O enigma Pato

  • por Tiago Lima Domingos
  • 8 Anos atrás

 

Uma chegada promissora. Estreia contra o Napoli, marca um gol, ganha a torcida. O jogador mais jovem a atingir 50 gols na Série A. O sucessor de Ronaldo na Seleção. Está claro que estamos falando de Alexandre Pato.

Porém veio 2010 e a partir de então apareceram às lesões. Foram muitas, mais de dez. O jogador não conseguia ter uma sequência de jogos, mas já dizia o narrador do Milan Channel, Mauro Suma, ao narrar os gols de Pato: “quando gioca, segna” (quando joga, marca). Mas a partir da temporada 11/12 as lesões foram mais graves e corriqueiras, Pato não evoluiu e foi perdendo espaço no clube. Primeiro para Ibrahimovic e agora para El Shaarawy.

O garoto querido por todos já parece não existir mais. Muitos torcedores do clube já perderam a paciência com o jogador, que já foi algumas vezes vaiado pela torcida. A última vez aconteceu no clássico de domingo passado contra a Juventus. Uma faixa foi erguida pela torcida com os dizeres: “Chi ha il Milan nel cuore non chiama il procuratore” (quem tem o Milan no coração não chama o procurador). Pato havia declarado após, marcar contra o Anderlecht, saindo do banco, que não se sentia bem como reserva e que estava esperando o procurador na Itália para resolver a situação.

O fato é que Pato não é mais fundamental para o Milan. O clube sabe disso. Berlusconi na última semana declarou que o jogador é um problema, sobretudo por ter se desvalorizado tanto nos últimos anos. Ainda há o alto salário do jogador (€ 4 milhões anuais). Hoje, o procurador Gilmar Veloz encontrou Adriano Galliani em Milão. Ao que parece, Milan e jogador se darão uma nova chance. O treinador Allegri diz que o jogador deve ter paciência. Está correto, pois desde a volta da lesão, Pato não jogou bem pra exigir uma titularidade e parece entrar em campo sem a confiança de que está totalmente recuperado. É bom que se diga que após o gol na Liga dos Campeões, o jogador ficou fora do jogo com a Juventus por uma pequena lesão, nada grave dessa vez, pelo o que parece.

Hoje, alguns anos após o seu surgimento para o futebol, Pato não mostrou o que poderia ser. A esperada evolução e maturidade não aconteceram. Um empréstimo a um clube brasileiro em janeiro não está descartado. Talvez seja a única solução no momento para tentar recuperar o jogador. Mas parece que o Milan lhe dará mais uma nova oportunidade. À espera dos próximos capítulos…

Comentários

Carioca e rubro-negro. Do Rio de Janeiro a Milão. Doente por futebol, é claro. E apaixonado pelo Calcio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.