54 jogos – Acabou a grande marca vascaína

  • por Tiago Lima Domingos
  • 8 Anos atrás

A rodada do final de semana fez cair uma marca histórica na era dos pontos corridos do Brasileirão.

O Vasco, ao ser derrotado pelo Santos na Vila Belmiro por 2×0, viu o São Paulo vencer o Figueirense pelo mesmo placar, perdendo para o time paulista a vaga no G4. Foi a primeira vez que o Vasco saiu do grupo dos 4 primeiros colocados. A marca durou 54 partidas (25 no ano passado e 29 nesse ano) e se iniciou na 14ª rodada do campeonato passado. Curiosamente a expressiva marca havia começado diante do Santos.

Quem sorri é Cristovão Borges. O ex-treinador do clube dirigiu o time em 42 dessas partidas (assumiu definitivamente o Vasco na 20ª rodada de 2011 depois de substituir Ricardo Gomes, vítima de um AVC). Deixou o clube após grande pressão por parte da torcida e resolveu entregar o cargo. Sem Fagner, Allan, Rômulo e Diego Souza, todos vendidos, o Vasco já demonstrava sinais de declínio. Tal declínio culminou, ontem, na saída do clube cruzmaltino do G4.

O Vasco foi se desmontando. Se a diretoria teve parcela maior de culpa nessa queda pela venda de jogadores importantes e pela reposição mal feita, a torcida também errou ao “botar pra fora” aquele que teve grandes méritos nesse bom momento do Vasco. Cristóvão tinha o grupo nas mãos e “comemora” a queda vascaína, pois sabe que ninguém poderia fazer coisa melhor com o elenco que restou. Já torcedores e diretoria lamentam. O São Paulo, em momento muito melhor, é o grande favorito a ficar no G4 até o fim do campeonato.

Comentários

Carioca e rubro-negro. Do Rio de Janeiro a Milão. Doente por futebol, é claro. E apaixonado pelo Calcio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.