Otimismo é a palavra-chave no derby de Lisboa

  • por Levy Guimarães
  • 8 Anos atrás

Foto: uefa.com – Salvio, que era dúvida, está confirmado para o jogo

Duas situações bem diferentes no campeonato e um fator em comum: a confiança. Essa é a tônica que marca o primeiro derby lisboeta da temporada, Sporting x Benfica, nesta segunda-feira (10/12), no Estádio José Alvalade, às 18h15 (horário de Brasília). O jogo terá a transmissão dos SporTV e do Bandsports.

O Benfica, vice-líder do campeonato, chega ao clássico pressionado após a vitória do Porto, por 1×0, sobre o Moreirense, que coloca os dragões provisoriamente isolados na ponta, com 29 pontos. Só a vitória interessa aos encarnados, que têm 26 pontos e não querem se desgrudar do rival do norte na briga pelo título.

O time vem de um frustrante empate com o time misto do Barcelona, no Camp Nou, que o eliminou da UEFA Champions League. Apesar do resultado, o jogo serviu para inflar a confiança da equipe, ciente da boa atuação na Espanha. Além disso, o Benfica vem de seis vitórias seguidas na Liga Sagres, conseguindo balancear um ataque dinâmico com uma defesa segura. Porém, o time tem alguns problemas para o derby: Aimar e Carlos Martins estão de fora por lesão, assim como Luisão e Enzo Pérez, cortados de última hora. Salvio, que também apresentava problemas físicos e era dúvida, está confirmado e vai a campo.

Foto: A Bola – Argentino Viola, um dos destaques do Sporting contra o Videoton


Já o Sporting não consegue sair do meio da tabela. Ocupa o 9º lugar, com 11 pontos, tendo também o pior ataque da competição ao lado do Marítimo, com apenas 9 tentos em 10 partidas. Apesar da situação ruim na classificação, os Leões adotam um discurso de muita confiança após a vitória por 2×1 sobre o Videoton, da Hungria, pela Liga Europa. Apesar da eliminação antecipada da equipe no torneio continental, o triunfo e a boa performance fizeram o torcedor leonino ter uma esperança a mais para bater o maior rival, mesmo com o adiamento do jogo contra os húngaros para a sexta-feira, fazendo com que o time tivesse apenas dois dias de descanso.

O técnico Franky Vercauteren continua procurando soluções para a ineficácia ofensiva de seus comandados. O bom rendimento de Labyad e Viola frente ao Videoton colocam uma dúvida na cabeça do treinador, que ainda tem opções como Capel, Carrillo e o garoto Esgaio, de 19 anos, que vinha se destacando pelo Sporting B e também entrou bem na partida de sexta. André Martins, Schaars, Jeffrén, Adrien e Daniel Carriço desfalcarão o time por lesão.

É impensável, para os dois times, sair de campo com uma derrota. Por isso, o jogo promete ser aberto, com o Sporting naturalmente partindo para cima por jogar em casa e o Benfica adotando uma estratégia semelhante à do jogo contra o Barcelona, saindo em velocidade pelos lados e explorando as costas dos laterais sportinguistas. Pode ser o marco do início da reação do Sporting no campeonato, como pode, também, servir para afundar de vez os Leões no certame. E para o Benfica, é a chance de confirmar o bom momento e reafirmar a força da equipe na disputa pela taça.

Comentários

Estudante de Jornalismo e redator no Placar UOL Esporte, belo-horizontino, apaixonado por esportes e Doente por Futebol. Chega ao ponto de assistir a jogos dos campeonatos mais diversos e até de partidas bem antigas, de décadas atrás.