O retorno de Keirrison ao futebol europeu

  • por Yuri Casari
  • 7 Meses atrás

Keirrison assinou contrato de 18 meses com o Arouca de Portugal. Imagem: Arouca/Divulgação

Após seis anos de uma não sucedida passagem pelo futebol europeu, o atacante Keirrison, hoje com 28 anos, assinou contrato de 18 meses com o Arouca de Portugal, e retorna ao velho continente com o objetivo de retomar a carreira que parecia promissora há menos de uma década. O jogador nascido em Dourados, no Mato Grosso do Sul, fez sua primeira aparição no profissional em 2006 no Coritiba, em um momento delicado do clube, que havia acabado de ser rebaixado para a série B. Em 2007, Keirrison recebeu mais oportunidades e foi fundamental para que o Alviverde conquistasse o acesso e o título da segunda divisão. No ano seguinte estourou para o Brasil ao marcar 41 gols na temporada, conquistando a artilharia do Paranaense e do Brasileirão, e também o Prêmio Friedenreich.

O ótimo desempenho fez com que Keirrison fosse contratado pelo Palmeiras. No Verdão paulista, marcou 24 gols em 36 partidas, e era tratado pela imprensa como uma das esperanças do futuro no futebol brasileiro. Aí veio o Barcelona. A equipe catalã, a exemplo do que já havia feito com o zagueiro Henrique, contratou o jogador do Palmeiras para em seguida emprestá-lo. Keirrison desembarcou então no Estádio da Luz. No Benfica, teve pouquíssimas oportunidades em um time recheado de opções ofensivas, e que ainda foi ao mercado para contratar mais atacantes. Na Viola, teve mais chances, mas não consegui emplacar como imaginava. A sequência de empréstimos continuou, e Keirrison voltou ao Brasil para vestir as camisas de Santos e Cruzeiro. Em 2012, com o término de contrato com o Barcelona, Keirrison voltou às origens e assinou com o Coritiba, clube que ficou até dezembro de 2015. Nesse período passou por graves lesões e também por momentos pessoais turbulentos, o que o impediu de ter o mesmo nível de atuação de quando subiu ao profissional.

Porém, 2016 foi um ano de renascimento para o K9. No Londrina, participou de 30 partidas no ano, sendo 23 como titular, e foi autor de 7 gols, sendo vice-artilheiro da equipe na Série B do Brasileirão, atrás apenas do volante Germano, com 9. bom desempenho chamou a atenção do Arouca, equipe que nesse momento está na oitava posição do Campeonato Português, e que pretende ao menos repetir o 5º lugar da última temporada. “Estou muito feliz de retornar para a Europa. Agora é dar seguimento ao trabalho e as coisas acontecerão naturalmente”, disse Keirrison com exclusividade para o Doentes por Futebol. O atacante deixa Londrina feliz pela temporada realizada com regularidade em 2016.  “Ao Londrina, sou grato pela oportunidade. Foi um ano muito feliz de trabalho com meus companheiros, com o clube, com os torcedores, com a cidade. Sequência de jogos é muito importante,e no Londrina pude ter isso”, destacou.

Por falar em sequência de jogos, de acordo com Keirrison, as lesões que tanto o atrapalharam também estão no passado, e o jogador está pronto para jogar. “Segui dando continuidade no trabalho, por mais que estivesse de férias, eu continuo trabalhando, e cuidando da parte física e muscular. Me sinto super bem, e junto com a comissão tomaremos a decisão de quando poderei estrear. Estou muito motivado para estrear e ajudar meus companheiros”, afirmou o jogador. Para o atacante, voltar ao futebol europeu é um novo sonho que está sendo realizado. “O Arouca já me procura há algum tempo. E nas nossas conversas com a diretoria, conseguimos ter as mesmas visões e objetivos. Uns dos meus sonhos está se realizando novamente, em retornar para a Europa. Vou viver a cada dia o meu melhor, desfrutando da oportunidade que Deus está me dando de viver, de fazer o que mais amo que é jogar futebol, assim as coisas vão aparecendo e se realizando,tudo no tempo de Deus”, finalizou o K9, que no Arouca irá vestir a camisa de número 21.

Comentários

Respiro futebol 24 horas por dia. Jogo, assisto, torço, leio, escrevo, penso. Enfim, sou um doente por futebol.