Mauro Icardi – O garoto cobiçado por duas nações e grandes clubes

  • por Tiago Lima Domingos
  • 8 Anos atrás

 

Conheça a história de Mauro Icardi, o garoto fã de Batistuta, de grande potencial para marcar gols que em apenas seis meses passou a ser disputado por dois países e dois grandes clubes italianos.

O início

Para começar a contar essa história, temos de voltar quase 20 anos, precisamente para a data de 19/02/1993, quando nascia em Rosário, na Argentina, Mauro Emanuel Icardi Rivero. Filho de Juan Icardi e Analia Rivero. Do pai, de origem da região do Piemonte, norte da Itália, herdou o duplo passaporte. Por que isso é importante? Veremos mais à frente.

O início na Argentina, a mudança para a Espanha e o Barcelona

Foto: Reprodução – Icardi, ao lado dos pais aos 14 anos em sua chegada ao Barcelona. Em trajetória parecida com a de Lionel Messi (que chegou ao clube catalão aos 13 anos), Icardi pouco jogou por lá.

Deu os primeiros passos no esporte num pequeno clube da cidade, o Club Infantil Sarratea. Aos seis anos de idade, fugindo da crise econômica no seu país de origem, mudou-se para a Espanha. Nas Ilhas Canárias, acertava com o pequeno Unión Deportiva Vecindario e já mostrava sua vocação para balançar as redes. Dados não confirmados contabilizam 384 gols de Icardi, mas acredita-se que esse número pode ter passado de 500 pelas categorias menores por onde passara.

Tantos gols não passariam despercebidos e a cobiça de grandes clubes era o caminho natural. Em 2008 (já com 14 anos), era contratado pelo Barcelona após ser disputado pelo rival Real Madrid e os ingleses Arsenal e Liverpool. No clube catalão, anotou 38 gols em duas temporadas atuando nas categorias Sub-17 e Sub-19.

 

A mudança para a Itália

Em janeiro de 2011 é emprestado à Sampdoria e seis meses depois contratado em definitivo por € 400 mil. Na temporada 2011/2012, torna-se artilheiro do campeonato Primavera com uma ótima marca de 19 gols em 23 partidas. Tal destaque o levou à equipe de cima e, na primeira partida como profissional, anotou o gol da vitória da Samp (1×2) contra o Juve Stabia, que classificava matematicamente os dorianos aos play-offs da Série B do Calcio.

Temporada 2012/2013 – A aparição pro mundo

Foto: Reprodução – Icardi comemorando um de seus gols no Juventus Stadium. O mês de janeiro foi especial para o jogador que passou a ser olhado com outros olhos pelo mundo todo

O protagonismo e a estrela só foram aparecer em meados de novembro. Ali ainda era um jovem que alternava entre banco de reservas e titularidade. E foi saindo do banco, no dérbi de Gênova, que Icardi começava a surgir para o mundo. Marcou o gol que matava o clássico e fechava em 3×1. A partir dali, Icardi ia cada vez mais se tornando realidade. Janeiro de 2013 foi o mês da “consagração”. Dois gols na Juventus, na casa da Velha Senhora. No final do mês, o Pescara se tornou a maior vítima do jogador. Foram quatro gols marcados por Icardi na goleada de 6-0 da Samp. Em fevereiro, gol na Roma sob os olhares de Roberto Mancini (técnico do Manchester City) e de Alessandro Sabella (treinador da seleção Argentina). Cada vez mais realidade, começou a “briga” pelo jogador.

Itália ou Argentina? Internazionale ou Napoli?

Como dito, janeiro foi o mês de Icardi. O sucesso logo despertou interesse da Azzurra em convocá-lo. No entanto, o jogador tem preferência pelo país natal. Já jogou pela Argentina Sub-20, e dizem já ter rejeitado uma convocação para as seleções de base da Itália. O reconhecimento deve vir na próxima convocação de Sabella, que gostou do que viu e corre para não “perder” o jogador para a seleção de Cesare Prandelli.

Se Icardi parece ter escolhido a Argentina para atuar, o mesmo pode-se dizer do seu provável novo clube para a próxima temporada. A preferência do atleta é a Internazionale, justamente por contar com vários argentinos, o que facilitaria na adaptação do jogador num grande clube. Além disso, teria em Diego Milito um belo tutor para a promissora carreira. O Napoli quase o contratou no final da janela de janeiro, mas não teve tempo hábil para concretizar a negociação. O presidente da Inter, Massimo Moratti, prontamente acelerou as negociações e tomou a frente do negócio. O preço? € 15 milhões de euros. É o valor do rápido sucesso. Se a Inter terá feito um grande investimento só o tempo dirá, mas a cada dia que passa, Icardi parece demonstrar que valerá. A sorte está lançada.

 

Nome: Mauro Emanuel Icardi Rivero

Altura: 1,81 m

Peso: 75 kg

Posição: Atacante

Nacionalidade: Argentina

Na temporada 2012/2013 – 18 partidas (12 como titular); 8 gols ( 1 Genoa / 2 Juventus / 4 Pescara / 1 Roma)

 

Comentários

Carioca e rubro-negro. Do Rio de Janeiro a Milão. Doente por futebol, é claro. E apaixonado pelo Calcio.