Copa do Brasil chega às oitavas de finais e Santos é o principal favorito da rodada

  • por Victor Gandra Quintas
  • 78 Visualizações

Equipe recebe o Paysandu em casa e deve estrear com vitória

A partir de agora não fica mais ninguém de fora. Os times da Libertadores e os campeões dos regionais do ano passado entraram na Copa do Brasil e as oitavas de finais dão seu pontapé inicial nesta semana. Nas casas de apostas de futebol, Botafogo e Santos chegam como os mais cotados, dando mais de 22% de lucro, mas os ganhos podem aumentar ainda mais.

Isso porque o compromisso dos cariocas, por exemplo, é contra o forte Sport Recife. Mesmo jogando em casa, o alvinegro tem uma difícil missão e a vitória, que rende R$ 1,70 por cada real, segundo números do Oddsshark.com/br, não é simples.

Os pernambucanos vivem grande e fase e estão disputa de todos os títulos possíveis. No estadual, decidem contra o Salgueiro, enquanto na Copa do Nordeste encaram o Santa Cruz, pelas semifinais. Tamanho desempenho é liderado por Diego Souza, que tem se destacado com belos gols, mas a dupla de ataque Rogério e André também vem em alto nível. O trio é tão efetivo que o time só passou em branco uma única vez em 27 jogos. Desta forma, é válido investir no empate, que garante R$ 3,40. O triunfo seria um pouco mais distante e vale R$ 4,75. Para os mais prudentes, uma boa opção é colocar R$ 1,00 que o Sport no máximo caí por um gol, que ainda rende 35% de lucro, de acordo com estatísticas do Oddsshark.com/br.

Já o Botafogo vive duas situações bem distintas. No estadual, teve um desempenho bem abaixo, sendo eliminado nas semifinais e não tendo ganho nenhum dos turnos. No entanto, na Libertadores faz uma campanha irretocável, com direito a vitória sobre quatro campeões da competição. Resta agora saber qual caminho vai ter na Copa do Brasil, mas o palpite é no empate.

Cariocas com vantagem no retrospecto

Se depender do retrospecto, o alvinegro pode comemorar.  Em 12 jogos tendo o mando de campo, saiu vitorioso em oito, empatando três e perdendo um. O único revés foi em 1994, quando o Sport levou a melhor por 5 a 2, no antigo Caio Martins. Outro ponto do histórico é o número de bolas na rede. Em oito dos últimos dez encontros, a partida terminou com no mínimo dois gols, o que dá R$ 1,34 para cada real.

Santos é favorito

A coisas na Vila Belmiro em tese são mais fáceis, mas o Santos também vai precisar ficar esperto, pois o Paysandu não perde há 15 jogos – desde o primeiro clássico no ano contra o Remo. A boa fase levou a equipe a final do paraense e da Copa Verde – que reúne times do Norte e de alguns estados do Centro Oeste. Se a maré de sorte continuar e vencerem fora, garantem inacreditáveis R$ 12,00, segundo dados do Oddsshark.com/br. No entanto, o feito é pouco provável e nunca aconteceu na história do confronto.

O encontro que não é disputado no Estado de São Paulo há 12 anos, ocorreu nove vezes, todas vencidas pelo Peixe. Destas, em seis o time da casa levou a melhor por três ou mais gols de diferença. Se repetirem isso mais uma vez, dão R$ 2,75. O triunfo simples rende cifras mais modestas, até pelo que já falamos acima, R$ 1,22.

O retrospecto do Papão só melhora um pouco quando consideramos os jogos no Pará, que entra na conta com duas vitórias, sendo a última em abril de 2003, pelo Campeonato Brasileiro.

Além do passado, o presente também traz motivos para confiar no Santos. Mesmo com o treinador balançando com a eliminação precoce no Paulista e o fraco desempenho na temporada, o time de Dorival Junior é consideravelmente superior. Só dos que tiveram passagens recentes pela seleção brasileira são quatro: Lucas Lima, Ricardo Oliveira, Thiago Maia e Zeca. Um elenco que não permite nenhum outro resultado que não seja positivo e até por um bom saldo.

Para o Paysandu, apesar de também ser difícil, vai ter que sonhar com um empate, que rende R$ 5,25. Para não temer a força da tradicional Vila, o clube vai ter que buscar inspiração na Ferroviária, que no estadual conseguiu surpreender o Santos com um 1 a 0.

Se não contar com essas zebras, a melhor forma de lucrar é mesmo que o jogo termina com no mínimo três bolas na rede, que garante R$ 1,70 em cada real. Já um golzinho a mais aumenta o retorno para R$ 1,68.

 

Facebook Comentários

Natural de Belo Horizonte. Torcedor do Cruzeiro e da Juventus. Um Doente por Futebol. Desde pequeno um apreciador do esporte mais popular do mundo, preferindo mais em acompanhar do que jogar (principalmente por não ter talento algum com a bola).

  • facebook
  • twitter