Corinthians 2000 x Corinthians 2012

  • por Caio Araújo
  • 7 Anos atrás

No último sábado, dia em que o Corinthians homenageou os campeões mundiais em 2000, Marcelinho não hesitou em afirmar que o time daquela época era melhor que o atual.

O Corinthians de 2000, que teve sua base formada em 1998, conquistou dois Campeonatos Brasileiros. Na época, o sistema ainda não era pontos corridos., mas nas duas edições em que se sagrou campeão, em 1998 e 1999, obteve a melhor campanha na primeira fase. Além de ter sido um time regular, mostrou-se um time cascudo na fase do mata-mata, confirmando o favoritismo e levantando a taça.Com o bicampeonato, o Corinthians foi escolhido para representar o Brasil, país-sede do primeiro Mundial de Clubes da FIFA. Como o torneio foi no início de janeiro, o time ainda estava em ritmo de competição, já que o Brasileiro havia terminado no final de dezembro. E mantendo o bom futebol, conseguiu sagrar-se campeão em pleno Maracanã contra um Vasco que tinha Romário, Edmundo, Juninho Pernambucano, Felipe, Júnior Baiano e outras estrelas. O time base de 2000 do Corinthians era formado por: Dida, Daniel, Fábio Luciano, Adílson, Kleber, Vampeta, Rincón, Marcelinho, Ricardinho, Edílson e Luizão, e tinha como treinador Osvaldo de Oliveira. Apesar desses títulos, ficou um vazio, já que nas duas vezes em que esse esquadrão disputou a Libertadores, foi eliminado pelo arquirrival Palmeiras nos pênaltis, em 99 pelas quartas e em 2000 na semifinal.O time atual não tem tantas estrelas, aliás, tem nenhuma estrela. É um time operário. Não há um jogador que chegou com cartaz. Todos os jogadores cresceram e se firmaram no futebol no próprio time, como é o caso do Paulinho, o principal jogador da equipe, que antes do Corinthians era apenas uma promessa do Bragantino e que já tinha jogado na Lituânia e Polônia, países sem visibilidade alguma no mundo da bola.

Apesar de não ter tantos valores individuais como em 2000, esse time, além do Brasileiro conquistado em 2011, liderando 27 rodadas, das 38 disputadas, o que torna um título incontestável, conseguiu o título que a equipe do Marcelinho não conseguiu a Libertadores. E de uma forma mais incontestável ainda, já que não perdeu para nenhum time que enfrentou e só tomou quatro gols ao longo da competição. E o caminho foi dos mais difíceis, já que teve pela frente Vasco, Santos e Boca, o bicho papão do continente. E, agora em dezembro, tem a chance de fechar um ciclo com chave de ouro, caso consiga o título Mundial.

Comentários