Keirrison: Do sucesso ao marasmo pela bola

O jogador que retornou recentemente ao seu clube de origem, o Coritiba, hoje vive incertezas por partes dos críticos quanto ao seu baixo rendimento apresentando nos últimos anos.

Keirrison com a camisa do Coritiba em sua primeira passagem | Foto: Globo.com

Keirrison com a camisa do Coritiba em sua primeira passagem | Foto: Globo.com

Você sabe quando aquele jogador realmente desponta, se consagra no time, sendo de coração ou de consideração, e tem os holofotes da mídia voltados a sua imagem? Sim, estes são casos que vemos diariamente na TV, por meio dos jogos e dos programas de debates esportivos. Desta vez, a bola da vez se encontra murcha no momento. Parece que, de uma hora para outra, desaprendeu a jogar o futebol que o levou um dia à Europa.

Keirrison jogando pelo Palmeiras | Foto: Globo.com

Keirrison jogando pelo Palmeiras | Foto: Globo.com

Oriundo de Dourados, no Mato Grosso do Sul, Keirrison de Souza Carneiro, ou somente Keirrison, foi mais um que despertou o interesse de muitos. Surgiu jovem para o Cene, clube do estado. Transferido para o Coritiba teve grande participação com a camisa paranaense como vice-artilheiro da Copa São Paulo de Juniores de 2006.

Na equipe profissional, foi artilheiro dos regionais de 2006 e 2007 e campeão com o clube em 2008, ano em que deslanchava como uma grata surpresa do futebol brasileiro. Em razão dos prêmios e marcas pessoais, como os 21 gols no Campeonato Brasileiro de 2008 ao lado de Washington e Kléber Pereira, grandes clubes o sondaram, entre eles, o Palmeiras.

Keirrison no Barcelona | Foto: Reprodução

Keirrison no Barcelona | Foto: Reprodução

A chegada de Keirrison ao clube de Parque Antártica, em 2009, era vista como a nova arma para o ataque alviverde, que, desde a saída de Vágner Love, buscava um centroavante com faro de gol apurado. Não foi diferente. O “K9”, como ficou conhecido, foi o segundo maior artilheiro do Campeonato Paulista com 13 tentos feitos e teve o melhor início de um atacante com a camisa verde e branca na história: 16 gols em 14 jogos.

E mais um brasileiro parte em busca de sucesso. Mas não foi bem isso que Keirrison viu em sua estadia no continente europeu. Contratado pelo Barcelona, da Espanha, não encontrava espaço para jogar e mostrar suas habilidades. Então, envolvido em negociações por empréstimo, passou por Benfica de Portugal, em 2009, e Fiorentina da Itália, em 2010, sem grandes aparições. Restava voltar ao Brasil e defender as cores do Santos, tendo uma participação discreta na conquista da Copa Libertadores da América de 2011, vencida pelo alvinegro praiano.

O regresso ao Coritiba, time que o revelou, é visto por Keirrison como o recomeço na carreira. A volta em 2012 foi prejudicada por uma lesão no joelho esquerdo. Resgatar o tempo perdido e poder um dia voltar a vestir a camisa da seleção canarinho, que já foi trajada em um amistoso não oficial contra a seleção do Campeonato Brasileiro de 2007.

Passagem apagada de Keirrison pela Fiorentina, da Itália | Foto: Reprodução

Passagem apagada de Keirrison pela Fiorentina, da Itália | Foto: Reprodução


Agora, os torcedores do Coxa ficam na expectativa de verem novas exibições extraordinárias e belos gols por parte de Keirrison. Foram infelicidades seguidas em sua carreira, mas, nada como um dia após o outro para retomar de onde parou.

Comentários

Jornalista formado pela Universidade Paulista - Unip em 2012, é torcedor doente pelo Palmeiras e amante do bom futebol. Foi estagiário da produção do Domingo Espetacular, da Rede Record. Em um de seus trabalhos acadêmicos, realizou um documentário sobre o Nacional Atlético Clube intitulado "O Futebol Nacional", publicado no YouTube, com o intuito de relatar a falta de estrutura no clube e de visibilidade na mídia esportiva.