Genoa Cricket and Football Club – O grande do passado

  • por Tiago Lima Domingos
  • 8 Anos atrás

 

Atendendo a sugestão do fã e leitor da Doentes por Futebol – Devanilson Oliveira

 

Talvez até quem acompanhe o Calcio com afinco não sabe ou não se acostumou ao se deparar com a tabela dos maiores vencedores do campeonato da Itália. Não é surpresa pra ninguém que Juventus, Inter e Milan são os maiores campeões por lá. Mas onde o Genoa entra nessa história? O clube da cidade do famoso Porto de Gênova é o 4º maior vencedor da história do Calcio, com 9 títulos conquistados. Porém, o último ocorreu há exatos 88 anos. Foi na longínqua temporada 1923/24 o último título nacional de 1ª divisão do clube.

Foto: dibico.com.br –
O time do primeiro scudetto: 1898



Pra falar dessas 9 taças, precisamos voltar ao ano de 1893, quando o clube foi fundado. Nascia o Genoa Cricket and Athletic Club (seis anos depois, o Athletic Club foi substituído por Football Club), o clube mais antigo em atividade na Bota. O 1º título veio cinco anos após a fundação, em um campeonato muito particular nos dias de hoje. O Genoa consagrara-se campeão de um campeonato que durou apenas um dia. Nos dois anos seguintes, novas conquistas. Eis o primeiro tricampeonato, que viria a se repetir entre os anos de 1902 e 1904. Após isso, um jejum de 11 anos, que foi quebrado com a conquista em 1914/15, o sétimo título. E no bicampeonato de 1922/23 e 23/24 viriam os dois últimos scudettos. Diga-se que nessa época, o Campeonato Italiano ainda não tinha o nome de Série A, conhecido como hoje. A denominação ocorreu a partir da temporada 1929/30. Quando nessa época passou a ser disputado em turno e returno e por pontos corridos. Antes disso, a fórmula mais comum dividia os clubes em grupos e em seguida ocorria o mata-mata.

História do campeonato Italiano:

1898 – 1922 – Prima Categoria

1922 – 1926 – Prima Divisione

1926 – 1930 –  Divisione Nazionale

1930 – Até hoje – Série A

 

Foto: posterdetimescampeoes.blogspot.com –
O time do nono e último scudetto em 1924.



E daí surge a alcunha “grande do passado”. Após a conquista em 1924, o Genoa só ganharia mais um título na sua história: a Copa da Itália da temporada 1936/37. De lá pra cá, somente conquistas de menor escalão, como a Série B italiana, puderam ser festejadas. O clube passou a figurar na parte baixa da tabela e acumulou quedas, tanto para a 2ª quanto para a 3ª divisão (duas vezes; uma, recentemente, em 2005, quando o clube foi punido por arranjo de resultado, ocasionando na sua desclassificação à Série C1. Irônico dizer que sem o resultado arranjado o clube genovês subiria para a Série A).

Tantas quedas (foram oito da A para a  rendeu ao clube o posto de maior vencedor (campeão em 1934-35, 1952-53, 1961-62, 1972-73, 1975-76 e 1988-89) da Segunda Divisão. E assim o Genoa foi se transformando em um grande da época, para um clube médio, embora muito tradicional e com uma torcida presente e muito apaixonada, mas que vive de um passado muito distante.

Curiosidades, Estatísticas e História:

Dos nove títulos do clube, James Spensley (um inglês) e Edoardo Pasteur (um suíço) detêm o recorde de terem participado de seis delas. Ambos venceram os dois tricampeonatos (1898 a 1900 e 1902 a 1904).

Gennaro Ruotolo, com 444 partidas, é o jogador que mais vezes vestiu a maglia rossoblu.

Em 1964, o clube teve um treinador brasileiro. Foi Paulo Amaral (morreu de câncer em 2008), primeiro preparador físico da seleção brasileira, nas campanhas vitoriosas das Copas do Mundo de 1958 e 1962, e ainda na Copa do Mundo de 1966.

Primeiro clube italiano a ter uma categoria de base (para jogadores menores de 16 anos), em 1902.

Primeiro clube italiano a vencer um campeonato (1922/23) de forma invicta. Foram 28 partidas.

Primeiro clube italiano a ter em seu plantel um jogador japonês. Foi Kazuyoshi Miura, em 1994.

Foto: dallapartedeltorto.tk –
Os tifosi do Genoa – O 12º jogador.



Camisas aposentadas: O número 6, do defensor Gianluca Signorini, conhecido como ‘O Capitão’. Atuou no clube entre 1988 e 1995. Morreu em 2002. O ex-jogador sofria de esclerose lateral amiotrófica.

E o número 12 em homenagem à apaixonada torcida. O 12º jogador.

Genoa Cricket and Football Club (1893)

Campeonato Italiano: 9
(1898; 1899; 1900; 1902; 1903; 1904; 1914–15; 1922–23; 1923–24)

Copa da Itália: 1
(1936–37)

Campeonato Italiano de Futebol – Serie B: 6
(1934–35, 1952–53, 1961–62, 1972–73, 1975–76, 1988–89)

Campeonato Italiano de Futebol – Serie C: 1
(1970-1971)

Comentários

Carioca e rubro-negro. Do Rio de Janeiro a Milão. Doente por futebol, é claro. E apaixonado pelo Calcio.