A Consagração dos artilheiros no fim do Torneo Inicial

  • por Mauricio Fernando
  • 7 Anos atrás
Ferreyra, artilheiro e destaque do campeãoFoto: Télam

Ferreyra, artilheiro e destaque do campeão
Foto: Télam

O Torneo Inicial argentino de 2012 já tinha definido tudo na penúltima rodada. Vélez campeão, e classificações para a Libertadores de Newell´s Old Boys e Boca Juniors, além do “Fortín”. Apesar das definições, os olhos argentinos seguiram voltados para as partidas destas três equipes, graças a artilheiros do passado e do presente.

A primeira foi no jogo entre Boca x Godoy Cruz em La Bombonera. A partida terminou 2×1 para os donos da casa, mas o mais saudado pelos torcedores foi o treinador adversário. Era nada mais, nada menos que Martín Palermo, que voltava ao estádio de La Bombonera, templo sagrado de tantos gols seus, que o fizeram maior artilheiro da história xeneize, e agora treinador da equipe adversária. Além disso, o duelo ainda marcou as despedidas de zagueiro Schiavi, do futebol, e do técnico Julio Cesar Falcioni, do Boca. O lendário Carlos Bianchi é o preferido para assumir o comando da equipe.

nachosc

No entanto, a mais sensacional disputa da rodada final, a de número 19, foi a sensacional disputa pela artilharia do campeonato, que andava agitada há algumas rodadas. Facundo Ferreyra do Vélez e Ignazio Scocco do Newell´s brigavam tento a tento. Ambos fizeram dois gols cada, Ferreyra na goleada do Vélez por 3×0 sobre o Atlético Rafaela, e Scocco na vitória do Newell´s, 3×1 diante do Argentinos Juniors. Com isso, a espetacular disputa terminou empatada, com cada um marcando treze gols, com três de vantagem para Gigliotti do Colón e seis de vantagem sobre os demais. Um campeonato e tanto para os dois atacantes, que iniciaram a temporada, desacreditados.

Ferreyra foi decisivo. Terminou a temporada com números impressionantes, especialmente devido a sua brilhante reta final, e impulsionou o Vélez ao título. No atrevimento da DPF ao montar a seleção do campeonato, ambos aparecem na linha de frente. Veja os nomes reunidos em um esquema pouco convencional, e ainda os 11 escolhidos pelo portal argentino esportivo Olé e compare.

11 iniciais Doentes por Futebol:

Goleiro: Juan Carlos Olave (Belgrano)
Defensores: Fernando Ortiz (Racing), Sebastian Dominguez (Vélez), Leonel Vangioni (Newell´s)
Meio-campistas: Ivan Bella (Vélez), Leonardo Ponzio (River Plate), Juan Sanches Miño (Boca Júniors), Lucas Mugni (Colón);
Atacantes: Lucas Pratto (Vélez), Ignazio Scocco (Newell´s) e Facundo Ferreyra (Vélez)
Treinador: Ricardo Gareca.

11 iniciais do Periódico argentino “Olé”:

Goleiro: Juan Carlos Olave (Belgrano)
Defensores: Fernando Ortiz (Racing), Sebastian Dominguez (Vélez), Lisandro Lopez (Arsenal), Gabriel Heinze (Newell´s);
Meio-campostas: Oscar Ahumada (All Boys), Leonardo Ponzio (River Plate), Matias Fritlzer (Lanús);
Atacantes: Lucas Pratto (Vélez), Ignazio Scocco (Newell´s) e Facundo Ferreyra (Vélez).

Treinador: Ricardo Gareca.

Comentários

21 anos, morador de Maringá-PR. Corintiano de coração, aprendi ainda a ser Liverpool, na Europa. Como Doente por Futebol, acompanho diariamente jogos, jogadores e tudo o que acontece acerca deste apaixonante esporte. Minha função por aqui será de analisar e informar tudo o que rola na América do Sul e no México. Responsável ainda pelas colunas "Craque DPF" e "Futebol na Mídia".