As mentiras de Patrícia Amorim

  • por Fernando Carreteiro
  • 8 Anos atrás

Imagem de Thiago Menezes

 

A Doentes por Futebol lista as oportunidades em que a ainda presidente em exercício do Clube de Regatas do Flamengo, Patrícia Amorim, foi pega na mentira.



Mentira #1


Durante a Pré-Libertadores, devido a um desentendimento entre Vanderlei Luxemburgo e Ronaldinho, vaza para a imprensa que o treinador já estaria demitido e Joel Santana estaria contratado para seu lugar.

Patrícia, a princípio, foi a público dizer que técnico depende de resultados, porém ao ver que a imprensa criticava o fato de um treinador já demitido dirigir o time às vésperas de um jogo importante, a ex-nadadora dá entrevista ao vivo à Rádio Tupi no Rio de Janeiro e, sempre preocupada com as eleições, diz: “ Quero desmentir oficialmente essa informação. Nosso técnico é o Vanderlei Luxemburgo. É ano eleitoral no Flamengo e querem desestabilizar a gente antes de um jogo decisivo”.

Mesmo com a classificação (a presidente afirmou que resultado segura treinador), Luxemburgo é demitido junto com toda sua comissão.



Mentira #2


Esta será contada apenas com a reprodução de postagem de Renato Maurício Prado em seu blog:
“Em programa esportivo da CNT, no domingo passado, a presidenta Patrícia Amorim disse, com a maior firmeza e tranquilidade, que os salários do Flamengo estavam em dia. Ela até admitiu que houve, sim, um probleminha de atraso, mas de apenas 15 dias e que já havia sido sanado.

Pois o que se torna público, hoje? Que a última vez que o Flamengo depositou o dinheiro para pagar seus jogadores foi em agosto! Vou repetir: agosto!
E estamos em novembro…
Detalhe: o atraso foi confirmado pelo próprio vice de finaças rubro-negro, Michael Levi.
http://oglobo.globo.com/esportes/rmp/posts/2012/11/06/pega-na-mentira-473712.asp


Mentira #3


“Nenhum atraso de salários durante os 36 meses de gestão”


Essa foi uma das muitas frases de Patrícia durante a campanha eleitoral.
Além do fato já ter sido desmentido no item anterior, vale também ressaltar notícia recente vinda da Gávea:

O Conselho de Administração do Flamengo se reuniu na noite desta segunda e aprovou a antecipação de R$ 27 milhões de cotas de TV referentes ao ano de 2014, para que o clube possa quitar os salários e algumas dívidas antes de o presidente eleito, Eduardo Bandeira de Mello, assumir o cargo.

LANCENET! http://www.lancenet.com.br/flamengo/Flamengo-aprova-adiantamento-cotas-TV_0_826117550.html#ixzz2EsdG48Pl


Mentira#4


“Museu – As obras físicas estão prontas, faltando só a montagem”


Essa citação veio de um dos seus emails enviados indevidamente aos sócios nas vésperas das eleições, apelidados de FlaSpam.
A mentira aí é que as obras se encontravam inacabados, paradas há algum tempo pois Patrícia estava rompendo o contrato com a ótima parceira Olympikus, fornecedora de material esportivo do futebol, que por contrato financiava a construção do museu.


Mentira #5


“Trago jogador quando quero”


Então Dona Patrícia não quis trazer Diego e Riquelme? E o que dizer da saída de Thiago Neves para o Fluminense, com direito a papelão na mídia chamando o clube do coração do seu marido de anti-ético.


Mentira#6


Na campanha de eleição, Paty Parquinho prometeu Renato Augusto.


Em entrevista à Fox Sports recentemente, o novo diretor executivo de futebol do Flamengo, Paulo Pelaipe, declarou que Carlos Leite, empresário do ex-jogador do clube, afirmou que nenhuma pessoa do Flamengo procurou o jogador ou mostrou interesse e que o mesmo já está acertado com outro time brasileiro.

No mínimo o jogador já estava adiantado para outro clube. Como prometer um jogador nestas circunstâncias?


Novas mentiras?


E isso não é tudo! Tendo em vista seus discursos demagógicos durante as eleições no clube, muitas mentiras ainda serão descobertas após varredura prometida pela nova diretoria para avaliar a situação real do clube.

Vale a pergunta: Quando Patrícia Amorim foi sincera? A torcida do Flamengo espera que ao menos uma vez ela tenha sido. No momento de sua última entrevista, quando falou bem claramente:
“Não quero mais me candidatar a nada”

Comentários