Galatasaray vence o Schalke 04 e avança de fase

  • por Raniery Medeiros
  • 6 Anos atrás
Dupla do barulho

Dupla do barulho

 

Em jogo realizado na tarde de terça-feira (12/03), o Galatasaray foi até a Alemanha e eliminou o Schalke 04. Milhares de turcos foram às ruas para comemorar após o apito final dado por Jonas Eriksson.

Mesmo tendo a desvantagem, por ter empatado a partida de ida em 1×1, “Os Leões” não sentiram o peso da Veltins-Arena lotada. Muslera, Drogba e Sneijder foram de suma importância para a tão sonhada classificação. A última vez em que o Galatasaray esteve nas quartas de final da Liga dos Campeões foi na temporada 2000/2001. Naquela oportunidade, sendo o atual campeão da antiga Copa da Uefa, em 2000, a equipe sucumbiu diante do Real Madrid de Raul, Figo, Roberto Carlos e c&a.

Jogando fora de casa, os turcos suportaram a pressão imposta pelo adversário e tiveram frieza para matar o confronto. Graças aos gols de Bulut, Altintop e Yilmaz, a vaga veio após um apertado e épico 3×2. O atacante Yilmaz é o artilheiro da competição, ao lado de Cristiano Ronaldo. Ambos com oito gols.

O Schalke 04 chegou como favorito. Por jogar em casa, ter vindo de uma vitória sobre o rival Borussia Dortmund e com o apoio incondicional de sua torcida, a vaga parecia estar mais próxima. Mesmo sem poder contar com o seu matador, Huntelaar, os alemães vieram confiantes para o confronto. Porém, os comandados de Jens keller não esperavam que o goleiro Muslera estivesse em noite inspirada.

Após a Eliminação, o foco é a classificação para a próxima edição do torneio, via Bundesliga.

As contratações de Drogba e Sneijder deram ao time turco a experiência e a malandragem que se deve ter para poder alçar voos mais altos. Mesmo que o entrosamento ainda não seja o ideal, as duas estrelas demonstraram que podem fazer a diferença. O atacante Marfinense marcou, se movimentou e deu um calor para a defesa dos Azuis Reais. O Holandês cadenciou mais a bola e, quando preciso, acalmou os ânimos da equipe. Vale lembrar que, em 2010, Sneijder foi fundamental para o título da Inter de Milão. Já Drogba, em 2012, foi o herói da conquista do Chelsea.

O JOGO

Mesmo jogando fora dos seus domínios, o Galatasaray contou com o apoio da comunidade turca que se encontrava na Alemanha. Muito em função disso, o time não se incomodou e desde cedo criou as principais oportunidades de gols.

Foi avançando a marcação e fechando o cerco no meio de campo que Sneijder e Altintop puderam municiar Drogba. O atacante perdeu duas boas oportunidades antes dos 20 minutos iniciais. A segunda, mais clara, veio após um belo drible sobre o lateral Uchida – um chute forte para a defesa de Hildebrand.

Como diz o clichê: quem não faz, toma. Farfán cobrou escanteio, a zaga rebateu errado e a bola sobrou para Neustädter. O volante encheu o pé, fuzilou e mandou a bola para o fundo das redes.

Foto: Reuters - Neustädter (33) abre o placar

Foto: Reuters – Neustädter (33) abre o placar


Sem entrar em pânico após sair atrás do placar, o time comandado por Fatih Terim continuou a pressionar e, aos 37 minutos do primeiro tempo, empatou o jogo. Após receber a bola em uma cobrança de falta ensaiada, Altintop acertou um belíssimo chute de fora da área e empatou a partida. O volante comemorou o seu lindo gol mesmo tendo atuado por cinco anos pelo lado alemão.

Foto: Reprodução - Altintop comemora o gol de empate

Foto: Reprodução – Altintop comemora o gol de empate


Não muito tempo depois, aos 42 minutos, o time de Istambul virou a partida. O atacante Yilmaz aproveitou a bobeira da zaga, ganhou na velocidade e deu um leve toque na saída do goleiro Hildebrand. Placar em 2×1 e classificação encaminhada.

Yilmaz tira de Hildebrand e vira o jogo

Foto: Reuters – Yilmaz tira de Hildebrand e vira o jogo

Necessitando virar o jogo, o Schalke não tinha outra solução que não fosse atacar, atacar e atacar. Draxler, que até então estava sumido na partida, começou a soltar o seu arsenal de jogadas. O gol de empate veio após uma bela trama de ataque. Farfán chutou na trave e, com a confusão na área, Uchida encontrou Michel Bastos livre pela esquerda. O Brasileiro só precisou empurrar para as redes.

Foto: Getty Images - Michel Bastos empata a partida e distribui corações

Foto: Getty Images – Michel Bastos empata a partida e distribui corações

De forma recuada e planejando os contra-ataques, o Galatasaray viu o Schalke desperdiçar boas oportunidades. Só a virada poderia garantir a vaga para o clube alemão. Foi aí que surgiu a figura do goleiro Muslera. Após bela jogada de Draxler, o Uruguaio fez uma maravilhosa defesa, mano a mano com a jóia do azuis. Em outra ação ofensiva da jovem promessa, Muslera interveio em seu cruzamento. A bola sobraria limpa para Pukki.

Já na base do desespero, os Azuis Reais começaram a fazer lançamentos para a área e consagraram Muslera. Em um desses balões, tentando encontrar um milagre, o arqueiro repôs a bola rapidamente para Inan. Contra ataque puxado e bola precisa para Bulut. Cara a cara com Hildebrand, o atacante precisou finalizar duas vezes para fazer 3×2 e fechar o caixão alemão.

Foto: Reprodução - Bulut pega o próprio rebote e mata o jogo

Foto: Reprodução – Bulut pega o próprio rebote e mata o jogo

Festa Turca nas ruas de Gelsenkirchen. O Galatasaray espera o seu próximo adversário de forma ansiosa. O sorteio, que definirá o chaveamento do restante da competição, será realizado na manhã desta sexta-feira.

FICHA DO JOGO

SCHALKE 04 1 X 1 GALATASARAY


Data: 12/03/2013, 16h45 (horário de Brasília).
Local: Estádio Veltins-Arena, em Gelsenkirchen (Alemanha).
Público: 53.000 (não oficiais).
Árbitro: Jonas Eriksson (Suécia).


Cartões Amarelos: Höger e Kolasinac(Schalke 04); Drogba (Galatasaray).


Gols: Neustädter, aos 18 minutos do primeiro tempo, Altintop, aos 37, Yilmaz, aos 42; Michel Bastos, aos 18 minutos do segundo tempo, e Bulut, aos 50.


SCHALKE 04: Hildebrand, Uchida, Höwedes, Matip e Kolasinac; Höger (Meyer) e Neustädter; Farfán, Draxler e Michel Bastos; Pukki (Obasi). Técnico: Jens Keller.


Galatasaray: Muslera; Eboué, Kaya (Zan), Nounkeu e Riera; Felipe Melo, Altintop, Inan e Sneijder (Amrabat); Drogba e Yilmaz (Bulut). Técnico: Fatih Terim.

Gols:

Comentários