Ferj e TV em: Destruindo gramados

(Foto: Reprodução) Uso intensivo dos gramados só prejudica o espetáculo

Em meados de janeiro começou o Campeonato Carioca e em pouco mais de 20 dias já foram realizadas 40 partidas nas cinco rodadas disputadas. Porém, como sempre acontece, a Federação do Rio e a emissora que detém os direitos do campeonato (Rede Globo) proíbem times pequenos de jogarem em seus campos por motivos esdrúxulos.


Na última sexta, após o Friburguense gastar mais de R$ 45 mil em obras para receber o Flamengo, a Federação divulgou um comunicado informando que, a pedido da TV, o jogo passaria para o estádio Cláudio Moacyr. Ou seja, mais uma partida para o castigado gramado.

Nesse final de semana, foram realizados duas partidas em Macaé: Quissamã x Fluminense e Macaé x Botafogo. Em ambas, os treinadores dos times da capital reclamaram do péssimo gramado, mas também os campos não têm como aguentar. Esse foi o sétimo jogo recebido da Série A em 21 dias, isso sem contar as partidas dos juniores, totalizando 10.

A situação ainda deve piorar, já que, em março, o Cláudio Moacyr vai sediar sete jogos da Copa Rio Sub-17, além dos jogos do Serra Macaense na Série B do Carioca, profissional e Sub-20.

Segundo a Federação, apesar do interior ter seis times, apenas dois estádios podem receber jogos dos grandes: Raulino de Oliveira e Cláudio Moacyr. Com relação aos pequenos da capital, não é diferente. Dos também seis times, apenas Bangu e Madureira jogam nos seus estádios, fato que sobrecarrega o Engenhão de partidas.

Ou seja, dos 16 times do campeonato, apenas Botafogo, Vasco, Volta Redonda, Macaé, Bangu e Madureira possuem estádios em condições de jogo para os grandes, na ótica da entidade. Menos de 40% das equipes da competição

Até aqui, das 40 partidas realizadas, o assustador número de 20 foram disputadas apenas em três campos: sete no Engenhão, também sete no Cláudio Moacyr e outras seis no Raulino de Oliveira.

Até mesmo Moça Bonita entrou na roda, com Bangu, Audax, Boavista e Flamengo mandando jogos: já foram seis partidas.

Ou seja, dos 40 jogos, 26 foram disputados apenas em quatro estádios.

E depois reclamam dos péssimos gramados do Rio de Janeiro.

(Matéria originalmente escrita por Matheus Mandy)

Comentários

Diretor no DPF desde 2012 e criador da coluna "Olho Nele!".