Eliminatórias para a Copa: a bola volta a rolar na África!

  • por Rogério Bibiano
  • 8 Anos atrás

Fim de semana de muito futebol envolvendo as seleções na briga por um lugar na Copa do Mundo de 2014. Na África não é diferente. Após nove meses, a bola volta a rolar com a terceira rodada da segunda fase das Eliminatórias Africanas.

Nesta fase, 40 seleções são divididas em 10 grupos, jogando entre si em turno e returno. Ao final, classificam-se para a terceira (e última) fase apenas os campeões de cada grupo. Confira os jogos e a situação deles (todos os horários são brasileiros):

Grupo A

1 – Etiópia – 4 pontos
2 – República Centro-Africana – 3 pontos
3 – África do Sul – 2 pontos
4 – Botsuana – 1 ponto

Jogos da rodada

23/03 – 15h15 – África do Sul x Rep. Centro-Africana – Cidade do Cabo
24/03 – 10h00 – Etiópia x Botsuana – Addis Abeba

Foto: Reuters. Os Bafana Bafana entram na rodada em busca de uma reação no grupo.

Seriamente ameaçada dentro do grupo, a África do Sul faz um decisivo duelo ante a perigosa República Centro-Africana. Os sul-africanos precisam desesperadamente da vitória para manterem reais chances de classificação. O que preocupa o torcedor dos Bafana Bafana é o fato da equipe nos últimos anos ter tropeçado justamente em adversários com pouca tradição. Já a República Centro-Africana espera surpreender como fez nas Eliminatórias para a CAN-2013, quando eliminaram o Egito.

Foto: Reuters. Adane Girma (19), junto com Saladin Said (7), são a esperança etíope na busca pela primeira participação numa Copa do Mundo.

Grata surpresa do futebol africano, a Etiópia recebe a fraca seleção de Botsuana e pode terminar o turno na liderança isolada da chave, com a real possibilidade de avançar à terceira fase. Os etíopes apostam no faro de gol do bom e veloz atacante Saladin Said, bem como na força da torcida, que costuma apoiar incondicionalmente a seleção. Botsuana, por sua vez, promete ser o fiel da balança desta chave, especialmente jogando em casa.

Grupo B

1 – Tunísia – 6 pontos
2 – Serra Leoa – 4 pontos
3 – Guiné Equatorial – 1 ponto
4 – Cabo Verde – 0 ponto

Jogos da rodada

23/03 – 15h10 – Tunísia x Serra Leoa – Rades
24/03 – 13h00 – Guiné Equatorial x Cabo Verde – Malabo

Foto: AFP. As “Águias do Cartago” entram em campo nesta rodada na condição de favoritos ante Serra Leoa.

 

Foto: reprodução – Fifa. Ibrahim Kargbo, capitão e comandante da defesa leonina deverá reeditar o duelo contra o bom Youssef Msakni. Em 2012, foram dois jogos e dois empates entre ambas as Seleções.

Com 100% de aproveitamento, a Tunísia recebe a perigosa seleção de Serra Leoa. Os tunisianos, uma das forças do continente, enfrentam um adversário direto na briga pela vaga. Confirmando a vitória, abrirão cinco pontos de vantagem e praticamente assegurarão a classificação. Já Serra Leoa, na condição de azarão, sabe que é fundamental não perder em Rades para decidir em Freetown contra os próprios tunisianos.

Foto: Panoramic. Cabo Verde, uma das grandes surpresas da CAN-2013, vive o melhor momento da sua história futebolística.

Guiné Equatorial e Cabo Verde fazem um clássico de seleções emergentes no continente. O atual momento é extremamente favorável para os cabo verdianos, uma das seleções que surpreenderam na CAN-2013, disputada em janeiro, e que por sua vez iniciou muito mal as Eliminatórias, possuindo apenas chances matemáticas de conseguir uma eventual classificação.

Grupo C

1 – Costa do Marfim – 4 pontos
2 – Tanzânia – 3 pontos
3 – Marrocos – 2 pontos
4 – Gâmbia – 1 ponto

Jogos da rodada

23/03 – 14h00 – Costa do Marfim x Gâmbia – Abidjan (transmissão ao vivo ESPN BRASIL)
24/03 – 09h00 – Tanzânia x Marrocos – Dar Es Salaam

Foto:Getty Images. Yaya Touré deverá ser o capitão marfinense, devido a ausência de Didier Drogba (não convocado), ante Gâmbia.

Considerada favorita para conseguir uma das cinco vagas africanas para a Copa do Mundo, a Costa do Marfim segue sem vencer a CAN, mas a cada dia está mais forte no continente. Na liderança da chave, recebe a lanterna Gâmbia, que não deve ofertar nenhuma surpresa aos marfinenses. Isso a julgar pelos resultados fora de Bakau.

Foto: Star Africa. A perigosa Tanzânia recebe o instável Marrocos. Nesta semana a FIFA ameaçou suspender os tanzanianos caso o governo interfira na federação local.

Já no outro confronto da chave, a Tanzânia recebe o Marrocos. Em algum momento na história, os marroquinos seriam apontados como favoritos. Porém, no atual estágio de extrema inconstância dos Leões do Atlas, somados a uma crise interna, com péssimos resultados em campo e inúmeras trocas de acusações fora, temos um cenário que parece não ser dos mais favoráveis ao Marrocos. Por sua vez, a Tanzânia é um adversário extremamente complicado em seus domínios.

Grupo D

1 – Zâmbia – 6 pontos
2 – Gana – 3 pontos
3 – Sudão – 1 ponto, saldo -3
4 – Lesoto – 1 ponto, saldo -7

Jogos da rodada

24/03 – 10h00 – Lesoto x Zâmbia – Maseru
24/03 – 13h00 – Gana x Sudão – Kumasi

Considerado um dos mais equilibrados desta fase, o Grupo D já teve um tapetão. Isso porque Zâmbia, que havia perdido na última rodada para o Sudão (2×0), ganhou os pontos graças a uma ação disciplinar que condenou o Sudão por ter utilizado o atleta Saif Ali, que deveria cumprir suspensão por expulsão em jogo das quartas de final da CAN-2012. Com isso, a FIFA declarou Zâmbia vencedora do confronto (3×0).

Foto: Getty Images. Após um decepcionante desempenho na CAN-2013, Zâmbia joga na condição de favorita para manter-se no primeiro lugar do grupo.

Em campo, a Zâmbia visita a fraquíssima seleção de Lesoto (que já conseguiu um surpreendente empate com o Sudão). Os líderes esperam vencer para manter a ponta da tabela, mas acima de tudo quer apagar a péssima imagem da última CAN-2013, quando foi eliminada da competição com três empates.

Foto: Getty Images. Após o decepcionante quarto lugar na CAN-2013, Gana precisa vencer o Sudão para seguir na briga por uma vaga à Copa do Mundo 2014.

Gana, em crise, após não ter chegado à final da CAN-2013, recebe o Sudão, que, conforme o dia, pode complicar. A Gana precisa vencer para seguir na cola da líder Zâmbia. Já os sudaneses, após revés na justiça desportiva, precisam da vitória para seguirem sonhando com o Mundial de 2014.

Grupo E

1 – Congo – 6 pontos
2 – Níger – 3 pontos
3 – Gabão – 3 pontos
4 – Burkina Faso – 0 ponto

Jogos da rodada

23/03 – 11h30 – Congo x Gabão – Pointe Noire
23/03 – 15h00 – Burkina Faso x Níger – Ougadougou

Outro grupo equilibradíssimo e que também teve resultados alterados no “tapetão”. Neste caso, são dois resultados dessa forma que mudaram completamente a situação do grupo. Os jogos em questão são os que valeram pela primeira rodada. Em junho de 2012, Burkina Faso e Congo empataram em 0x0. Porém, a seleção Burkinabé utilizou de forma irregular o atleta Hervé Xavier, camaronês com processos pendentes de naturalização. Foi condenada pela FIFA e perdeu o ponto do jogo (Congo foi declarado vencedor, 3×0). O outro caso envolveu Níger e Gabão, que também haviam empatado (0x0). O Gabão utilizou neste jogo o atleta camaronês Charly Moussono, que havia disputado o Mundial de Beach Soccer de 2006 por Camarões e que, em função deste fato, foi julgado pela FIFA, que considerou sua escalação uma infração à regra que diz respeito ao fato de um jogador atuar por seleções diferentes sem o aval da entidade. Com isso, o ponto gabonês foi tirado e Níger foi decretada vencedora do jogo (3×0).

Foto: reprodução – el cubano blog. Congo faz um jogo primordial contra o Gabão, na busca pela primeira participação numa Copa do Mundo.

Foto: AFP. O jovem Pierre Aubameyang é a grande esperança dos “Panteras” no sonho de ir à primeira Copa do Mundo

Em campo, o Congo recebe o Gabão, em um jogo que promete grandes emoções. Os congoleses estão empolgados pela liderança e cientes que a vitória os deixam muito próximos da classificação. Por outro lado, o Gabão, após revés na justiça desportiva, mas contando com uma boa equipe, precisa vencer para igualar os congoleses e futuramente tirar a diferença em Libreville, onde são muito fortes.

Foto: AFP. Burkina Faso, vice-campeã da CAN-2013, joga sua partida decisiva nestas Eliminatórias. “Os Garanhões” contam com o reforço de Alain Traore, ausente das finais da CAN-2013 devido lesão.

A vice-campeã continental e grande surpresa da CAN-2013 recebe a Níger, que historicamente complica somente atuando em Niamey. A Burkina Faso, favorita absoluta no confronto e em grande fase, precisa vencer se quiser seguir sonhando com o Mundial 2014. A Níger, vice-líder do grupo, mas inconstante longe de seus domínios, é a zebra deste duelo.

Grupo F

1 – Nigéria – 4 pontos
2 – Namíbia – 3 pontos
3 – Malawi – 2 pontos
4 – Quênia – 1 ponto

Jogos da rodada

23/03 – 12h00 – Nigéria x Quênia – Calabar
23/03 – 13h00 – Namíbia x Malawi – Windhoek

Foto: reprodução – kickoff.com. Stephen Keshi (juntamente com a taça da CAN-2013 e ladeado por Jay Jay Okocha, Nwankwo Kanu e Kalu Uche) espera reconduzir as “Super Águias” ao lugar de destaque no cenário futebolístico mundial.

Campeã Africana de 2013, a Nigéria, revigorada, confiante e embalada, recebe a seleção queniana, lanterna do grupo, mas que nos últimos confrontos tem dificultado a vida para os nigerianos, favoritos absolutos na chave. Este será o primeiro jogo da Nigéria após a conquista da CAN-2013, na África do Sul, e a primeira em que Stephen Keshi utilizará a força máxima disponível, já que nos dois primeiros jogos a Nigéria atuou com jogadores considerados alternativos.

A Namíbia, vice-líder da chave, recebe o Malawi, em um jogo que certamente será equilibrado e imprevisível. O treinador namíbio, Bernard Kaanjuka, já apontou que, para classificar-se, é preciso vencer todos os jogos em casa e tirar pelo menos três pontos fora. Já Malawi, uma das seleções que mais evoluíram no continente, sabe que somente a vitória pode deixar o time com esperanças de ir para a terceira fase.

Grupo G

1 – Egito – 6 pontos
2 – Guiné – 3 pontos
3 – Zimbábue – 1 ponto
4 – Moçambique – 1 ponto

Jogos da rodada

24/03 – 10h00 – Moçambique x Guiné – Maputo
26/03 – 14h00 – Egito x Zimbábue – Alexandria

Lanterna da chave e inconstante, Moçambique abre a rodada do grupo recebendo a Guiné. A inconstância dos moçambicanos não permite nenhum apontamento de ordem mais aguda acerca de um favoritismo. Por outro lado, a boa seleção da Guiné precisa vencer para seguir na cola dos egípcios e com chances de classificação.

Foto: AFP. Favorito absoluto, Egito entra em campo para manter o aproveitamento de 100% nas Eliminatórias.

Na quarta-feira, por motivos de segurança, o líder Egito, em busca de uma sonhada vaga para a Copa do Mundo, recebe a fraca seleção de Zimbábue, que busca um verdadeiro milagre na sequência dessas Eliminatórias. Apesar do favoritismo absoluto, o problema egípcio não está em campo, mas sim fora das quatro linhas, com os inúmeros problemas de ordem política e sócio-cultural que vem afetando diretamente o futebol do país.

Grupo H

1 – Benin – 4 pontos
2 – Argélia – 3 pontos
3 – Mali – 3 pontos
4 – Ruanda – 1 ponto

Jogos da rodada

24/03 – 10h30 – Ruanda x Mali – Kigali
26/03 – 16h30 – Argélia x Benin – Blida

Foto: Reuters. Sempre decisivo, o capitão Seydou Keita comandará o meio-campo malinês ante Ruanda.

Grupo que aparentemente seria decidido entre argelinos e malineses, Benin aparece como intruso, deixando a definição do grupo em um clima de absoluto suspense. Mali, após bom desempenho na CAN-2013, visita Ruanda, precisando vencer para não descolar dos líderes.

Foto: AFP. Sofiane Feghouli é a esperança argelina de recuperação, após a decepcionante participação na CAN-2013.

 

Foto: reprodução – Star Africa. Benin tem sido a grande surpresa dentro do Grupo H.

No jogo considerado chave do grupo, a Argélia, abalada pela péssima campanha na CAN-2013, recebe a surpresa Benin, em um duelo que somente a vitória interessa para as Raposas. A seleção beninense, do artilheiro Razak Omotoyossi e treinada pelo ex-lateral francês Amoros, espera surpreender. Diante do cenário, o próprio Amoros já deixou claro que o empate é vital para a classificação e que uma eventual vitória colocaria os Esquilos muito próximos da próxima fase.

Grupo I

1 – Líbia – 4 pontos
2 – República Democrática do Congo – 3 pontos
3 – Camarões – 3 pontos
4 – Togo – 1 ponto

Jogos da rodada

23/03 – 11h30 – Camarões x Togo – Yaoundé
24/03 – 11h30 – Rep. Dem. do Congo x Líbia – Kinshasa

Foto: Reuters. Principal astro de uma Seleção em crise, Samuel Eto’o, após uma série de situações confusas, estará mais uma vez comandando os “Leões Indomáveis” num jogo decisivo contra o também conturbado Togo.

Camarões e Togo fazem um duelo com ares de decisão, haja visto que um resultado que não seja a vitória para ambos pode complicar todos os projetos futuros nas Eliminatórias. Para agravar mais ainda a situação, tanto camaroneses quanto togoleses vivem momentos de crise interna, na administração do futebol e no comando da seleção, o que pode ser bom para congoleses e líbios.

Foto: John Bompengo/Radio Okapi. A República Democrática do Congo, dos artilheiros Tresor Mputu e Diumerci Mbokani, recebe a Líbia, podendo assumir a ponta do grupo.

Na outra partida, um duelo de seleções que renasceram no cenário futebolístico africano após anos de ostracismo. A República Democrática do Congo recebe a Líbia, em outro jogo que promete equilíbrio. Os congoleses, se vencerem, assumem a liderança do grupo. Os líbios, com a vitória, ficarão muito próximos da próxima fase.

Grupo J

1 – Senegal – 4 pontos
2 – Uganda – 2 pontos
3 – Angola – 2 pontos
4 – Libéria – 1 ponto

Jogos da rodada

23/03 – 14h00 – Senegal x Angola – Conakry
24/03 – 13h00 – Libéria x Uganda – Paynesville

Foto: AFP. Escolhido pelo treinador Alain Giresse, como novo capitão senegalês, Demba Ba é a grande esperança dos “Leões de Teranga”.

Líder e favorito para conseguir a vaga, o Senegal “recebe” Angola em Conakry, Guiné. Os senegaleses foram punidos devido aos incidentes nas Eliminatórias para a CAN-2013, quando em novembro de 2012, após estarem perdendo para a Costa do Marfim, torcedores atearam fogo no estádio Leopold Segnhor, em Dacar, e atiraram objetos no gramado. Ainda assim, os senegaleses são favoritos ante a sempre decepcionante e inconstante Angola, do pressionado treinador uruguaio Gustavo Ferrín.

Foto: reprodução. Uganda, quase imbatível em casa, precisa somar pontos fora na briga pela vaga à Terceira Fase das Eliminatórias.

No outro duelo, a jovem Seleção da Libéria recebe Uganda. Para os liberianos, é vencer ou vencer. Caso contrário, darão adeus ao sonho da Copa do Mundo. Já Uganda, com um futebol que a cada dia vem evoluindo, com base no bom trabalho do escocês Bobby Williamson, pode momentaneamente ser considerada favorita para este jogo. A seleção aurinegra sabe que uma vitória é fundamental para avançar à próxima fase e seguir sonhando com a Copa do Mundo.

Comentários

Natural de Telêmaco Borba-PR e criado em meio à "boemia futebolística", com horas de papo sobre futebol, samba e cervejas na pauta. Influência do pai, que também adorava futebol, e da mãe, que sempre apoiou a iniciativa. Técnico em Eletrônica, formado desde 1999, e fanático por futebol, futsal, futebol de praia, society e todo esporte que tenha no futebol a sua essência.