Celtic x Juventus: duelo de força em Glasgow

  • por Victor Gandra Quintas
  • 8 Anos atrás

Com a colaboração de João Rabay

destacada

O Duelo

Na última vez em que se cruzaram pela UEFA Champions League, Celtic e Juventus fizeram dois bons jogos pela fase de grupos de 2001. Neil Lennon, atual treinador do time escocês, estava em campo e se lembra da vitória por 4×3 em casa, bem como a derrota por 3×2 em Turim.

A primeira partida do confronto de 2012-13 acontece no Celtic Park, em Glasgow, nesta terça-feira, dia 12 de fevereiro, às 17h45 (hora de Brasília). Segundo a Sky, a partida terá transmissão ao vivo no canal Sports +. A ESPN promete VT às 20h00. A decisão da vaga acontecerá no dia 06 de março, no Juventus Stadium, em Turim.

Celtic

Classificado em segundo lugar no Grupo G, que tinha também Barcelona, Benfica e Spartak Moscou, o Celtic foi uma das equipes que surpreenderam nesta edição da UCL. O time coeso que prima pela marcação tem como principal destaque o goleiro inglês Fraser Forster, chamado de “A Muralha” pelos torcedores. Quem também tem chamado a atenção dos críticos é o queniano Victor Wanyama, jogador que mostra técnica e vigor físico.

O Celtic começou a fase de grupos em casa. O empate por 0x0 contra o Benfica lembrou o clássico futebol feio dos escoceses, e deu mais motivos para quem achava os portugueses favoritos ao segundo lugar do grupo.

Na segunda partida, em Moscou, o gol de Samaras nos acréscimos selou a vitória por 3×2. Foi a primeira vez que os escoceses venceram fora de casa pela UCL, na 21ª partida. Na quarta rodada, a defesa do Celtic prevaleceu em casa, arrancando surpreendente vitória por 2×1 sobre o Barcelona. O resultado foi decisivo para a classificação.

Assim, com um total de 10 pontos, o clube de Glasgow chegou às oitavas de final da Liga depois de cinco temporadas.

Frente à Juventus, o treinador Neil Lennon não sabe se poderá contar com o atacante Samaras, artilheiro do time na competição. Pelo lado positivo está a provável volta do zagueiro nigeriano Efe Ambrose, extramotivado pela conquista da Copa Africana de Nações no último dia 10 de janeiro.

Assim como na fase de grupos, a equipe escocesa vai contra o favoritismo. Será que a zebra poderá dar as caras contra a Juve, atual campeã italiana e líder nacional também em 2012-13?

Time base: Forster; Matthew, Ambrose, Mulgrew, Wilson; Commons, Wanyama, Brown, Lustig; Hooper, Samaras. T: Neil Lennon

Principais opções: Izaguirre, Ledley, Kayal, Forrest, Miku

Juventus

A Juventus chega a esta etapa da Champions League depois de boa passagem na fase de grupos. A equipe de Turim se classificou em primeiro lugar em um grupo dificílimo, com a sensação Shakhtar Donetsk e o Chelsea, campeão da temporada passada.

Foram 12 pontos (três vitórias e três empates) em seis partidas. Invencibilidade que teve como um dos pilares a defesa. Com apenas quatro gols sofridos, a Juve foi o segundo time menos vazado da fase de grupos, atrás apenas do Paris Saint-Germain e empatado com o Porto. O ataque marcou em todos os jogos, alcançando média de dois gols por partida, uma das melhores da competição.

O confronto com um adversário não tão forte parece ser um facilitador, já que a Juve poderia enfrentar Arsenal ou Real Madrid. Entrar para uma partida achando que vai ganhar com os nomes não é uma característica dessa Juventus. A série de 49 jogos invictos pelo Calcio entre as temporadas de 2011-12 e 2012-13 é prova suficiente disso.

Para a sequência da Liga dos Campeões, a Juventus esperava contar com um atacante de peso. Fernando Llorente está fechado, mas chegará somente ao final da temporada, pois o Athletic Bilbao, que detém os direitos do jogador, não aceitou liberá-lo por valor inferior à multa, mesmo com a proximidade do fim do contrato.

Para reforçar o período, chegou então o veterano Nicolas Anelka, que estava no futebol chinês. Além dele, o zagueiro/lateral esquerdo Federico Peluso foi contratado para dar opção às recorrentes lesões de Giorgio Chiellini. Talvez não seja suficiente para colocar os italianos como candidatos ao título, mas a condição de favoritos contra o Celtic é inegável.

Time base: Buffon; Barzagli, Bonucci, Chiellini; Lichtsteiner, Vidal, Pirlo, Marchisio, Asamoah; Giovinco, Vucinic. T: Antonio Conte

Principais Opções: Peluso, Pogba, Anelka, Matri

Comentários

Natural de Belo Horizonte. Torcedor do Cruzeiro e da Juventus. Um Doente por Futebol. Desde pequeno um apreciador do esporte mais popular do mundo, preferindo mais em acompanhar do que jogar (principalmente por não ter talento algum com a bola).