Especial Oscar 2013 – Amor

  • por José Eduardo Volpini
  • 8 Anos atrás

O amor entre Lampard e Chelsea parecia interminável. Apenas parecia. O clube inglês, que busca reformular o elenco, anunciou que não irá renovar o contrato do ídolo. É a premissa que liga o assunto ao filme francês Amour, que retrata o momento difícil de um casal já nos últimos momentos de sua história.

Como deixar um ídolo, que tem seus principais momentos da carreira ligados ao Chelsea vitorioso? Que não abandonou o time em nenhum momento, nem após situações difíceis, como o falecimento de sua mãe às vésperas de uma semifinal contra o Liverpool. E que foi importantíssimo na conquista do maior troféu do clube, a tão sonhada Champions League. E vem sendo um dos melhores na atual temporada, na qual o time enfrenta troca de técnicos e adaptação de novos jogadores.

Vale tentar compreender o lado do clube. Lampard é um jogador experiente, faz boas partidas frequentemente, mas jogadores com idade avançada podem cair de rendimento de forma abrupta e inesperada de uma temporada para outra. E o Chelsea renova com atraso sua equipe, até por isso enfrenta algumas dificuldades na mescla do time, que possui poucos jogadores adaptados e no auge. 

No entanto, não importa até quando Roman Abramovich vai manter o amor por Frank Lampard assinado, pois, se depender do craque inglês, ele será eterno.

Comentários