Que furada Julião!

  • por Gregor Vasconcelos
  • 8 Anos atrás

Foto: Getty Images – Julio Cesar escolheu o time errado

Júlio César chegou a Londres com um sonho: levar o modesto Queens Park Rangers à Champions League. Pouco mais de um mês depois de sua chegada à equipe, o goleiro vê seu time ancorado na última posição da tabela.

São 5 derrotas em 7 jogos e 2 empates. Com 16 gols sofridos, é a terceira pior defesa da competição. O curioso é que, nesse ano, assim como no ano passado, os Rangers investiram pesado para a Premier League, e parece que lutarão contra essa ameaça do rebaixamento até o final como na última temporada.Na janela do meio do ano, o clube contratou 11 jogadores para o elenco (em janeiro, já haviam contratado 6). Entre eles, jogadores com certa grife: além de Júlio César, chegaram Zamora, Cisse, Macheda, Taiwo, Onuoha, Andy Johnson, Green, Park Ji-Sung, Fabio da Silva, Bosingwa e Granero.Vendo esses nomes pode-se ver claramente que a política de contratações do QPR é ir atrás de jogadores experientes, com certo nome, para levar o clube a frente. Não há nada de errado com esse principio, mas ao olhar os nomes dos contratados dá pra ver exatamente qual foi o erro. Apesar de terem certo reconhecimento, a grande maioria desses jogadores são refugos de times grandes, enquanto outros já não vivem mais seus dias áureos. Zamora, por exemplo, não joga nada desde que levou o Fulham à final da Europa League há 3 temporadas. Já Andy Johnson, desde que disputou a artilharia com Henry em 2005, vivia de migalhas no Fulham. Apesar disso, ambos foram contratados por terem tido breves passagens pela seleção inglesa.

Outra curiosidade é a falta de zagueiros entre essas contratações, já que a defesa do QPR foi a quarta mais vazada do campeonato, sofrendo menos gols apenas que os 3 clubes rebaixados. Não é difícil entender o porquê das dificuldades defensivas do time, quando observamos o fraquíssimo Anton Ferdinand e o semi-aposentado Ryan Nelsen fazerem a dupla de zaga. Isso sem contar com Fábio e Bosingwa, ambos péssimos defensivamente, jogando nas laterais. Ironicamente, o único jogo em que os Rangers não sofreram gol até aqui foi no empate em 0-0 contra o avassalador Chelsea, em atuação de gala de Júlio César.

O goleiro brasileiro até vem jogando bem. Ao lado de Granero, é a única contratação que vem correspondendo às expectativas. Apesar de tantos reforços, o Queens Park Rangers vem pra essa temporada ainda mais frágil que na anterior. Agora só resta a Júlio César rezar, já que dessa vez nem os milagres que ele realizava para salvar o Flamengo de situação semelhante devem ser o suficiente para manter o QPR na Premier League.

Comentários

Torcedor fanatico do Arsenal e do Flamengo, Gregor é fã de longa data da Premier League, acompanhando a liga avidamente há 10 temporadas. Formado em linguística inglesa pela universidade King's College em Londres, agora faz mestrado em linguistica e literatura na universidade de Zurich. Colunista da extinta revista "Doentes por Futebol", hoje é o editor de futebol inglês no site.