Tite, o papa títulos

  • por Caio Araújo
  • 6 Anos atrás

TITE PAPA TITULOS

Quando Tite voltou ao Corinthians em outubro de 2010 era apenas mais um daqueles treinadores do grupo intermediário, sem muito destaque. Por muito tempo, viveu apenas da Copa do Brasil de 2001. O gaúcho ganhou bastante notoriedade a partir deste título devido ao famoso nó tático no Corinthians de Vanderlei Luxemburgo, em pleno Morumbi. O Grêmio venceu por 3 x 1, depois de empatar em 2 x 2 no Olímpico a primeira partida da final.

O Tricolor foi sua primeira experiência em um clube da primeira divisão. Além da Copa do Brasil, ganhou o Gaúchão em 2001, título que também conseguiu pelo Caxias no ano anterior. Depois que saiu do Sul, passou por São Caetano e Corinthians. Teve boa passagem nas duas equipes, embora não tenha conseguido levantar nenhuma taça. Mas a carreira de Tite começou a tomar outros rumos após ir para o Atlético-MG em 2005. Ficou marcado por ser um dos responsáveis pelo rebaixamento do time mineiro, no Brasileiro.

Após uma fraca passagem por Minas Gerais, voltou ao futebol paulista em 2006, para treinar o Palmeiras. No Verdão, conseguiu realizar novamente um bom trabalho. Mas por questão extra-campo acabou sendo demitido durante o Campeonato Brasileiro.
Em 2007, acertou sua ida para o futebol árabe, onde treinou o Al Ain. Mais um clube em que não conseguiu se sagrar campeão. Em junho de 2008, acertou sua volta ao Brasil, para treinar o Internacional, o maior rival do Grêmio, clube em que Tite ganhou destaque nacional. Chegou com muita desconfiança da torcida, mas foi no Colorado que Tite acabou com a seca de títulos. Conquistou a Sulamericana de 2008 em cima do Estudiantes (time que conquistaria a Libertadores no ano seguinte), o Gaúchão de 2009 de forma invicta e a Copa Suruga no Japão, que reúne o campeão da Liga Japonesa e o campeão da Sulamericana.

 

16dez2012---tecnico-tite-do-corinthians-comemora-conquista-do-mundial-de-clubes-da-fifa-com-faixa-bem-humorada-the-favela-is-here-1355665742506_956x500

No Brasileiro de 2009, teve um bom início, mas a queda de rendimento a partir da metade do campeonato acabou resultando em sua demissão. E, novamente, o mundo árabe seria seu destino. No Al Wahda, só dirigiu o time por quatro jogos, porque após receber uma proposta do Corinthians não pensou duas vezes para largar tudo e voltar ao Brasil. E foi no Timão que ele conseguiu outro status no cenário nacional. De treinador de segundo escalão, Tite chegou de vez ao topo. Mesmo com a derrota para o Tolima na Pré-Libertadores de 2010, o gaúcho foi mantido e deu a volta por cima conquistando o Brasileiro de 2011, a Libertadores e o Mundial deste ano. Se antes de sua chegada ao Corinthians de 2010, faltavam títulos de destaque ao Tite, hoje não falta mais nenhum. O treinador do Timão é o único técnico brasileiro que possui no currículo títulos estaduais, Copa do Brasil, Brasileiro, Sulamericana, Libertadores e Mundial.

 

Títulos:

 

Veranópolis

  • Campeonato Gaúcho – 2ª Divisão: 1993

Caxias

  • Campeonato Gaúcho: 2000

Grêmio

  • Campeonato Gaúcho: 2001
  • Copa do Brasil: 2001

Internacional

  • Copa Sul-Americana: 2008
  • Campeonato Gaúcho: 2009
  • Copa Suruga Bank: 2009

Corinthians

  • Campeonato Brasileiro: 2011
  • Copa Libertadores da América: 2012 (Invicto)
  • Mundial de Clubes da FIFA: 2012

Individuais

  • Melhor treinador da Libertadores: 2012
  • Melhor treinador do Mundial de clubes 2012
Comentários