Finais de Champions ”em casa”.

  • por Igor Leal da Fonseca
  • 8 Anos atrás

Como todo Doente por Futebol sabe, a final da Champions é disputada em jogo único. E como todo Doente também sabe, o estádio que abriga a final é escolhido antes da competição começar, para evitar acusações de favorecimentos. Mas mesmo assim, alguns clubes já jogaram uma final de Champions “em casa’’ – dentro do seu país – e outros

 chegaram a jogar dentro do seu próprio estádio! Vamos à lista dos jogos e ver quem fez valer o “mando de campo”.

1955/1956 – O Parc dês Princes (FRA) recebeu Real Madrid e Stade de Reims para a final. O time francês (que tinha Kopa) perdeu por 4 x 3 para o time espanhol.

1956/1957 – O Santiago Bernabéu recebeu Real Madrid e Fiorentina para a final. O time madrilenho já era fortíssimo, ainda mais jogando em seus domínios, com 124 mil torcedores apoiando. Vitória por 2 x 0 sobre a Viola e título em casa.

1964/1965 – O San Siro/Giuseppe Meazza recebeu a final da temporada 64/65, entre Internazionale e Benfica. O Benfica chegava à sua quarta final em 5 anos e a Inter lutava pelo Bicampeonato (tinha conquistado a edição 63/64). No final do jogo, 84 mil torcedores viram a festa da Internazionale, que venceu por 1 x 0 e conquistou o Bicampeonato.

1967/1968 – Wembley recebeu a sua segunda final. Manchester United x Benfica chegavam à decisão e mais de 92 mil pessoas compareceram ao jogo. No final, vitória do Manchester United por 4 x 1 e o primeiro título de um clube da Inglaterra na Champions.

1971/1972 – O ‘’De Kuip’’ – estádio do Feyenoord – recebeu a final entre Ajax e Internazionale. A equipe holandesa venceu por 2 x 0 e fez a festa na casa do maior rival.

1977/1978 – Wembley recebeu a final entre Liverpool x Brugge e 92 mil torcedores viram os Reds levantarem sua segunda taça de Champions.

1983/1984 – O Estádio Olímpico de Roma recebeu a final, entre Liverpool e Roma. Quase 70 mil pagantes prestigiaram o jogo, que acabou apenas nos penais, com vitória do Liverpool por 4 x 2. Curiosamente, foi o 2º título de Champions do clube inglês no estádio, pois já haviam conquistado a 76/77 no mesmo local, sendo que naquela ocasião o clube derrotado foi o Borussia Monchengladbach, da Alemanha.

1985/1986 – O Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilla, recebeu a final entre Steaua Bucareste e Barcelona. 70 mil torcedores viram o jogo ser decidido apenas nas penalidades, vitória do time romeno por 2 x 0, após todos os 4 cobradores do Barcelona desperdiçarem suas cobranças.

1995/1996 – O Estádio Olímpico de Roma recebeu a final entre Juventus e Ajax. 67 mil torcedores viram a Juventus bater o time holandês nas penalidades – após empate por 1 x 1 – e levantar sua segunda taça de Champions.

1996/1997 – O Estádio Olímpico de Munique recebeu Borussia Dortmund e Juventus para a decisão. A festa da Muralha Amarela ainda hoje está na retina desse que vos escreve e o time alemão bateu o time italiano por 3 x 1, num dos momentos mais espetaculares da história do futebol alemão.

2010/2011 – Wembley recebeu sua 6º final de Champions, novamente com o Manchester United envolvido. Em 68 o clube havia batido o Benfica e ficado com o título. E em outra decisão envolvendo um time inglês, o Liverpool havia conquistado o título. Em 2 finais envolvendo ingleses em Wembley, 2 vitórias inglesas. A favor do Barcelona, o fato de ter conquistado sua primeira Champions no estádio (a 91/92). E pouco mais de 87 mil pagantes viram os comandados de Guardiola baterem os de Fergusson por 3 x 1 e levantarem a taça.

2011/2012 – O Estádio Allianz Arena recebeu Bayern e Chelsea para a grande decisão. E o resultado foi doloroso para os alemães: após abrirem o placar faltando menos de 10 minutos para o fim do jogo, o título era dado como certo. Mas um gol de Drogba aos 43 minutos do segundo tempo calou a torcida do Bayern, que ainda viu Arjen Robben desperdiçar uma penalidade na prorrogação e o time perder por 4 x 3 nas penalidades, após ter cobrado 3 sem desperdiçar nenhuma e com o Chelsea tendo desperdiçado sua 1º cobrança, com Mata.

A final dessa temporada está marcada para Wembley e com 3 times ingleses fortíssimos (a dupla de Manchester e o Chelsea), pode acontecer de termos outro finalista jogando “em casa’’.

Quais seus palpites?

Estádios que mais receberam finais de Champions:
Wembley (ING) – 6*

Heysel (BEL), Santiago Bernabéu (ESP), Estádio Olímpico de Roma (ITA), Ernst Happel (AUT) – 4

Parc des Princes (FRA), Estádio Olímpico de Munique (ALE), Estádio Olímpico de Atenas (GRE), Hapdem Park (ESC), San Siro – 3

Não está incluída a final dessa temporada que, como dito acima, será em Wembley.

Comentários

33 anos, morador do Rio de Janeiro. Rubro Negro de coração, apaixonado pelo Maracanã, tem no Barcelona o exemplo de clube para o que entende como futebol perfeito, dentro e fora do campo. Estudioso da memória do futebol, tem nessa sua área de maior atuação no site, para preservar a memória do esporte. Dedica especial atenção aos times mais alternativos, equipes que tiveram grandes feitos, mas que não são tão lembradas quanto as maiores do mundo. Curte também futebol do centro e do leste da Europa, com uma coluna semanal dedicada ao assunto. Um Doente muito antes de fazer parte desse manicômio, sua primeira memória acadêmica é uma redação sobre o Zico, na qual tirou 10 e a mesma foi para o mural da escola. Nunca trabalhou com futebol dessa forma, mas adora o que faz junto com o restante do pessoal e se pergunta o porquê de não ter começado com isso antes. Espera recuperar o ''tempo perdido''. Acha Lionel Messi o melhor que viu jogar e tem em Zico, Petkovic e Ronaldo Angelim como heróis.