Especial Oscar 2013 – Les Misérables

  • por Gregor Vasconcelos
  • 8 Anos atrás
419289_495160920529583_1005316647_n
O famoso romance de Victor Hugo, conhecido em português como “Os Miseráveis”, é considerado por muitos como uma das obras literárias mais influentes do século XIX. Em 1980, após muitas adaptações cinematográficas, a história foi transformada em musical. Pouco mais de cinco anos depois, “Os Miseráveis” (ou “LesMis”, como são conhecidos na Inglaterra) invadiram o West End de Londres, fazendo um sucesso mundial. Em menos de dois anos, o espetáculo foi levado a Broadway, onde conseguiu fazer 6.680 performances consecutivas. Após cair um pouco no ostracismo com o encerramento do musical da Broadway em 2003, “LesMis” voltaram com tudo no ano de 2012. Com o sucesso do filme de Tom Hooper, indicado a oito Oscars, o musical voltará a Broadway no começo do ano que vem. Além disso,“Os Miseráveis” foram adaptados para um lugar que ninguém esperava: os campos de futebol, na forma do Newcastle United.

A revolução francesa de Alan Pardew, em Tyneside, começou aos poucos no verão de 2011 com chegada de três jogadores franceses (Cabaye, Marveaux e Obertan) e mais três vindos das antigas colônias (Demba Ba, Abeid e Cissé). Esses juntaram-se a Ben Arfa e Tioté e levaram o Newcastle para uma surpreendente quinta colocação (os Magpies eram cotados para a briga contra o rebaixamento no começo da temporada). Com o sucesso dos franceses – especialmente Cabaye e Ben Arfa, os dois motores da equipe – o Newcastle passou a olhar com outros olhos para o mercado francês e viu que ali poderia encontrar bons jogadores a preço de banana.
Ben Arfa e Cabaye foram os maestros da surpreendente campanha do Newcastle na ultima temporada

Ben Arfa e Cabaye foram os maestros da surpreendente campanha do Newcastle na ultima temporada



Houveram poucas contratações no mercado de verão, já que Pardew confiava que o mesmo elenco do ano passado brigaria mais uma vez por uma vaga na Champions League. Após uma primeira metade de temporada muito ruim, na qual o clube ficou rondando a zona de rebaixamento, Pardew resolveu investir pesado no mercado francês para tirar o Newcastle dessa situação.

Em janeiro, chegaram cinco jogadores franceses direto da Ligue 1: Mathieu Debuchy, Yoan Gouffran, Moussa Sissoko, Massadio Haidara e Mapou Yanga-Mbiwa. A chegada deles precisa injetar ânimo novo na equipe, que havia vencido apenas dois jogos na Premier League desde o começo de novembro até dia 12 de janeiro – um total de 14 jogos – e sido eliminado pelo Brighton na FA Cup.

Foto: SkySports - Titular da França na Euro 2012, Debuchy fecha com o Newcastle

Foto: SkySports – Titular da França na Euro 2012, Debuchy fecha com o Newcastle


Contra Aston Villa e Chelsea, o Newcastle conseguiu vitórias consecutivas pela primeira vez na temporada e se classificou para as oitavas de final da Liga Europa, o que já mostra sinais de melhoras na equipe. 

Apesar disso, o Newcastle ainda se encontra apenas 4 pontos acima da zona de rebaixamento. Para evitar um retorno precoce à segunda divisão, o Newcastle precisará que seus novos jogadores mostrem uma vontade comparável com a criada pelos Miseráveis originais. Só resta agora torcer para um final mais feliz.

Critica:

Um trabalho mágnifico de Alan Pardew, com direção impecável de Mike Ashley
-Alan Hansen

Um remake ambicioso, mas que não chega aos pés do original.
– Arséne Wenger, comparando o Newcastle com o seu Arsenal na primeira adaptação do romance aos campos de futebol
Comentários

Torcedor fanatico do Arsenal e do Flamengo, Gregor é fã de longa data da Premier League, acompanhando a liga avidamente há 10 temporadas. Formado em linguística inglesa pela universidade King's College em Londres, agora faz mestrado em linguistica e literatura na universidade de Zurich. Colunista da extinta revista "Doentes por Futebol", hoje é o editor de futebol inglês no site.