Guia da Libertadores – Grupo 5

  • por Mauricio Fernando
  • 8 Anos atrás
O Corinthians de Emerson busca o bicampeonato. Foto: Lancenet

O Corinthians do decisivo Emerson busca o bicampeonato. Foto: Lancenet

 

 

Equipes: Corinthians, San José-BOL, Millonários-COL e Tijuana-MEX.

Palpite DPF: Corinthians e Tijuana.

 

Corinthians por Mauricio Fernando

A dupla Ralf e Paulinho segue como uma das principais armas do timão. Foto: Meu Timão

A dupla Ralf e Paulinho segue como uma das principais armas do timão. Foto: Meu Timão

 

O Corinthians entra com muita moral e um novo status adquirido graças às belíssimas conquistas da Libertadores e do Mundial em 2012, enfim, a temporada dos sonhos. Em uma mistura de lua de mel com a fiel torcida e atenção para não relaxar devido aos títulos recentes, o clube buscou contratações milionárias para reforçar um elenco que já era muito forte.

Foram 22 milhões de euros (aproximadamente R$ 58 milhões) gastos nas contratações do meia Renato Augusto, vindo do Bayer Leverkusen, do zagueiro Gil do Valencienes-FRA, e de Alexandre Pato, adquirido junto ao Milan, um dos grandes investimentos do futebol mundial neste início de ano. Algo em torno dos € 15 milhões para ter o atacante de 23 anos. A única baixa foi a saída do insatisfeito atacante Martínez, que foi para o Boca Juniors.

Junte estes reforços a uma equipe muito bem montada taticamente por Tite, que conta com atletas como Cássio, Ralf, Paulinho, Emerson Sheik, Danilo e Guerrero, e vemos novamente o timão como um dos favoritos na disputa da Taça Libertadores da América.

Em sua 11ª participação, a quarta consecutiva, o clube paulista, apesar de favorito, encontrará algumas grandes dificuldades em seu grupo, como as altitudes de Oruro-BOL e Bogotá-COL, e a longa viagem a Tijuana-MEX. Isso sem falar no bom nível de Millonários e Tijuana, atuais campeões colombiano e mexicano, respectivamente.

San José por Mauricio Fernando

O artilheiro Saucedo é o principal nome do San José. Foto: Los Tiempos

O artilheiro Saucedo é o principal nome do San José. Foto: Los Tiempos

 

A altitude de 3700 metros de Oruro será o grande trunfo do San José diante dos adversários. Em sua 5ª participação em Taças Libertadores, o vice-campeão boliviano tem tudo para repetir o desempenho de sua última participação, em 2008, quando foi o último de seu grupo, apesar de superar o Santos graças à famigerada altitude.

O grande destaque da equipe treinada por Marcos Ferrufino é o experiente artilheiro Carlos Saucedo de 33 anos, que deverá ter a companhia de Diego Cabrera, reforço que veio do Independiente Santa Fé da Colômbia para auxiliar Saucedo no comando de ataque. O San José conta ainda em seu elenco com o meio campista brasileiro Marcelo Gomes, de 31 anos, revelado pelo Bonsucesso em 2002, e que desde 2004 perambula por diversos clubes do futebol boliviano.

Millonários por Mauricio Fernando

O atacante Reinteria é um dos destaques do Millos. Foto: Vavel Brasil

O atacante Reinteria é um dos destaques do Millos. Foto: Vavel Brasil

 

O Millonários chega a sua 14ª Libertadores motivado por um ótimo 2012, quando faturou o campeonato colombiano após 24 anos de jejum. Além disso, o Millos chegou ainda às semifinais da Copa Sulamericana, após eliminar Grêmio e Palmeiras.

Da boa base do time vitorioso, destacam-se os meias Otálvaro e Mayer Candelo, e principalmente, o atacante Reinteria, velho conhecido dos brasileiros.

No entanto, a equipe comandada por Hernán Torres perdeu algumas peças importantes neste ano, como o meia Vásquez, o zagueiro Henriquez e, principalmente, o atacante Cosme. Todos eles foram para o Querétaro do México. Em contrapartida, reforços importantes chegaram para a remontagem do time. Reforçarão a equipe o atacante Freddy Montero, que veio do futebol norte-americano, o zagueiro Robinson Zapata e o volante Leudo, ambos vindos do futebol local, e, por fim, o meia Javier Reina, que teve passagens por Cruzeiro, Vitória, Ipatinga e Ceará, e que recentemente estava no futebol coreano.


Como trunfos, os colombianos contam, além do bom time, com a pressão da torcida do El Campín, onde dificilmente são batidos. Outro fator que favorece bastante a equipe é a altitude de 2640 metros de Bogotá.

Os objetivos do maior campeão colombiano na Taça Libertadores, competição que não disputa desde 1995, é a de inicialmente passar de fase, meta que parece alcançável, apesar de difícil, tendo em vista que Corinthians e Tijuana iniciam com condições melhores. A partir da vaga alcançada, tudo passa a ser incógnita para o Millos.

As semifinais alcançadas nos anos de 1960,1973 e 1974 foram as melhores participações do Millonários no principal torneio continental da América Latina.

 

Tijuana por Mauricio Fernando

A dupla Fidel Martinez/Riascos é a grande arma dos "xolos". Foto: CNN

A dupla Fidel Martinez/Riascos é a grande arma dos “xolos”. Foto: CNN

 

Fundado em 2007, o Tijuana já foi alçado entre os grandes do futebol mexicano e faz bonito. Promovido para a divisão principal em 2011, conquistou no fim do ano passado o primeiro título nacional de sua história, e de forma convincente.

O time comandado pelo argentino Antonio “El Turco” Mohamed, o mesmo técnico que levou o Independiente à conquista da Copa Sul-Americana de 2010, tem nos jogadores sul-americanos os destaques da equipe, que chega para disputar sua primeira Libertadores. O atacante colombiano Duvier Riascos vem com a moral de sido o craque do Apertura mexicano. Outro que deve dar trabalho é o meia Fidel Martínez, também conhecido como o “Neymar equatoriano”, que se destacou na edição do ano passado atuando pelo Deportivo Quito. O zagueiro argentino e capitão, Javier Gandolfi, e o goleiro, Cirilo Saucedo, são outros bons nomes da ótima equipe mexicana. Ainda se reforçou de jogadores que já atuaram na Libertadores, como é o caso do atacante Daniel Márquez, atacante ex-América e Necaxa.

Apesar da estreia na competição, a ambição dos “xolos” é grande e esperam surpreender nesta Libertadores. Inicialmente, aparece um pouco à frente do Millonários na disputa da segunda vaga do grupo. É muito forte em seus domínios e pode aprontar caso chegue ao mata-mata.

Tabela de jogos:

19/02 Bogotá  Millonarios x Tijuana

20/02 Oruro   San José x  Corinthians

26/02 Tijuana Tijuana x San José

27/02 São Paulo  Corinthians x Millonarios

06/03 Tijuana   Tijuana x Corinthians

07/03 Bogotá   Millonarios x San José

13/03 São Paulo   Corinthians x Tijuana

14/03 Oruro   San José x Millonarios

03/04 Bogotá   Millonarios x Corinthians

03/04 Oruro   San José x Tijuana

10/04 São Paulo   Corinthians x San José

10/04 Tijuana   Tijuana x Millonarios

 

 

Comentários

21 anos, morador de Maringá-PR. Corintiano de coração, aprendi ainda a ser Liverpool, na Europa. Como Doente por Futebol, acompanho diariamente jogos, jogadores e tudo o que acontece acerca deste apaixonante esporte. Minha função por aqui será de analisar e informar tudo o que rola na América do Sul e no México. Responsável ainda pelas colunas "Craque DPF" e "Futebol na Mídia".