A volta das eliminatórias na América do Sul

  • por Mauricio Fernando
  • 8 Anos atrás
Messi comanda a líder Argentina. Foto: UOL Esporte

Messi comanda a líder Argentina. Foto: UOL Esporte

As eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014 estão de volta e, na América do Sul, não poderia ser diferente. Nove seleções brigam por quatro vagas diretas e mais uma para a repescagem. Nesta semana e na seguinte, serão disputadas as partidas válidas pela 11ª e 12ª rodada.

Uma das vagas, no entanto, parece não estar em disputa, pois Messi, com a chegada de Alejandro Sabella ao comando técnico, teve o suporte necessário para desempenhar seu futebol na seleção argentina. Os hermanos aparecem no topo da tabela com vinte pontos ganhos, além de ter o melhor ataque da competição, liderado pelos artilheiros Messi e Higuaín – sete gols, ao lado de Suárez, do Uruguai. Os argentinos terão pela frente a Venezuela em casa e a Bolívia na altitude de La Paz nas próximas rodadas. Lembrando que, nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, a Argentina comandada por Maradona, com Messi em campo, foi impiedosamente goleada pelos bolivianos, um sonoro 6×1 na mesma altitude.

Outras duas seleções se destacam e estão um pouco à frente na disputa, o Equador e a Colômbia. Os equatorianos são vice-líderes com dezessete pontos, graças aos 100% de aproveitamento em casa (5 vitórias em 5 jogos), enquanto a promissora seleção colombiana tem um ponto e um jogo a menos. O Equador folga na próxima rodada e depois enfrenta o lanterna Paraguai em casa. Já a Colômbia recebe a Bolívia e depois visita a Venezuela.

Forlán voltou e viver boa fase e quer voltar a brilhar também pela Celeste. Foto: Goal

Forlán voltou e viver boa fase e quer voltar a brilhar também pela Celeste. Foto: Goal


Em seguida, aparecem três equipes empatadas com doze pontos. A emergente Venezuela está na frente pelo saldo de gols, devido aos poucos gols sofridos, e segue com boas chances de disputar o primeiro mundial de sua história. Depois vem o Uruguai, que começou muito bem, mas passa por momento complicado, pois não vence há quatro rodadas. A Celeste receberá o Paraguai em casa na próxima rodada e, na seguinte, visitará o Chile, que vive situação semelhante, vindo de sequência ruim que o tirou da zona de classificação, mesmo que pelos critérios desempate. Com isso, o comando técnico foi mudado no fim do ano passado, com Jorge Sampaoli, que encantou o continente com a dinâmica La U, substituindo Claudio Borghi. Os chilenos, antes do compromisso importante diante do Uruguai, visitam o Peru.

Com um desempenho pífio até aqui, Bolívia e Peru com oito pontos, e o Paraguai, grande decepção dessas eliminatórias, estão bem abaixo e precisarão jogar muito para conquistarem uma vaga, mesmo que entre os cinco.

A DPF destaca entre as convocações já realizadas a presença de jogadores que atuam no Brasil. São eles:

Em alta no Corinthians, Guerrero seguelembrado para a seleção peruana. Foto: UOL

Em alta no Corinthians, Guerrero seguelembrado para a seleção peruana. Foto: UOL


Argentina: Walter Montillo (Santos);
Colômbia: Edwin Valência (Fluminense);
Uruguai: Diego Forlán (Internacional) e Nicolás Lodeiro (Botafogo);
Chile: Jorge Valdivia (Palmeiras) cortado por contusão, Marcos Gonzáles (Flamengo) e Eduardo Vargas (Grêmio);
Bolívia: Marcelo Moreno (Grêmio);
Perú: Paolo Guerrero (Corinthians), Luis Ramírez (Ponte Preta) e Yoshimar Yotún (Vasco);
Paraguai: Victor Cáceres (Flamengo);

Os jogos da 11ª rodada, a 2ª do 2º turno, serão realizados todos na próxima sexta-feira, dia 22. Veja os horários e os canais de transmissões:

17:00 Colômbia x Bolívia – SPORTS+
19:00 Uruguai x Paraguai – SPORTS+
21:00 Argentina x Venezuela – SPORTV
23:10 Perú x Chile – SPORTS+

Segue a classificação: http://www.conmebol.com/es/content/la-eliminatoria-al-dia

Comentários

21 anos, morador de Maringá-PR. Corintiano de coração, aprendi ainda a ser Liverpool, na Europa. Como Doente por Futebol, acompanho diariamente jogos, jogadores e tudo o que acontece acerca deste apaixonante esporte. Minha função por aqui será de analisar e informar tudo o que rola na América do Sul e no México. Responsável ainda pelas colunas "Craque DPF" e "Futebol na Mídia".