Bernardo não pensou duas vezes em sair do país visando buscar seu espaço.

Na Macaca não teve muito espaço e foi emprestado para o RB Brasil. Encerrada sua participação na Série D do Brasileiro, surgiu a oportunidade de passar um tempo no RB Salzburg. Bernardo só voltou ao Brasil para fazer as malas. O time da Áustria gostou do que tinha visto e comprou o jogador.

Na temporada 2015/2016 foi campeão da Liga Austríaca e da Taça Austríaca, pelo Salzburg. Titular do time, e com um futuro promissor, recebeu a proposta de jogar a Bundesliga no RB Leipzig. E não pensou duas vezes ao aceitar.

O Tabelando conversou com o zagueiro para entender a sua saída do Brasil e desvendar os segredos do RB Leipzig, clube sensação em sua primeira disputa na Bundesliga:

Tabelando – Você tinha a opção de ficar na Ponte Preta, mas escolheu ir jogar na Áustria. Quais os motivos?

Bernardo – Eu escolhi ir pra Áustria porque via ali uma oportunidade de conseguir um atalho para uma grande liga na Europa. Já que ia jogar no melhor time do país, com possibilidade de jogar competições continentais. Além disso na Ponte via que não tinha o espaço que achava que merecia.

Tabelando – Você acredita que cada vez mais jovens jogadores fazem a mesma escolha que você: sair do Brasil e ir jogar na Europa logo cedo, por qual motivo?

Bernardo – Na Europa o futebol é mais competitivo, os jovens têm tanto espaço quanto os veteranos. E os valores financeiros também são (geralmente) mais elevados. Eu acho que são esses os motivos que levam jogadores jovens a irem para a Europa.

Tabelando – Qual foi o maior desafio encontrado quando chegou na Áustria? Idioma? Frio? Distância da família e amigos?

Bernardo – O maior desafio foi me adaptar ao estilo de jogo. O futebol é muito mais rápido e dinâmico! O resto eu tirei de letra, quanto tomei a decisão de ir para lá já esperava por esses outros “problemas”.

Tabelando – Um dos assuntos mais criticados do futebol no momento é o chamado “futebol moderno”. Jogadores que saem muito cedo do Brasil para a Europa. Para jogar em times que são comandados por um único dono multimilionário. Bernardo , você é praticamente um prato cheio para os críticos; já que esse é foi o seu caminho no futebol. Como você responde a isso?

Bernardo – Eu gostaria de perguntar qual profissional não optaria por trabalhar em uma empresa séria, com gestão consciente, salário bom e em dia e excelentes instalações. Ao invés de um lugar extremamente desorganizado e sem estrutura. É essa a analogia que eu faço quando comparado os clubes empresa em que joguei (Red Bull`s e Audax) e 99% dos clubes “tradicionais” do Brasil. Quem critica deveria trazer essa mesma situação para a sua área de trabalho e se perguntar qual escolha faria.

Tabelando – Foi campeão e titular na Áustria, jogou a Champions League. É titular com uma campanha incrível na Alemanha. Se tivesse ficado na Ponte, acha que já teria tido tantas oportunidades de mostrar seu futebol?

Bernardo – Sinceramente acho que não! Pelo menos não na Ponte! O maior exemplo é o Tchê Tchê era praticamente só eu e ele quem ficava de fora da relação para o jogo! Treinávamos sábado e domingo sozinhos no CT com um preparador físico! Ele saiu da Ponte e teve sucesso no futebol nacional, eu também saí, e venho me dando bem na Europa. O que faltou pra gente? Acho que só uma oportunidade, porque futebol os dois tem.

Tabelando – Quando o RB Leipzig foi te contratar, eles te apresentaram o planejamento da temporada. Qual era a meta estipulada para a Bundesliga?

Bernardo – Sim, o planejamento era se manter na primeira divisão nessa primeira temporada! A longo prazo, aí sim, se consolidar como uma grande força no futebol alemão.

Bernardo é bastante contundente e decidido em suas respostas. E parece dar cada passo muito bem planejado em sua carreira profissional.

Bernardo é bastante contundente e decidido em suas respostas. E parece dar cada passo muito bem planejado em sua carreira profissional.

Tabelando – A que se deve o sucesso do RB Leipzig logo em sua primeira temporada na Bundesliga?

O time tem um estilo de jogo muito claro e que combina perfeitamente com os jogadores do elenco! Futebol rápido, agressivo e ofensivo! Com jogadores jovens, promissores, com disposição para correr o campo todo e que tem vontade de vencer!

Tabelando – Começou a temporada como titular, lesionou e voltou como titular. Como se tornou essa peça tão importante no time? Com você em campo o time sofreu apenas uma derrota.

Bernardo – Acho que dou consistência defensiva muito importante ao time. No nosso estilo de jogo é importante que a defesa seja extremamente sólida, pois muitas vezes ficamos expostos, devido ao jogo ofensivo. A linha de 4 encaixou muito bem com a minha entrada e por isso hoje sou um jogador muito importante taticamente.

Tabelando – Você é um jogador “coringa”, pode jogar como volante, lateral e zagueiro. Normalmente nós vemos jogadores assim, porém mais velhos. Parece que demoram um pouco para “descobrir” que podem jogar em outras posições. Como você aprendeu e desenvolveu todas essas habilidades tão cedo? E em qual posição prefere jogar?

Bernardo – No Audax, devido ao estilo de jogo, onde muitas vezes não há posição fixa fui estimulado a jogar em várias posições (desde meio campo até zagueiro). E eu não tenho posição predileta… prefiro jogar rs.

Tabelando – Como o time pretende manter a boa forma até o final da temporada?

Bernardo – Acredito que se mantivermos nossa mentalidade de jogar jogo a jogo e o mesmo nível de comprometimento, temos tudo para continuar fazendo uma boa campanha.

Tabelando – Após os bons resultados a meta do RB Leipzig para a Bundesliga mudou?

Bernardo – Não! A meta continua sendo a mesma: 1) se manter na primeira divisão; 2) somar o maior número de pontos possível.

Tabelando – Como você explica esse ódio dos outros torcedores pelo RB Leipzig? Culpa do sucesso do time?

Bernardo – Na Alemanha não é novidade times bancados por grandes patrocinadores (Leverkusen, Hoffenheim, Dortmund, Wolfsburg, Ingolstadt). Por isso eu acredito sim, que essa “birra” se deve ao sucesso do projeto.

Tabelando – Um momento marcante na Europa e por quê?

Bernardo – Entrar em campo contra o Dinamo de Zagreb e ouvir a música tema da Champions League. No jogo mata-mata que valia a vaga para a fase de grupos da UCL.

Tabelando – Jogador mais difícil que já enfrentou? E porquê?

Bernardo – Douglas Costa. Um ala praticamente completo. Tem bom drible, é forte, inteligente e muito, mas muito rápido.

Tabelando – Em quem se espelha?

Bernardo – Eu não me espelho em ninguém. É lógico que tenho ídolos, e também jogadores com característica que admiro. Mas quero fazer a minha própria história.

Tabelando – Planos futuros?

Bernardo – Quero ter uma boa segunda metade de temporada com o RB e quem sabe ano que vem jogar uma competição europeia. E óbvio, como todo jogador, no futuro vestir a camisa da seleção do meu país.

Ficha Técnica:

Photo: GEPA pictures/ Kerstin Kummer

Nome: Bernardo Fernandes da Silva Júnior
Posições: Zagueiro, Volante, Lateral
Data de nascimento: 14/05/1995
Naturalidade: São Paulo – SP
Clubes: Audax, Coritiba, Ponte Preta, RB Brasil, RB Salzburg, RB Leipzig.

Veja mais sobre Bernardo:

Comentários