Lukaku: o leão belga e a sua insaciável fome de gols

Numa geração que ostenta a  habilidade de Eden Hazard e dispõe da genialidade de Kevin de Bruyne, fica até difícil imaginar qualquer outro nome ganhando os holofotes. Contudo, o talento bruto de outro belga vem brilhando na Premier League. Em 2016/2017, o rapaz desbancou nomes como Ibrahimovic, Diego Costa, Agüero e Sánchez; ficando atrás apenas de Harry Kane na artilharia da Premier League. Desde a tenra idade, Romelu Lukaku se acostumou a encabeçar a lista de goleadores nos campeonatos que disputa. O camisa 10 do Everton viveu uma temporada marcante e se consolidou como um dos maiores pesadelos dos defensores na terra da rainha.

Forte como um leão, aguerrido com um touro. Lukaku é feroz, é letal, é animal!

Com vigor físico de dar inveja em qualquer lutador, utilizando-se de sua explosão e potência, anotou 25 gols na edição 2016/2017 da Premier League. Ficou a quatro a menos do que o artilheiro e imparável Harry Kane. Mas ele não é só força e vontade, é também técnica e inteligência.

 

Seu posicionamento impecável lhe rendeu seis gols de cabeça no campeonato, além dos inúmeros rebotes. Mostrando versatilidade e eficiência; até as finalizações com o pé direito que eram seu calcanhar de Aquiles parecem ter ficado pra trás. Contabilizou 7 gols com o “pé fraco” na temporada.

Lukaku teve média de 0,68 gols / partida. Acertou 55 de 110 chutes no alvo. Proveu 06 assistências para seus companheiros.

Crescimento ano após ano

Após vários anos com status de promessa, Lukaku finalmente deslanchou e vem se consolidando entre os grandes atacantes do futebol inglês. Muita coisa mudou desde quando o jovem começou a mostrar suas “garras” frente ao Manchester United, em plena de despedida de Alex Ferguson. Desde quando desembarcou no Chelsea, no verão de 2012, vai ganhando experiência e se tornando um goleador completo, com um faro e fome de gol insaciáveis.

 

Poucas dúvidas pairam acerca de seu futebol. Com o passar dos anos jogando na principal divisão da Inglaterra, seus críticos vem perdendo os argumentos. Nem mesmo José Mourinho, que não fizera questão de mantê-lo e o vendeu ao Everton, parece resistir aos encantos do atacante. Vale mencionar que Lukaku era visto por muitos como grande talento pinçado pelos Blues de Londres. Porém, nunca chegou a se firmar. Seu último jogo com a camisa do time londrino ficou marcado pela perda de um pênalti contra o Bayern, em jogo válido pela Supercopa da UEFA. Após isso, foi emprestado ao Everton. Na temporada seguinte, os Toffees exerceram o direito de compra.


Saiba mais sobre a trajetória de Lukaku


Desde sua saída do Chelsea, temporada após temporada, o belga vem evoluindo.

Ao todo, Lukaku disputou 186 partidas, em suas 06 primeiras temporadas na Inglaterra. Marcou 85 gols e distribuiu 26 assistências para seus companheiros

Ao todo, Lukaku disputou 186 partidas, em suas 06 primeiras temporadas na Inglaterra. Marcou 85 gols e distribuiu 26 assistências para seus companheiros

Questionamentos

Com seus 1,90 cm de altura e pesando 94 kg, Lukaku é o grande colosso toffee. Na temporada 2015-16, apesar da campanha medíocre do Everton que terminou na 11ª colocação, o atacante anotou excelentes 18 gols. Sua evolução era notável, porém o time comandado a época por Roberto Martínez não colaborava. Os azuis de Liverpool encontraram no belga o poder e a potência que faltava para lutar olho por olho e dente por dente com os rivais locais. Mas, convenhamos que ainda falta muito para que o atacante se aproxime da unanimidade. A falta de companheiros de nível para ajudá-lo a disputar títulos e campeonatos de ponta, como a Champions League, pode atrasar o desenvolvimento do jogador.

Futuro

A excelente temporada de Lukaku nos leva a entender de que os seus dias no Everton estão contados e que o jogador buscará novos horizontes em breve. Apesar de ter contrato com os Toffes até 2019, inicialmente rejeitou uma proposta de renovação contratual. Em entrevista, seu treinador destacou a importância dele para o time e garantiu estar lutando muito por sua permanência.

Precisamos ter esperança na vida. Os torcedores amam Romelu Lukaku, todo mundo o ama. É claro que gostaríamos de manter os melhores jogadores. E nós faremos o máximo para segurar esses atletas. Mas a decisão final é dele” – disse Ronald Koeman.

 

Enquanto o artilheiro indomável continuar infernizando defesas e anotando gols, o Everton seguirá sonhando em voltar a ser protagonista na terra da rainha. Para tanto, ter um fuzileiro do quilate Romelu Lukaku é primordial para isso, mas não é tudo, é preciso muito mais! Talvez seja essa falta de ambição e perspectiva que esteja travando a renovação.

O talentoso e insaciável goleador vem mostrando ao mundo que a nova geração sabe fazer camisas 9 (ainda que vista a dez) à moda antiga, de um jeito bruto, mas ao mesmo tempo técnico. Lukaku é o protótipo perfeito do centroavante moderno. Ainda que a modernidade seja corrente e líquida – se modifique o tempo inteiro, uma coisa será sempre imutável: centro avante precisa ser matador, conforme a posição “striker” assim o sugere.

Comentários

Filipy é pernambucano, católico apostólico e membro da RCC-PE, tem 22 anos, vive e respira futebol, inclusive já furou encontro com a própria namorada para jogar descalço nos sórdidos gramados sertanejos. É no esporte bretão que o jovem advogado encontra o seu maior refúgio nas tardes negras de domingo. (Colunista - Manchester United Brasil)