Invencíveis! – Juventus chega a 44 jogos de invencibilidade

  • por Tiago Lima Domingos
  • 8 Anos atrás

Quem vai parar a Juve?

15 de maio de 2011. Essa foi a última vez que os torcedores da Juventus souberam o que é perder dentro do Campeonato Italiano. Por ironia do destino, a derrota aconteceu na penúltima rodada da temporada 2010/11, com gol de Giovinco, hoje jogador da Juve. De lá pra cá, mais de um ano se passou, e a derrota não veio. E a marca já é histórica para o clube, mas na história da Série A observamos feitos semelhantes. São 44 jogos invictos com 27 vitórias e 17 empates. O recorde, contudo ainda pertence ao grande Milan de Fábio Capello do início da década de 90, que não perdeu durante 58 jogos, vindo a perder para o Parma (1-0) com gol do famoso colombiano Faustino Asprilla.

Será que a Juve pode bater essa marca? O time atualmente é o mais forte e sólido da Itália. O título invicto na temporada passada demonstra isso. E quando joga mal, não perde. Nessas primeiras 5 rodadas do Calcio desta temporada a invencibilidade esteve em risco em 2 partidas. O Genoa vencia a Juventus em casa por 1-0 e teve ótimas chances para fazer o segundo gol e matar a partida. Não o fez. No final, a virada aconteceu e derrota genovesa por 3-1. No último jogo foi a vez de uma ótima Fiorentina (olho na Viola nessa temporada e principalmente para Vincenzo Montella, treinador que promete demais) não conseguir tirar essa marca. O time viola foi superior durante toda a partida. Perdeu boas chances e a trave mais uma vez foi aliada dos atuais campeões da Itália. Resultado de 0-0 e frustração para todos que querem ver essa marca cair.Essa invencibilidade, para esse que vos escreve, passa, sobretudo, por dois fatores principais. O primeiro deles é a construção do novo estádio do clube. Imponente, sempre lotado, com a pressão da torcida todo o tempo, a Juventus pressiona e encurrala seus adversários e joga muito melhor do que fora de casa. O segundo fator é Antônio Conte. O promissor treinador e ex-jogador do clube resgatou o orgulho, o espírito de grandes glórias passadas da Juve. Com um estilo de jogo baseado na solidez defensiva (melhor defesa da Europa na última temporada) e na força de seus alas e volantes (comandados pelo craque Andrea Pirlo), o time rapidamente se encaixou e se torna cada vez mais forte.

Mas aí, certamente com razão, você pode falar que essa invencibilidade passa pelo momento decadente do futebol italiano. Certo que, na década de 90, quando o Milan conseguiu se manter invencível 58 vezes, o futebol italiano era soberano na Europa. Mas a Juventus se mostra forte, com um elenco reforçado para disputar todas as competições dessa temporada. Uma mostra dessa força veio na estreia da Liga dos Campeões diante do Chelsea (atual campeão europeu), em Londres. Um empate em 2-2, depois de estar perdendo por 2-0. E por pouco a virada não veio. O primeiro teste foi positivo e dá esperanças à Itália e principalmente aos torcedores da Velha Senhora de ver o retorno glorioso do clube, após um período de incerteza e uma queda pra Série B.

Comentários

Carioca e rubro-negro. Do Rio de Janeiro a Milão. Doente por futebol, é claro. E apaixonado pelo Calcio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.