O milagre de Manchester

  • por Igor Leal da Fonseca
  • 8 Anos atrás

Uma das equipes mais fortes e caras do mundo precisa de um milagre para avançar na Champions League. O Manchester City, atual campeão da Premier League, passa por maus bocados na competição europeia, na lanterna do Grupo D.

Após o jogo contra o Ajax, o treinador Mancini declarou que o City estava eliminado da competição. Olhando a tabela e fazendo as contas, vemos que além do time azul de Manchester ainda não estar matematicamente fora, pode sim se classificar dependendo apenas de um resultado alheio.

Na próxima rodada, o City recebe o Real Madrid de Mourinho. Relembrando o jogo em Madrid, não há quem diga que uma vitória do City é inviável. Na outra partida, o Borussia visita o Ajax e é primordial que o Ajax vença o jogo. O City precisa vencer o Real por 1×0, 2×1 ou por diferença de 2 gols pra cima, para que tenha vantagem contra o Real Madrid no primeiro critério de desempate, o confronto direto.

Resultados impossíveis de ocorrer? Em hipótese alguma. Caso ocorra a combinação acima, o City chegaria aos 5 pontos, contra 7 do Real Madrid e Ajax e 8 do Borussia.

Na rodada seguinte, o City vai à Alemanha visitar o Borussia e o Real Madrid recebe o Ajax. Vencendo o Borussia, chegaria aos mesmos 8 pontos dos alemães, mas teria vantagem no confronto direto, já que o jogo em Manchester terminou em 1×1.

O Manchester City depende, primordialmente, de uma vitória do Ajax contra o Borussia, resultado difícil de ocorrer, mas plenamente factível quando recordamos da dificuldade do Borussia em bater o Ajax na estreia das equipes na Champions. Caso o Ajax não vença o Borussia, a equipe alemã estará classificada. Aí o Manchester City vai depender do Ajax pelo menos empatar no Santiago Bernabéu, esse sim resultado pouquíssimo provável.

Difícil de acontecer? Muito. ‘’Praticamente impossível’’, dirão os comentários aí abaixo. Mas lembremos que falamos de uma equipe que temporada passada ganhou o título inglês com dois gols nos acréscimos e que faz parte de uma cidade que é conhecida por ‘’coisas estranhas’’ no futebol, embora essas coisas estranhas – o que nós da DpF chamamos de ‘’pacto’’ – aconteçam mais com o rival do City, o Manchester United.

P.S. Podemos ter um empate quádruplo nesse grupo, com todas as equipes terminando com oito pontos. Para isso, os seguintes resultados têm que acontecer:

M. City x Real Madrid – Vitória do M. City
Ajax x Borussia Dortmund – Vitória do Ajax
Borussia Dortmund x M.City – Vitória do M. City
Real Madrid x Ajax – Empate

Caso isso aconteça, esses são os critérios de desempate:

1 – Maior número de pontos obtidos nos jogos entre as equipes em questão (o famoso confronto direto);
2 – Maior saldo de gols nos confrontos diretos;
3 – Maior números de gols marcados nos confrontos diretos;
4 – Maior número de gols marcados fora de casa nos confrontos diretos;
5 – Se após a aplicação dos critérios 1 a 4 o empate persistir entre duas equipes, aplicam-se os critérios de 1 a 4 somente a essas equipes;
6 – Saldo de gols de todos os jogos disputados no grupo;
7 – Maior número de gols marcados em todos os jogos disputados no grupo;
8 – Maior número de pontos acumulados pelo clube em questão, bem como sua Federação, nos últimos 5 anos.

Comentários

33 anos, morador do Rio de Janeiro. Rubro Negro de coração, apaixonado pelo Maracanã, tem no Barcelona o exemplo de clube para o que entende como futebol perfeito, dentro e fora do campo. Estudioso da memória do futebol, tem nessa sua área de maior atuação no site, para preservar a memória do esporte. Dedica especial atenção aos times mais alternativos, equipes que tiveram grandes feitos, mas que não são tão lembradas quanto as maiores do mundo. Curte também futebol do centro e do leste da Europa, com uma coluna semanal dedicada ao assunto. Um Doente muito antes de fazer parte desse manicômio, sua primeira memória acadêmica é uma redação sobre o Zico, na qual tirou 10 e a mesma foi para o mural da escola. Nunca trabalhou com futebol dessa forma, mas adora o que faz junto com o restante do pessoal e se pergunta o porquê de não ter começado com isso antes. Espera recuperar o ''tempo perdido''. Acha Lionel Messi o melhor que viu jogar e tem em Zico, Petkovic e Ronaldo Angelim como heróis.