Libertad novamente campeão no Paraguai

  • por Mauricio Fernando
  • 8 Anos atrás
Foto: Andrés Cristaldo. ABC Color

Foto: Andrés Cristaldo. ABC Color

O Libertad, grande clube da última década no Paraguai, conquistou mais um título nacional no último final de semana, o Clausura 2012. Desde 2002, foram 16 campeonatos disputados, com oito conquistas do Gumarelo, o que comprova esta supremacia recente do clube no país. Algumas boas participações na Libertadores, nos últimos tempos, completam o bom retrospecto recente do time, o qual foi às semifinais da Libertadores de 2006, um feito e tanto.

Um detalhe interessante é que esta época vitoriosa do clube coincide com o período de comando de Horácio Cartes, empresário influente no país e pré-candidato à presidência da República Paraguaia para o próximo ano. Cartes assumiu a presidência do alvinegro em 2001.

A conquista do último domingo foi a décima sexta do Libertad na história da liga paraguaia, o que faz do clube o terceiro maior campeão, atrás apenas de Olímpia, com 39 títulos, e Cerro Porteño, com 29 conquistas.

Pois vamos falar do Clausura 2012, competição que marcou a excelente volta do treinador uruguaio Rubén Israel ao clube. O técnico conquistou o primeiro tricampeonato consecutivo da história do clube com as conquistas do campeonato de 2007 – último ano em que o país teve campeonato único – e de Apertura e Clausura de 2008. O destino estava traçado e Israel, vindo de uma polêmica passagem pela seleção de El Salvador, impôs seu estilo que o fez vitorioso em sua primeira passagem pelo Gumarelo. E deu muito certo. O que se viu foi uma equipe bastante equilibrada, com destaques em todos os setores. Prova disso foi que o Libertad terminou a competição com o melhor ataque (44 gols marcados) e melhor defesa, ao lado do vice-campeão Nacional (16 gols sofridos).

José Nuñez, o artilheiro.Foto: ABC Color

José Nuñez, o artilheiro.
Foto: ABC Color

 

Individualmente, como bem foi dito anteriormente, tivemos destaques em todos os setores, mas o maior deles foi o atacante José Nuñez, artilheiro do campeonato ao lado de Lopez Centurión do Guaraní, com 13 gols, os dois últimos na última rodada, diante do Luqueño. Vitória por 2×0 que deu o título ao Libertad. Pablo Velásquez, companheiro de ataque de Nuñez, o ótimo lateral Samúdio, o volante uruguaio Eguren e o meia Aquino foram outros nomes marcantes da ótima campanha. Foram 47 pontos conquistados em 22 rodadas, com 13 vitórias, 8 empates e 1 derrota. A conquista foi difícil, afinal Nacional e Guaraní exerceram forte ameaça sobre o Libertad até a última rodada.

Com a décima sexta estrela no peito, o Libertad disputará a Taça Libertadores 2013, assim como o Cerro Porteño, campeão do Apertura 2012, e do Olímpia, que se classificou por índice técnico. Nada mais interessante e representativo do que os três maiores clubes do Paraguai na competição continental do próximo ano.

 

Equipe base do campeão: Rodrigo Muñoz; Aldo Olmedo, Joe Bizera, Ismael Benegas, Miguel Samudio; Nelson Romero, Sebastián Eguren, Sergio Aquino, William Mendieta; José A. Núñez e Pablo Velázquez.

 

Comentários

21 anos, morador de Maringá-PR. Corintiano de coração, aprendi ainda a ser Liverpool, na Europa. Como Doente por Futebol, acompanho diariamente jogos, jogadores e tudo o que acontece acerca deste apaixonante esporte. Minha função por aqui será de analisar e informar tudo o que rola na América do Sul e no México. Responsável ainda pelas colunas "Craque DPF" e "Futebol na Mídia".