DpF Premier League Player of the Year

  • por Gregor Vasconcelos
  • 6 Anos atrás

Por volta de abril a PFA (Professional Footballers’ Association) divulga uma lista de seis nomes que disputam o prêmio de melhor jogador da temporada inglesa. O vencedor é escolhido pelos próprios jogadores, e a primeira metade da temporada sempre parece ter um peso maior na decisão. Com o encerramento do primeiro turno da Premier League nesse final de semana, a Doentes escolheu os seis melhores jogadores do campeonato e gostaria de saber quem você, caro leitor, acha que foi o grande craque da temporada inglesa até aqui. Os nossos escolhidos foram:

Michu (Swansea):

Foto: Getty Images – Michu comemora seu segundo gol contra o Arsenal, em Londres


Em sua temporada de estreia, Michu vem brilhando e liderando a boa campanha do Swansea. Um dos artilheiros da liga, com 12 gols, Michu custou apenas £2 milhões de libras e é certamente o maior custo beneficio dentre as contratações dessa temporada. Meia de origem, o espanhol vem jogando no ataque pelo Swansea, às vezes ao lado de Danny Graham, às vezes como o 9 da equipe. 

A partida contra o Arsenal mostrou como Michu se adaptou bem à sua nova posição. Os dois gols no final, que garantiram a vitóriahistórica dos Swans no Emirates, coroaram uma atuação magistral. Uma das muitas em sua temporada até aqui.


Gareth Bale (Tottenham Hotspur):

Foto: Getty Images – Bale dribla Rafael, durante a vitória histórica do Tottenham sobre o Manchester United em Old Trafford



Mais uma conversão que obteve sucesso foi a transformação de Bale, um lateral comum, em um dos pontas mais letais do mundo. O jovem galês peca pela inconstância, mas, inspirado, Bale é simplesmente imparável.

Os números, seis gols e uma assistência, não impressionam tanto, mas Bale se destaca pelas partidas contra os times grandes. Ele marcou contra Arsenal e Liverpool, além de ter sido o grande jogador da memorável vitória do Tottenham sobre o United em Old Trafford, por 3×2. No duelo, Bale marcou um gol e participou dos outros dois.

Se conseguir mostrar seu futebol com maior consistência, Bale terá tudo para estar na briga para a premiação da PFA no final da temporada.

 

Juan Mata (Chelsea):

Foto: Reuters – Mata comemora seu gol, que garantiu a vitória do Chelsea sobre o Arsenal

Apesar das turbulências do clube londrino, Mata vem sendo a grande constante do Chelsea na temporada. Com seis gols e seis assistências, Mata já resgatou o Chelsea de várias situações desconfortáveis.

O gol da vitória contra o Arsenal no Emirates, a cobrança de falta que iniciou a reação do Chelsea contra o Manchester United (em um jogo que os Blues acabaram perdendo por 3-2) e os dois tentos na virada contra o Tottenham foram os destaques de sua temporada no primeiro turno.

Sempre participativo, Mata vem chamando a responsabilidade nos momentos difíceis do Chelsea na Premier League. Agora só falta os companheiros ajudarem.

 

Santi Cazorla (Arsenal):

Foto: The Times – Cazorla marca um golaço contra o West Ham



Santi Cazorla chegou botando fogo na Premier League. O maestro do Arsenal foi provavelmente o melhor jogador dos primeiros jogos do torneio, mas, assim como o resto de seu time, peca pela inconstância.

Com sete gols e quatro assistências, Cazorla não é só o grande maestro dos Gunners, mas também o artilheiro da equipe na competição. É difícil dizer qual foi a melhor atuação do espanhol na temporada: o gol e assistência em Anfield conduziram o Arsenal a uma vitória espetacular sobre o Liverpool. No North London Derby, o meia acabou com o jogo, marcando um gol e dando duas assistências na vitória sobre o Tottenham por 5×2. 

Mas foi contra o Reading na ultima rodada que o pequeno espanhol mais brilhou: Santi fez o primeiro hat-trick de sua carreira e ainda deixou mais uma assistência para aliviar um pouco do clima sombrio que vem rondando o Emirates Stadium. Será que Cazorla poderá conduzir o Arsenal à zona de classificação para a Champions League?



Luis Suárez (Liverpool):

Luis Suarez comemora o gol de empate contra o Newcastle

Apesar do começo muito ruim na temporada, quando seus gols perdidos custaram preciosos pontos ao Liverpool, Luis Suárez reencontrou o futebol que havia encantado a torcida dos Reds na sua primeira temporada no clube. 

O uruguaio marcou 10 dos 23 gols do Liverpool na Premier League, dando assistências para outros dois. Se mostrando mais participativo, objetivo e menos fominha do que na última temporada, o atacante vem atuando em altíssimo nível, apesar de seu time se encontrar na modesta 12ª posição. Se os Reds pretendem alcançar alguma coisa na competição, eles têm que torcer para que Suárez se mantenha concentrado no futebol e não nas polêmicas.

 

Robin van Persie (Manchester United):

Foto: Getty Images – Robin van Persie comemora o gol que garantiu a vitória do United sobre seu arqui-rival City


Artilheiro e melhor jogador da temporada passada, Robin van Persie lidera a artilharia desse ano ao lado de Michu, com 12 gols. 
Parece que van Persie conseguirá cumprir seu desejo de conquistar títulos, motivo alegado para deixar os Gunners. O Manchester United já se encontra 6 pontos à frente do City graças, em grande parte, aos gols de Robin. 

O holandês marcou em todos os clássicos do United na temporada: abriu o placar contra seu ex-clube em Old Trafford, assim como contra o Chelsea no Stamford Bridge, e fez, de pênalti, o gol da vitória sobre o Liverpool em Anfield. 
No jogo mais importante da temporada até aqui, van Persie marcou, de falta, o gol da vitória por 3×2 em cima do rival City. O tento, já nos acréscimos, desesperou os torcedores rivais e levou os Red Devils ao êxtase. 

Como se os gols não fossem suficientes, van Persie contribui também na armação de jogadas do Manchester United com toques rápidos e precisos, além de movimentação e criatividade. Além dos 12 gols, van Persie também contribuiu com cinco assistências, mostrando por que no início da carreira muitos o chamavam de “novo Bergkamp”.


——————–

E aí Doentes, quem foi o destaque desse primeiro turno da Premier League até aqui? Faltou alguem na nossa lista?

Comentários

Torcedor fanatico do Arsenal e do Flamengo, Gregor é fã de longa data da Premier League, acompanhando a liga avidamente há 10 temporadas. Formado em linguística inglesa pela universidade King's College em Londres, agora faz mestrado em linguistica e literatura na universidade de Zurich. Colunista da extinta revista "Doentes por Futebol", hoje é o editor de futebol inglês no site.