Craque DPF 15

  • por Mauricio Fernando
  • 8 Anos atrás

O meio de semana de Eliminatórias e Campeonato Brasileiro nos apresentou alguns destaques que nos dificultou (ou teria ajudado?) na escolha do Craque DPF desta edição. Tem ideia de quem são os homenageados da vez? Vamos a eles.

No futebol brasileiro, os dois grandes destaques ainda são meninos. Um é promessa e vem se destacando no novo clube, e o outro já é realidade e brilhou pela seleção e por seu clube. Ambos se encontraram na final do campeonato paulista deste ano, são eles: Bruno Mendes e Neymar. Bruno, de apenas 18 anos, revelado pelo Guarani, começou sua trajetória no Botafogo dando as cartas. Fez dois gols que decidiram o clássico entre Vasco e botafogo para o clube da estrela solitária. A vitória fez quebrar um jejum de 39 dias ou oito rodadas sem vitória de sua equipe. Neymar, por sua vez, marcou dois na vitória da seleção brasileira sobre o Japão na Polônia por 4×0 na terça, viajou algumas horas, e na quarta já estava em Santos para marcar um gol de placa e ter mais outra grande atuação no empate do Santos frente ao Atlético Mineiro de Ronaldinho (2×2).

Outros jogadores pelo Brasil que merecem destaque e vivem boa fase são os atacantes Aloísio do Figueirense e Deivid do Coritiba. O primeiro marcou dois gols na vitória da equipe catarinense de virada sobre o Internacional em Porto Alegre (3×2), mantendo ainda vivas as chances de escapar do rebaixamento. Já Deivid vai livrando o Coritiba de vez da Série B, sendo decisivo em mais uma vitória da equipe, dessa vez contra o Náutico.

Pelo mundo, devemos destacar as atuações do boliviano Saucedo, que marcou três gols na vitória de sua seleção sobre o Uruguai por 4×1; de Montolivo e Balotelli, que brilharam na vitória da Itália por 3×1 frente a Dinamarca; e de Ibrahimovic que comandou o empate histórico da Suécia com a Alemanha (4×4 após estar perdendo por 4×0). Mas o prêmio da vez vai para o matador Miroslav Klose, que com os dois gols no empate com a Suécia, chegou aos 67 pela seleção e ficou a apenas um de igualar o lendário Gerd Muller como maior artilheiro da história da seleção alemã. Mais um feito impressionante do atacante, que tem a possibilidade de se tornar o maior artilheiro da história das Copas do Mundo em 2014.

Comentários

21 anos, morador de Maringá-PR. Corintiano de coração, aprendi ainda a ser Liverpool, na Europa. Como Doente por Futebol, acompanho diariamente jogos, jogadores e tudo o que acontece acerca deste apaixonante esporte. Minha função por aqui será de analisar e informar tudo o que rola na América do Sul e no México. Responsável ainda pelas colunas "Craque DPF" e "Futebol na Mídia".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.