Uma noite para a história do Palmeiras.

  • por Igor Leal da Fonseca
  • 8 Anos atrás

Libertadores 99

 

A noite do dia 11 de Dezembro de 2012 vai ficar na história do torcedor alviverde. Nessa noite, o eterno ídolo Marcos se despediu de forma oficial, encerrando uma história de 20 anos e mais de 500 jogos.

Mais de 40 mil torcedores do Palmeiras compareceram ao Pacaembu para prestigiar São Marcos e também para pegar no pé de jogadores identificados com rivais, especialmente Ronaldo e Edílson.Mas o ponto principal é notar que há pouco menos de um mês o clube que Marcos tanto honrou caiu de divisão – fazendo sua torcida sofrer mais uma vez – e mesmo assim a torcida palmeirense saiu de casa, em peso, para dar seu último aplauso a um dos maiores – senão o maior – ídolos da história do Palmeiras.

E não apenas torcedores do Palmeiras dão seu ”adeus” a São Marcos. O Brasil todo lhe prestigia, respeita e agradece, pela Copa do Mundo de 2002, por tantas declarações simples e desprovidas de maldade, por ser um torcedor dentro de campo antes de qualquer coisa.Obrigado, Marcão. Saiba que você fará falta, até mesmo para torcedores de clubes rivais.

Boa sorte daqui pra frente e nós, amantes desse esporte, esperamos que siga no futebol. Precisamos de pessoas que amam o esporte como você.

Comentários

33 anos, morador do Rio de Janeiro. Rubro Negro de coração, apaixonado pelo Maracanã, tem no Barcelona o exemplo de clube para o que entende como futebol perfeito, dentro e fora do campo. Estudioso da memória do futebol, tem nessa sua área de maior atuação no site, para preservar a memória do esporte. Dedica especial atenção aos times mais alternativos, equipes que tiveram grandes feitos, mas que não são tão lembradas quanto as maiores do mundo. Curte também futebol do centro e do leste da Europa, com uma coluna semanal dedicada ao assunto. Um Doente muito antes de fazer parte desse manicômio, sua primeira memória acadêmica é uma redação sobre o Zico, na qual tirou 10 e a mesma foi para o mural da escola. Nunca trabalhou com futebol dessa forma, mas adora o que faz junto com o restante do pessoal e se pergunta o porquê de não ter começado com isso antes. Espera recuperar o ''tempo perdido''. Acha Lionel Messi o melhor que viu jogar e tem em Zico, Petkovic e Ronaldo Angelim como heróis.