A volta do 3-5-2, principalmente na Itália

  • por Tiago Lima Domingos
  • 8 Anos atrás

Você, brasileiro, com certeza se acostumou a ver esses números ao falar de futebol. Aqui no Brasil, ele ficou muito conhecido na última década. Foi com esse esquema, utilizando três zagueiros (sendo um líbero), dois alas e dois volantes que o Brasil conquistou sua última Copa do Mundo, e no mesmo esquema vimos o São Paulo dominar o Brasileirão em 2006/2007/2008, além de conquistar a Libertadores em 2005.

O esquema utilizado para dar uma maior consistência defensivamente, é sempre boa pedida para proteger laterais mais ofensivos, que acabam se tornando alas e têm uma preocupação um pouco menor com a marcação. A formação também facilita a vida de volantes, sobretudo os que sabem marcar, mas também têm boa chegada à frente, já que os três zagueiros dão uma boa proteção defensiva.Tido por muitos como um esquema ultrapassado, ele está de volta, e fazendo sucesso – ao menos no futebol italiano. A Juventus, desde a temporada passada, se consolidou ao adotar o citado esquema. O resultado foi a conquista do Scudetto e a melhor defesa da Europa na última temporada. Na atual temporada, a Juve segue tendo sucesso: lidera o Campeonato Italiano ao lado do Napoli. O time napolitano, dirigido por Walter Mazzarri, utiliza o mesmo esquema, só que há bem mais tempo, já que Mazzarri (fã do 3-5-2), já o utilizava há mais tempo, inclusive em boas campanhas quando treinara a Sampdoria. Fato é que o esquema vem sendo cada vez mais utilizado na Bota. Os dois melhores times do país o usam, e a Internazionale passou a adotá-lo recentemente.Com um início irregular na temporada e sofrendo muitos gols, principalmente como mandante, Strammacioni, treinador da Inter, resolveu “seguir a moda” e adotar o esquema com três defensores. E, momentaneamente, isso vem dando certo. A equipe está mais equilibrada e o torcedor viu uma sequência de quatro vitórias nos últimos quatro jogos em que o 3-5-2 foi adotado. O que rendeu a 3ª colocação na tabela junto à Lazio. Esquema que inclusive, rendeu a Juan, zagueiro brasileiro, o posto de titular nos últimos jogos.

Assim, o criticado esquema no passado, vem retornando aos poucos aos gramados, especialmente na Itália. Porém, vira e mexe, no Brasil, vemos alguns treinadores utilizando tal esquema tático. O São Paulo, por exemplo, cogita retornar ao esquema vencedor de 2005 a 2008. Muitos torcedores sentem saudade do esquema vencedor de outros tempos. Curiosamente, ou não, o SPFC não ganhou nada após 2008.

O próprio Barcelona de Guardiola na temporada 2011/2012 em alguns jogos mostrou um 3-4-3 ousado.Mas que fique claro. Não existe um esquema perfeito ou ideal. Mas sim, aquele bem treinado e que é mais adequado às características de alguns jogadores e de todo um elenco.
Comentários

Carioca e rubro-negro. Do Rio de Janeiro a Milão. Doente por futebol, é claro. E apaixonado pelo Calcio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.