Borussia 3 x 0 Shakhtar: vitória de quem sabe onde quer chegar

  • por João Rabay
  • 7 Anos atrás

borussia 3

Sóbrio, seguro, sem sustos. O Borussia Dortmund mostrou muita maturidade para passar pelo Shakhtar Donetsk e confirmar classificação para as quartas de final da UEFA Champions League. Com gols de Felipe Santana e Mario Götze, o time da casa garantiu a vitória no primeiro tempo, mesmo sem se arriscar muito.

Com a vantagem de poder empatar em 0x0, graças aos gols marcados fora de casa (2×2 em Donetsk), os alemães entraram em campo decididos a manter a posse de bola para deixar os ucranianos longe do gol de Weifenfeller. Objetivo alcançado com sucesso: sentindo falta de Willian, que se transferiu para o Anzhi, da Rússia, o Shakhtar mostrou que a criatividade do ex-corintiano era mais que fundamental para o bom funcionamento do seu ataque. Enfrentando uma equipe que concedia poucos espaços, os comandados por Mircea Lucescu não conseguiram ameaçar em momento algum.

Aos 31, o zagueiro brasileiro Felipe Santana aproveitou cobrança de escanteio de Götze e cabeceou com muita força para abrir o placar. Festa no Signal Iduna Park. Os torcedores alemães sentiam a vaga cada vez mais próxima, e ela ficaria ainda mais perto seis minutos depois. Baqueado pelo primeiro gol, o Shakhtar deu espaço para Lewandowski avançar pela direita e cruzar na medida para Götze. O meia se antecipou à marcação e tocou no cantinho para praticamente selar a classificação. Os últimos minutos do primeiro tempo se resumiram ao Dortmund tocando a bola sem preocupação e o Shakhtar sem forças para atacar.

 

Jogadores comemoram gol de Felipe Santana (Foto: Getty Images)

Jogadores comemoram gol de Felipe Santana (Foto: Getty Images)

 

Na volta para o segundo tempo, Mircea Lucescu apostou novamente na entrada de Douglas Costa, que havia saído do banco para marcar no primeiro jogo. O Shakhtar começou a etapa tentando pressionar, mas logo veio o balde de água fria: Kuba Blaszczykowski fez ótima jogada e tocou para Gündoğan chutar para o gol. O goleiro Pyatov falhou e Kuba apareceu para aproveitar o rebote. 3×0 e, definitivamente, classificação selada. O Shakhtar ainda teve 30 minutos para tentar fazer o gol de honra, mas, além da boa atuação da defesa, o goleiro Weidenfeller fez duas grandes intervenções.

O placar pode enganar quem acha que os alemães deram show. Mas a partida confirma que o Borussia sabe muito bem até onde quer ir na Champions League. Sólido na marcação, que vinha comprometendo a equipe em outras partidas, e mortal no ataque, o time comandado por Jürgen Klopp é um dos grandes candidatos ao título do torneio continental. Fora da briga pela Bundesliga, resta esperar o sorteio para conhecer o adversário nas quartas de final. Com uma certeza: não importa quem venha, o Dortmund tem total condição de avançar.

Comentários

Jornalista. Doente por futebol bem jogado e inimigo de jogadores que desistem da bola para cavar falta e de atacantes "úteis porque marcam os laterais".