Clássicos DPF – A rodada do Paulistão

  • por Bráulio Silva
  • 7 Anos atrás

O Clássicos DPF de hoje inovará um pouco. Ao invés de citar um jogo clássico, navegaremos por três confrontos que ocorrerão nesse fim de semana pelo Campeonato Paulista. Jogos que já decidiram campeonatos ou clássicos e que para sempre ficarão na memória do amante do futebol.

Começaremos por São Paulo e Bragantino, que se enfrentam neste sábado, no Morumbi. Se o jogo hoje parece não ter tantos atrativos, no começo dos anos 90 era um clássico paulista, chegando até a decidir um Brasileiro.

Em 1991, o Bragantino estava na crista da onda. Era o alternativo que deu certo. Sob o comando de Nabi Abi Chedi, o time de Bragança havia conquistado o Estadual de 90 e fazia ótima campanha no Brasileirão. Depois da saída de Vanderlei Luxemburgo, o time foi treinado por Carlos Alberto Parreira. Os destaques do time eram o lateral Gil Baiano, o volante Mauro Silva, o meia Alberto e o atacante Silvio. Já o São Paulo, de Telê Santana, estava em franca reformulação. O time acumulava dois vice-campeonatos brasileiros e uma péssima campanha no Paulistão de 1990, quando nem avançou de fase.

A final foi marcada pelo equilíbrio. O time do interior jogava por dois resultados iguais, mas no Morumbi o São Paulo pressionou e conseguiu inverter a vantagem, após vencer por 1×0, com gol de Mário Tilico. Na volta, empate em 0x0. O São Paulo conquistou o primeiro dos vários títulos que vieram no princípio dos anos 90.

http://www.youtube.com/watch?v=5n5drkQj_ek

Guarani e Corinthians jogam no domingo. Se hoje o Bugre está numa má fase, a situação nos anos 80 era totalmente diferente. Celeiro de grandes craques, o Guarani sempre chegava nas fases agudas dos campeonatos. Não foi diferente em 1988. Com campanha excelente, o Bugre chegou à final com a vantagem de decidir em casa e jogar por três empates.

No primeiro jogo, o Guarani abriu o placar com um gol antológico de Neto, finalizando de bicicleta um cruzamento que veio da direita. Já no segundo tempo e sob pressão, o Corinthians chegou ao empate com gol do lateral Edson. Na volta, o Brinco de Ouro recebeu quase 50 mil pessoas para o jogo decisivo. Sem poder contar com o artilheiro Edmar, o técnico Jair Pereira apostou em um garoto recém saído do Terrão corintiano.



E a aposta deu certo. Após empate no tempo normal, Viola empurrou para as redes com um chute torto, de fora da área. Era o primeiro gol do centroavante com a camisa corintiana. Deu sua camisa para a torcida na comemoração.

Palmeiras e Santos é o terceiro jogo que merece destaque no fim de semana. Clássico de tradição. A última vez que os times decidiram o campeonato foi no longínquo ano de 1965, quando o Santos foi campeão e o Palmeiras ficou com o vice.

O Palmeiras, em 96, ganhou o campeonato diante do Santos. O super time dos 100 gols confirmou o título após uma vitória sobre o Peixe no Palestra Itália por 2×0. A partida do primeiro turno também entrou para a história, quando o Palmeiras venceu o Santos em plena Vila Belmiro por incríveis 6×0, com gols de Cleber (2), Rivaldo (2), Cafu e Djalminha.

http://www.youtube.com/watch?v=dwlwDwqRnmU

Gostou da nossa coletânea? Estaremos de olho nos três jogos e na torcida para que as equipes realizem jogos memoráveis, bem ao estilo dos citados na coluna.

Comentários

Paulistano, casado e com 33 anos. Apaixonado por futebol e pelo São Paulo FC. De memória privilegiada, adora relatar e debater fatos futebolísticos de outrora. Ex-estudante de jornalismo, hoje gerencia uma drogaria no município de Barueri, além de escrever para a Doentes por Futebol.