Fever Pitch, a decisão do título do Campeonato Inglês de 1989

Foto: Agência | Arsenal comemora o título inglês de 1989 |

Foto: Agência | Arsenal comemora o título inglês de 1989 |

 

No dia 26 de maio de 1989, Arsenal e Liverpool fizeram um dos melhores jogos da história da Inglaterra. Por mera coincidência, os dois times chegaram na última rodada com chances de serem campeões do Campeonato Inglês.

A partida foi originalmente marcada para o dia 23 de abril de 1989. Porém, no dia 15 do mesmo mês, aconteceu a terrível tragédia de Hillsborough, no jogo entre Liverpool e Nottingham Forest, válido pela Copa da Inglaterra. O resultado foi de 96 mortes.

O jogo foi adiado para depois da final da Copa da Inglaterra, que o Liverpool viria a vencer por 3 a 2 no clássico contra o Everton. Com isso, os Reds poderiam conquistar o Double (Campeonato Inglês e Copa da Inglaterra na mesma temporada) pela segunda vez em sua história.

Do outro lado, o Arsenal queria acabar com o jejum de 18 anos sem conquistar o Campeonato Inglês. E eles quase conseguiram isso mais facilmente, já que o clube londrino chegou a ficar 15 pontos à frente do Liverpool na competição. No entanto, o time caiu de rendimento na segunda parte da temporada, enquanto os Reds mantiveram uma série invicta, no Campeonato Inglês, de 1 de janeiro até o fatídico dia 26 de maio.

Nas duas últimas rodadas que antecederam a “final”, o Arsenal perdeu para o Derby County e empatou com o Wimbledon. O Liverpool venceu dois jogos contra clubes londrinos (2 a 0 contra o Queens Park Rangers e 5 a 1 contra o West Ham). Com isso, ficou à frente do Arsenal na tabela com 3 pontos de diferença e 4 gols a mais no saldo de gols.

Foto: Agência | Diferença de pontos entre os clubes |

Foto: Agência | Diferença de pontos entre os clubes antes da última rodada |



Com a vitória, o Arsenal empataria em número de pontos com o Liverpool, que tinha 76, mas precisaria vencer por dois gols de diferença para ser campeão. E aí que viria outro problema: o Liverpool não perdia por uma diferença de dois gols no Anfield há três anos. Outra curiosidade é que os Reds nunca perderam quando o ataque era formado pela dupla John Aldridge e Ian Rush. Ambos seriam titulares contra o Arsenal.

O jogo começou morno, com o Arsenal tomando a iniciativa e perdendo uma chance clara de gol em uma cabeçada de Steve Bould. Para sorte dos Gunners, o atacante Aldridge se lesionou e precisou ser substituído aos 32 minutos por Peter Beardsley. Com isso, o primeiro tempo terminou 0 a 0.

No segundo tempo, o Arsenal finalmente conseguiu abrir o placar com o artilheiro Alan Smith. No entanto, o gol gerou muito protesto dos jogadores do Liverpool, alegando que o atacante não havia tocado na bola. Sendo assim, o gol deveria ser anulado, já que veio de um tiro livre indireto de Winterburn, mas o bandeirinha confirmou ao árbitro David Hutchinson que Smith havia tocado na bola e o gol foi validado. Mesmo sofrendo o gol, o Liverpool ainda era o campeão.


Aos 74 minutos, o contestado meia Michael Thomas teve a chance de ser o herói da partida, mas perdeu uma chance claríssima de gol frente a frente com o goleiro Grobbelaar. No entanto, a história queria que Thomas fosse o herói. Faltando 25 segundos para o final do jogo, Alan Smith lançou Thomas, o meia ganhou a disputa com os defensores do Liverpool e bateu para o gol na saída de Grobbelaar, colocando fim no drama e no jejum de 18 anos dos Gunners.

Foto: Agência | Reação de Michael Thomas após marcar o gol do título|

Foto: Agência | Reação de Michael Thomas após marcar o gol do título|


Anos depois, em 1997, essa partida viria a ser usada como base para o filme Fever Pitch, que conta a história de um fanático professor torcedor do Arsenal.

Comentários

Estudante de Redes de Computadores. Fanático por futebol, seja brasileiro ou europeu. Sua preferência, na Europa, é a Premier League.