Capitol One Cup 2012/2013

  • por Gregor Vasconcelos
  • 8 Anos atrás

A Copa da Liga Inglesa sempre foi a competição de menor prioridade para os times da Premier League. Há anos os times grandes vêm usando a competição como uma plataforma para suas jovens promessas terem suas primeiras experiências na equipe principal. Mesmo com as principais equipes enfraquecidas, a competição ainda tinha seu charme, era a sua oportunidade de assistir pela primeira

 vez as grandes promessas jogarem contra outras equipes titulares do campeonato. Mas com o passar do tempo, os times pequenos também perceberam que financeiramente, ganhar a Carling Cup não compensava tanto quanto se manter na Premier League, e então passaram a escalar equipes reservas e mistas também, para descansar seus jogadores. Foi aí que começou a desvalorização total da competição.A queda de prestigio da Copa da liga foi mostrada na entrevista de Wenger antes do incrível jogo de sua equipe contra o Reading nessa terça feira. O técnico francês, pressionado por não ganhar um titulo há 7 anos, disse que a copa é a sua menor prioridade, que terminar em 4º lugar na Premier League é imensamente preferível. Essa infelizmente é a realidade da Copa da Liga Inglesa, que é vista como uma distração dos objetivos principais do clube e não tem interesse do público, pelo baixo nível de futebol apresentado.

Mas agora, com novo nome, a Capital One Cup parece revitalizada. É claro que o nível futebolístico ainda é abaixo do desejável, mas a falta de comprometimento dos clubes parece, ironicamente, ter feito bem à competição. Nessa 4ª rodada, foram 8 jogos e 37 gols marcados, uma incrível média de 4.6 por partida. Sem medo de sair da competição, os técnicos escalam seus times ofensivamente e com jovens inexperientes na defesa, com isso, a opção é continuar atacando até o final já que não se pode depender na retaguarda.

Foto: AFP – Vitória do Chelsea sobre o Manchester United por 5-4 foi um dos jogos mais memoráveis da temporada

O jogo maluco do Arsenal, na terça-feira, mostrou bem o espírito da copa esse ano, reviravoltas, falhas defensivas, mas acima de tudo, um espetáculo de tirar o fôlego. Na mesma rodada, o Chelsea bateu o Manchester United por 5 X 4, em mais um jogo recheado de falhas defensivas, mas um jogo tão empolgante que fica difícil de criticar. O Chelsea esteve atrás do placar 3 vezes e buscou o empate até o último minuto, quando Hazard, de pênalti, levou o jogo para a prorrogação. Na prorrogação, uma falha de Wotton e um lance genial de Hazard deram a vantagem ao Chelsea, mas o Manchester United ainda esboçou uma reação no final e, de pênalti, diminuiu o placar.Ainda tem as zebras que empolgam qualquer competição. Nessa fase, o Tottenham foi eliminado pelo Norwich, após sofrer a virada em 2 minutos, com gols aos 39 e 41 minutos do segundo tempo. O Tottenham ainda perdeu um pênalti no ultimo minuto com Clint Dempsey. O atual campeão, Liverpool, foi eliminado em casa pelo Swansea, em partida dominada pela equipe galesa, que chegou às quartas de final da competição pela primeira vez na história. Na fase anterior, o Manchester City já havia sido eliminado pelo Aston Villa, após perder por 4 X 2 em Manchester.

A Capital One Cup pode permanecer irrelevante quando se fala de títulos e as defesas das equipes que a disputam podem das melhores, mas é difícil negar que a Copa vem dando aos espectadores alguns dos melhores jogos da temporada até aqui. Por essa razão, a competição vem ganhando o interesse do espectador, agora o próximo passo é voltar a ser relevante.

Comentários

Torcedor fanatico do Arsenal e do Flamengo, Gregor é fã de longa data da Premier League, acompanhando a liga avidamente há 10 temporadas. Formado em linguística inglesa pela universidade King's College em Londres, agora faz mestrado em linguistica e literatura na universidade de Zurich. Colunista da extinta revista "Doentes por Futebol", hoje é o editor de futebol inglês no site.